Quarta - 28/out

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarta - 28/out

Mensagem por tiagovip em Qui Out 29, 2015 3:05 pm

Olá, pessoas!

O grupo vip do universo expandido reuniu-se novamente:

- Mottainai (Trentini e eu) - estreia minha no jogo. Este é, em teoria, uma versão mais rápida e simplificada do Glory to Rome. Descobri, na prática, que só uma dessas coisas é verdade. As regras são quase tão complexas quanto às do Glory to Rome, talvez até sendo mais difíceis de explicar e compreender, pois, agora, envolvem dois locais diferentes para construção (galeria e loja de presentes) e algumas arestas em questão de timming - no GtR é bastante claro o que ocorre antes do quê, enquanto, no Mottainai, às vezes surgem algumas dúvidas, pelo menos no começo, pois existem três fases de ações: manhã, tarde e noite, além de diferenciar cartas na mão e na "área de espera". As construções, ao contrário, foram facilitadas: agora basta ter o material em mãos (mostrando-o) ou no "banco de artesanato" - tais recursos não são gastos. Ainda existem os clientes (que melhoram o aproveitamento de ações) e as vendas (no GtR era o cofre), que rendem pontos ao final do jogo, porém, aqui, tais pontos são dados apenas se estiverem "cobertos" - cada construção feita "cobre" duas cartas em vendas (fez sentido, para mim, pensar assim: as vendas são, encomendas/pré-vendas, garantidas no fio do bigode, contudo, ao final da partida, pode ser que nem todas as encomendas sejam entregues no prazo - daí não ganha-se pontos por estas).

Em relação ao esquema de "seguir" ações houve mudança: agora, em sua vez, o jogador pode escolher uma ação, usando uma carta da mão, e colocando-a em "tarefa". Depois, você poderá fazer as ações feitas pelos outros, pois estas permanecem em suas "tarefas", realizando-as em ordem horária. Se já houver uma tarefa deixada no turno anterior, o jogador a descarta para o meio (o "chão" da oficina) antes de colocar uma nova, e essa descartada vira material. As ações do jogo ainda são basicamente as mesmas:
- Sacristão = Mercador
- Monge = Patrono
- Alfaiate = não tem equivalente em ação advinda de cartas (é próximo ao "Pensar"). Ele serve para o jogador descartar quantas cartas quiser e daí comprar cartas até completar uma mão de cinco cartas (mas essas cartas compradas ficam na "área de espera" e a pessoa só as pega ao final do turno)
- Oleiro = Trabalhador
- Ferreiro = Artífice/Engenheiro

Caso o jogador opte por não fazer uma ação pessoal (colocando uma carta em "tarefa"), ele irá "Orar", que é comprar uma carta, deixando-a na área de espera. Ademais, ao realizar as tarefas dos outros, o jogador pode escolher não fazê-la, e realizar, ao invés, uma ação de construção, que precisa ser feita de um material igual do do tipo da carta da ação não realizada.

O jogo prossegue até o baralho acabar (improvável) ou até que um jogador tenha feito 5 construções em um mesmo local (ou na loja de presentes ou na galeria). Pontos são dados por construções feitas, por vendas atendidas e, caso o jogador tenha maioria de vendas em qualquer tipo de material, pontua as cartas da mão que tiver desse mesmo material. Quem fizer mais pontos, vence!

Quem conhece meus gostos em jogos, sabe que o Glory to Rome é um dos meus favoritos, então estava devidamente animado para conhecer o Mottainai, que poderia ser uma evolução do GtR. Não é. Pareceu mais uma involução. Não por ele ser mais rápido e menos propenso a combos (as construções são bem mais amenas), mas sim porque a partida em si foi sem sal. Primeiro por azar: em minhas primeiras mãos (no plural, porque troquei-a 3 vezes com o Alfaite), não encontrei um Ferreiro, então não era capaz de construir. Isso poderia ser circundado se o outro jogador fizesse ações em sua "tarefa" que eu tinha em mãos, pois poderia usar a opção de não realizar a ação e construir algo. Porém, o outro jogador evitava fazer ações, preferindo "orar" e usar a minha ação, e quando ele fazia uma ação, eu não tinha o mesmo tipo de mãos ou até possuía, porém sem ser capaz de construir. Isso não me impediu de jogar, veja bem, contudo fez a partida ser menos divertida do que eu esperava - afinal, sem construções que alterem a dinâmica do jogo, fica só no mais do mesmo, sem algo diferente do básico. O coração do jogo, para mim, está em construir, adquirir ações diferenciadas, vantagens únicas para explorar, e descobrir sinergias interessantes. As ações normais são só um meio para isso, mas, funcionando como o fim, a coisa perde a graça.

É bem possível que, conhecendo melhor o jogo, eu pudesse sair desse ciclo vicioso, ter aproveitado melhor algumas ações/opções iniciais. Então não irei, num primeiro momento, julgar o jogo - algo não lá muito comum para mim, pois minhas primeiras impressões, mesmo quando incorretas, tendem a ser bastante sólidas. Com o Mottainai, não. Pode ser que me falte objetividade, em vista do meu gosto pelo Glory to Rome e expectativa de este ter um irmão mais novo, pelo menos quase tão legal, que eu consiga jogar mais. Independente do motivo, o resultado é que não consigo chegar a uma conclusão inicial - é preciso explorar mais, tentar algumas coisas diferentes, conhecendo o andamento da partida e, também, as cartas. Sobre a partida, no entanto, está bem claro: foi chata, sem brilho, mesmo sendo efetivamente rápida - quando vi, acabou.

Bem, na partida, como viram, eu não conseguia construir, pois o Trentini era um canalha safado que ficava segurando os Ferreiros e fazia um antijogo cretino, só sugando as minhas ações e sem fazer ações próprias. Então fiquei aceitando encomendas de pedra e, já na segunda metade do jogo, fiz minha primeiro e única construção, uma que sequer cheguei a usar (ela dava bônus por fazer outras construções), mas serviu para "cobrir" minhas vendas de pedra. O Trentini acabou encerrando a partida ao fazer a 5ª construção em sua galeria. De forma surpreendente, nem ficamos distantes em pontos, devido às vendas e cartas que tinha em mãos - 16 a 13 para o Trentini.


- Five Tribes (Marcelo, Éder, Trentini e eu) - jogamos com a expansão que faz o nome do jogo perder o sentido, ao incluir a sexta tribos, dos artífices roxos. A expansão inclui também algumas partes novas para a cidade, incluindo montanhas e um abismo - essas duas adições servem só para dificultar o movimento dos meeples, exigindo que sejam circundadas. O Éder, que não conhecia o jogo, começou cuidadoso, esperando seus momentos para agir, sem investir em ficar na frente na ordem de turno. O Trentini e eu obtínhamos as melhores vantagens iniciais - ele pegando Artífices e eu com Anciãos e buscando tomar controle de locais. O Marcelo demorou um pouco mais, porém também entrou na seara dos Artífices e fez o melhor uso deles, ao juntar 5 Anciões num espaço, pegar todos, tomar controle do espaço mais valioso do tabuleiro (15 pontos) e ainda adquirir um Gênio que acabou por render-lhe 14 pontos. O Éder também fez uma jogada forte, usando os Construtores para arrecadar 30 dinheiros! Era a jogada que eu iria fazer, pois o Gênio que eu tinha fortalecia o ganho dos Construtores. Então mantive-me na toada do controle, ganhando bons pontos com castelos, e, antes na penúltima rodada, fiz valer meu Gênio, que até então tinha sido um erro pegar, ao usá-lo para receber 12 pontos extras, totalizando 24 dinheiros recebidos na ação. O Marcelo, quietinho, foi ocupando bons locais e passou do Éder e de mim no controle dos Vizires. O Trentini focou forte nos Artífices e também em controlar locais valiosos. O Éder se perdeu um tanto após sua bela ação, tanto que, num turno, pagou 3 pontos para fazer uma ação que lhe rendeu 3 pontos - contrapôs um pouco disso com uma boa pontuação nas mercadorias. Ao final, após uma recontagem (eu coloquei os pontos dos Vizires do Marcelo para o Trentini, que eu dera como vencedor) o resultado mudou para: eu na frente, com 174 pontos, com o Marcelo em segundo, com 159, o Trentini com 151 e o Éder com 136.

- Arboretum (Éder, Trentini, Marcelo e eu) - continuo apanhando deste jogo. Comecei mal, mas consegui, na sorte, fazer uma boa linha de Carvalhos, e fiquei quase que só nisso, ocupando-me em incomodar o Marcelo, no Lilás, e o Trentini, no Bordo - fui bem sucedido nisso. Eu tinha alguma esperança nos Salgueiros, no entanto, o Éder acabou com minhas chances de fazer algo com eles. O Trentini pontuou bem nas Magnólias e na Real Poinciana, e teria vencido se pontuasse o Bordo, bloqueado por mim. O Éder obteve vários pontos com o Cornizo e uns poucos nos Salgueiros, mas pressionou demais na Oliva e não conseguiu pontuá-la no final. O Marcelo detonou na Cássia e ainda obteve boa pontuação com a Canela, e venceu, com 20 pontos, seguido pelo Éder, com 19, pelo Trentini, com 17; eu fiquei na rabeira, com 15.

E foi isso!

Abs,


Última edição por tiagovip em Qui Out 29, 2015 6:40 pm, editado 1 vez(es)

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5930
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 28/out

Mensagem por Trentini em Qui Out 29, 2015 3:30 pm

Essa partida do Mottainai realmente foi estranha e deu essa sensação de que precisa de mais para tirar algua conclusão.

Quero ressaltar a auto-sabotagem do Marcelo para o Robinson Crusoe, achando que o Five Tribes era para substituir ele quando era para jogar o Five Tribes se desse tempo, após o Robinson Crusoe. Entendido errado, o Marcelo nem levou o RC.

E porra, foi um erro de 32 pontos a menos pro Marcelo e 32 pontos a mais para mim, basicamente mudou os 3 colocados de posição no Five Tribes, espero que tenham gostado da expansão.

Arboretum é um jogo bem legal, me surpreendi positivamente com ele, quero jogar ele mais vezes, sem dúvidas.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3367
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 28/out

Mensagem por Marcelo em Qui Out 29, 2015 6:23 pm

Foram duas ótimas partidas, me surpreendeu a expansão do Five Tribes, achei que trouxe melhorias significativas para o jogo base. As montanhas e o fosso são adições interessantes que alteram a mobilidade dos meeples, trazendo mais dificuldade na hora de decidir os caminhos. O melhor fica por conta da nova tribo, que fornece tesouros valiosos para serem utilizados durante o jogo. Peguei uns 3 tesouros durante o jogo e todos foram muito úteis, valendo vários pontos no final.
No Arboretum acabei abandonando meu planejamento inicial por conta das compras do Perretto, mas consegui me focar em dois tipos de árvores que me renderam 15 e 5 pontos. O Perretto teve que mudar muito seu jogo durante a partida e acho que isso atrasou o desenvolvimento de seu arvoredo, perdendo pontos valiosos no final. O Trentini fez um jogo equilibrado e graças a canalhice do Perretto não conseguiu pontuar no Bordo, fato que lhe impediu de vencer. Já o Éder teve um jogo parecido com o meu, pontuando forte no Cornizo, mas deixou de levar as Oliveiras devido ao Trentini. Gostei muito da partida, principalmente em 4 jogadores, que deixa o jogo bem mais acirrado.
avatar
Marcelo
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 629
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 39
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 28/out

Mensagem por Marcelo em Qui Out 29, 2015 6:27 pm

@Trentini escreveu:E porra, foi um erro de 32 pontos a menos pro Marcelo e 32 pontos a mais para mim, basicamente mudou os 3 colocados de posição no Five Tribes, espero que tenham gostado 

Trentini, vc ainda não conhece esse lado maligno do Perretto, tenho certeza que ele analisou friamente a pontuação e, vendo que eu ficaria em segundo, abriu mão da vitória para transferir meus pontos para você. Triste, mas é a verdade...
avatar
Marcelo
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 629
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 39
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 28/out

Mensagem por tiagovip em Qui Out 29, 2015 6:43 pm

@Marcelo escreveu:
@Trentini escreveu:E porra, foi um erro de 32 pontos a menos pro Marcelo e 32 pontos a mais para mim, basicamente mudou os 3 colocados de posição no Five Tribes, espero que tenham gostado 

Trentini, vc ainda não conhece esse lado maligno do Perretto, tenho certeza que ele analisou friamente a pontuação e, vendo que eu ficaria em segundo, abriu mão da vitória para transferir meus pontos para você. Triste, mas é a verdade...


________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5930
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 28/out

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum