Quarta - 11/novembro

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarta - 11/novembro

Mensagem por tiagovip em Qui Nov 12, 2015 2:33 pm

Olá, pessoas!

Com um furo digno de lembrar um picolé de meu passado, fomos caçar o King Kong em três pessoas:

- Robinson Crusoe: Adventure on the Cursed Island – Dreadful adventure on the King Kong Island (Éder, Marcelo e eu) - jogamos o cenário Aventura Temível na Ilha do King Kong (Dreadful adventure on the King Kong Island), onde o objetivo da equipe de filmagem e dos aventureiros (finalmente eles não são náufragos) é capturar o King Kong. Para isso é necessário armar três armadilhas, sobreviver aos inúmeros perigos da ilha, que atacam todo dia, manter a atriz e o diretor do filme seguros (os demais da equipe podem morrer) e, afinal, enfrentar diretamente o rei dos macacos. Esse é um cenário bem diferente dos outros - primeiro que não há influência do clima, em compensação o dado vermelho, do perigo, é rolado em todas as rodadas e no número de vezes igual ao de partes da ilha com totens (e só é possível fazer armadilhas nessas parte, uma em cada, pois é por onde o Kong passa) - para cada perda de paliçada que não puder ser paga, além de todos perderem 1 de vida, a moral cai em 1 e um membro da equipe de filmagem morre. A atriz não morre, mas se chega na vez dela, ela é capturada pelo Kong e é preciso resgatá-la. E todos os membros da equipe de filmagem dão algum tipo de bônus, permanente (até que morram) ou de uma vez por jogo - como o ator, que tem uma pistola e dá +2 em combate; a atriz que ajuda no moral; o dublê, que uma vez no jogo permite re-rolar algum dado; etc.

Pois bem, sem o perigo do clima, concentramos nossas ações em acumular madeira (para paliçada e as armadilhas) e conseguir comida, além de fazer uma ou outra invenção para ajudar. As explorações iniciais trouxeram bons benefícios, mas logo estávamos rolando o dado do perigo 3x em cada rodada, devido às três partes da ilha com totens. Felizmente, o Marcelo estava rolando bem o dado, dando boa folga para nós, e com o moral elevado, conseguíamos usar vários dos benefícios dos aventureiros, em particular o do Soldado para encontrar caça e reforçar a paliçada.

O cara da iluminação do filme morreu no primeiro dia, e foi logo seguido pelo operador de câmera e pelo homem do áudio. Mas, enfim, a sangria deu uma pausa, para sorte do roteirista. O soldado caçou um Gorila no primeiro dia, e teve trabalhando, perdendo bastante vida. Os danos no geral foram acumulando, e o Soldado, o Cozinheiro e o Carpinteiro tiveram que tomar cuidado, por sorte, encontramos redes e conseguíamos dormir melhor (recuperando 1 de vida e ganhando 1 de moral). Descobrimos não sermos lá muito bons em montar armadilhas, falhando três vezes, mas afinal conseguimos montar as três - porém, até isso, o roteirista e o maquiador tinham morrido. A atriz seria a próxima e teríamos que resgatá-la caso nossa proteção não fosse suficiente. Felizmente ela foi. Com os tranquilizantes derrubamos o King Kong, acuado pela armadilhas, e vencemos o cenário, na 9ª rodada (de 10). Gostei bastante do cenário - um de meus favoritos, por sinal!

- Arboretum (Marcelo, Éder e eu) - o jogo foi tenso para o lado do Éder e do Marcelo, com ambos ponderando longamente sobre suas jogadas, mais focados em que carta iriam segurar para ferrar os outros do que na que iriam usar para si. Felizmente fui poupado da maior parte disso, até porque, para variar, meu arvoredo era um lixo, quase sem chance de pontuar o que eu ia abaixando. Porém, os descartes dos dois ajudaram-me a conseguir garantir a pontuação do salgueiro e a do carvalho, que inicialmente foi descartado às pampas, junto da Poinciana Real, e foi em ambas, pegando dos descartes, que fui pra frente. O Marcelo investiu no Bordo, Canela e Oliveira, mas o Éder impediu a pontuação da Cássia e eu a do Bordo. O Éder colocou todas as suas fichas no Jacarandá e no Lilás, porém o Marcelo impediu a pontuação do Jacarandá. Assim, ganhei com 24 pontos, contra 11 do Éder e 9 do Marcelo.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5962
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 11/novembro

Mensagem por Soar em Qui Nov 12, 2015 7:41 pm

Numa semana produtiva (... em games Neutral )

**Walking** Dead of Winter (Ramon e Soar)

Num cenário curto, onde os sobreviventes deveriam explorar completamente duas localidades, os jogadores não foram eficientes o suficiente e o inverno chegou (derrota pelo tempo, ou falta dele) e com a colônia desprovida de suprimentos... morreram.



Five Tribes (Latro, Lucas, Ramon e Soar)

Partida de aprendizagem... tentei investir nos meeples verdes e combar as cartas, mas o resultado foi catastrófico. 

Sator (Latro e Soar) e (Matheus e Soar) x2

Que fabuloso knizia style game, cada jogador assume um velhinho que tem que manipular os corredores de um labirinto afim de recuperar seus livros. Os corredores giram e se movem, lembrando os corredores hogwarts . Gostei do jogo e espero em breve poder jogar em 3-4 jogadores.


________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1781
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 11/novembro

Mensagem por Marcelo em Sex Nov 13, 2015 5:56 pm

@tiagovip escreveu:Olá, pessoas!

Com um furo digno de lembrar um picolé de meu passado, fomos caçar o King Kong em três pessoas:

- Robinson Crusoe: Adventure on the Cursed Island – Dreadful adventure on the King Kong Island (Éder, Marcelo e eu) - jogamos o cenário Aventura Temível na Ilha do King Kong (Dreadful adventure on the King Kong Island), onde o objetivo da equipe de filmagem e dos aventureiros (finalmente eles não são náufragos) é capturar o King Kong. Para isso é necessário armar três armadilhas, sobreviver aos inúmeros perigos da ilha, que atacam todo dia, manter a atriz e o diretor do filme seguros (os demais da equipe podem morrer) e, afinal, enfrentar diretamente o rei dos macacos. Esse é um cenário bem diferente dos outros - primeiro que não há influência do clima, em compensação o dado vermelho, do perigo, é rolado em todas as rodadas e no número de vezes igual ao de partes da ilha com totens (e só é possível fazer armadilhas nessas parte, uma em cada, pois é por onde o Kong passa) - para cada perda de paliçada que não puder ser paga, além de todos perderem 1 de vida, a moral cai em 1 e um membro da equipe de filmagem morre. A atriz não morre, mas se chega na vez dela, ela é capturada pelo Kong e é preciso resgatá-la. E todos os membros da equipe de filmagem dão algum tipo de bônus, permanente (até que morram) ou de uma vez por jogo - como o ator, que tem uma pistola e dá +2 em combate; a atriz que ajuda no moral; o dublê, que uma vez no jogo permite re-rolar algum dado; etc.

Pois bem, sem o perigo do clima, concentramos nossas ações em acumular madeira (para paliçada e as armadilhas) e conseguir comida, além de fazer uma ou outra invenção para ajudar. As explorações iniciais trouxeram bons benefícios, mas logo estávamos rolando o dado do perigo 3x em cada rodada, devido às três partes da ilha com totens. Felizmente, o Marcelo estava rolando bem o dado, dando boa folga para nós, e com o moral elevado, conseguíamos usar vários dos benefícios dos aventureiros, em particular o do Soldado para encontrar caça e reforçar a paliçada.

O cara da iluminação do filme morreu no primeiro dia, e foi logo seguido pelo operador de câmera e pelo homem do áudio. Mas, enfim, a sangria deu uma pausa, para sorte do roteirista. O soldado caçou um Gorila no primeiro dia, e teve trabalhando, perdendo bastante vida. Os danos no geral foram acumulando, e o Soldado, o Cozinheiro e o Carpinteiro tiveram que tomar cuidado, por sorte, encontramos redes e conseguíamos dormir melhor (recuperando 1 de vida e ganhando 1 de moral). Descobrimos não sermos lá muito bons em montar armadilhas, falhando três vezes, mas afinal conseguimos montar as três - porém, até isso, o roteirista e o maquiador tinham morrido. A atriz seria a próxima e teríamos que resgatá-la caso nossa proteção não fosse suficiente. Felizmente ela foi. Com os tranquilizantes derrubamos o King Kong, acuado pela armadilhas, e vencemos o cenário, na 9ª rodada (de 10). Gostei bastante do cenário - um de meus favoritos, por sinal
Gostei bastante deste cenário também, diferente dos anteriores e com um bom nível de dificuldade. Conseguimos controlar bem os eventos e tivemos sorte que algumas das cartas de evento relacionadas à exploração não voltaram para complicar nossa vida. Valeu a pena comprar essa promo, muito divertida.
Já no Arboretum fiz uma partida péssima, devido a canalhice do Perretto e do Eder só consegui pontuar um tipo de árvore, marcando míseros 9 pontos. Já o Perretto desencantou e venceu sua primeira partida deste jogo, com boa folga sobre nós.
avatar
Marcelo
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 629
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 39
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarta - 11/novembro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum