Doom - Sem Ar - 09/fevereiro

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Doom - Sem Ar - 09/fevereiro

Mensagem por tiagovip em Qui Fev 11, 2016 4:26 pm

Olá, pessoas!

Segue o relato:

Éder & Marcelo - Soldados
Tiago - Líder dos invasores


Após o segundo cenário, antes de iniciarmos o terceiro, o Marcelo gastou sua experiência para adquirir mais 1 ponto a mais de vida (indo para 10), o Éder seguiu pela mesma rota (indo para 9 de vida), ficando ainda com 5 de experiência, e, por comitê, Careca decidiu nada gastar por hora. Apesar da falta do Careca, mantivemos os 3 soldados no cenário.





Os soldados chegam numa área onde as paredes separando o complexo da UAC e o inferno das criaturas é muito fina, e o ar disponível ali é quase nenhum e ficar em local sem ar lhes é danoso. Felizmente, o local é composto por vários armários de suprimento, e além de reforçar o equipamento, os soldados conseguem alguns sistemas de respiração, feitos para Marte, mas que tem seu uso ali. Diferente de outros objetivos, os soldados veem que a saída está ao sul, perto deles. Também notam que não está em condição de uso e precisa ser aberta na violência, com uma detonação poderosa, além do que as granadas deles são capazes. Assim, o objetivo deles é procurar por explosivos, levá-los até a porta emperrada, e explodi-la, abrindo a passagem para que possa sair dali.





Talvez pela falta de ar, os soldados estivessem aturdidos e permaneceram num bloco unido, mesmo cientes da presença de um Cacodemônio, que faz ataques em área - assim, todos sofreram com um ataque forte. Mas o Tático (Éder) tomou o preparado químico que o deixou berserker, e ele matou o Cacodemônio na porrada, e as demais criaturas não resistiram as granadas e disparos dos soldados - exceto um Querubim, que foi considerado de pouca ameaça, porém ele, enfurecido, destruiu uma proteção e atacou duas vezes o Artilheiro, derrubando-o. Apesar disso, os soldados conseguiram pegar explosivos e levá-los até a porta. Ela tinha que ser mantida fechada, ou o dano sofrido pela falta de ar no corredor ocorreria também na área anexa. Antes de seguir para o corredor desprovido de ar, os soldados sabiam que seria preciso lidar com um Cavaleiro do Inferno, e ele quase foi derrubado numa ação de assalto dos soldados, no entanto a granada lançada pelo Batedor (Marcelo) foi rebatida pelo Cavaleiro e jogada para onde não causou mal. Dessa maneira, o Cavaleiro conseguiu fazer um ataque duplo, no Batedor e no Artilheiro, e depois jogá-los no corredor sem ar, causando-lhes ainda mais dano pelo sufocamento.

O Cavaleiro foi eventualmente vencido, mas aí, por algum motivo, os soldados optaram, mesmo sem mais sistemas de oxigênio, permanecer no corredor, sofrendo danos, ao invés de brigar para tomar a área que ficava ao norte.





É certo que era uma área apinhada de inimigos, porém, a primeira granada lançada pelo Tático matou três das criaturas, revelando que, atrás delas, havia um bot de segurança e mais explosivos. O Artilheiro entrou rápido na sala, pegou os explosivos e ativou o bot, mas não ficou ali, e nenhum dos outros, como dito. Os soldados preferiram tentar resistir aos ataques, vindos de dois lados, e ainda sofrer os danos da falta de ar. Claro que a situação logo mostrou-se insustentável, e, surpreendentemente, a opção escolhida foi revelar uma nova área.





Sem surpresas, o local possuía mais inimigos, e foi para esta que os soldados decidiram forçar a passagem e tentar, literalmente, recuperar o fôlego. E quase conseguiram isso mesmo: o Tático, com sua lança-foguetes tentou eliminar o Cacodemônio, todavia, falhou em sua mira. O Artilheiro arriscou, então, uma granada, que não explodiu. Afinal, o Batedor, conseguiu detonar uma granada, que matou um Querubim, contudo não chegou a acabar com o Cacodemônio, deixando-o ferido, mas em pé. E este deu o ataque final que derrubou o Artilheiro, rendendo o último frag necessário ao líder dos invasores.





************** O cenário incluiu, pela primeira vez, áreas sem ar, que causam desespero aos soldados. É o menor dos cenários do jogo e nossa partida ficou em torno de 3 horas. Agora, por algum motivo, o Marcelo estava temendo o tempo interno da partida, dizendo que era necessário pressa aos soldados, o que fê-los temerários - ficar no corredor, sofrendo dano, sendo atacados por dois lados, foi, no mínimo, uma decisão questionável. Mesmo assim eles poderiam ter tido um sobrevida maior, não fosse o azar: X no ataque com o lança-foguetes e outro na granada permitiu que o Cacodemônio ficasse vivo e conseguisse derrubar o Artilheiro - mas, não fosse isso, os soldados ainda teriam que voltar com a última carga de explosivos, levar tudo até a porta e isso sob disparos dos inimigos deixados para trás.

Felizmente, com um cheat code, os soldados avançam ao próximo cenário, mas com menos experiência.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5912
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum