Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por doizinho em Qua Set 11, 2013 2:25 pm

Ontem, na casa do Galas e da Gi, tivemos mais uma sessão, um pouco mais curta, mas não menos proveitosa, da nossa campanha na WW2, dessa vez com o time completo.

Os personagens:
Anrie Rambô (Bruno), Jean Pierre Manzzonni (Rafael), Bucheron Bois-Decouper (Galas) e Adrielle Boucher/Chantal Duvier (Gi).

Os aliados:
Marc Sauriol, Thomas Sauriol e Holly Sauriol Beauchene.

Passado o susto inicial do avião inimigo sobrevoando suas cabeças, o grupo se recompõe, e tenta arrumar uma forma de levar a carga pra Paris. O professor Jean vai até o caminhão para contabilizar os estragos, Anrie vasculha a carga em busca de alguma arma de grosso calibre, Bucheron e Holly segue para a grande casa da fazenda e Adrielle, Marc e Thomas se dirigem para o que parece ser um barracão, logo ao lado da casa central. Todos se apressam, pois pretendem sair antes que qualquer soldado alemão chegue à propriedade.

Bucheron e Holly chegam à casa e encontram a porta frontal apenas encostada, um indício de que os moradores devem ter fugido durante o ataque. Sem muito tempo para formular teses a dupla entra na casa e começa a vasculhar os aposentos em busca de alguma coisa de valor. No térreo apenas um grande rádio, poltronas, louças e talheres. A dupla então sobe as escadas e encontra três quartos onde eles fazem uma nova procura, mas nada de valor é encontrado, restava agora apenas o sótão. Bucheron encontra a escada de acesso ao sótão recolhida e "travada" por dentro, havia alguém lá em cima. Holly faz força e consegue quebrar a trava e armar a escada. Subindo, armado, Bucheron encontra a dona da casa e uma criada, abraçadas e apavoradas, rezando. Todos descem. Bucheron pede por dinheiro e pelas jóias da família, mas as 2 senhoras não entregam nada. Começa então um torturante interrogatório, até um tiro é disparado por Bucheron em direção a elas para fazê-las "cooperar". No fim tudo que eles conseguem são 80 pratas, dinheiro que não era suficiente para comprar um novo caminhão como Bucheron gostaria.

Enquanto isso Adrielle e os irmãos Sauriol encontram no barracão um pequeno trator. Mesmo sem entender muito de direção, muito menos de tratores, ela acha uma manivela que serve para iniciar o motor. A jovem gira com força a manivela e a máquina começa a emitir a ritimada música do seu motorzinho 2 tempos. Ela deixa Marc e Thomas encarregados de engatar uma pequena carretinha no tratorzinho, enquanto acena para o professor Jean, o motorista do grupo.

Lá no pasto, Jean se depara com uma enorme poça de óleo sob o motor e cheiro de gasolina vindo do caminhão, após levantar o capô cravejado de balas ele tem certeza que aquele caminhão não sairá dali por conta própria. Como não havia esperança ali, o professor decide voltar para conversar com Adrielle e os demais.

Ao mesmo tempo, Anrie vasculha rapidamente a caixa e encontra munição, kits de primeiro socorros e rações enlatadas. Ele começa uma busca por algo maior e começa a desmontar as laterais da caixa para facilitar o acesso ao interior da mesma.

Tentando agilizar as coisas o grupo leva rapidamente o trator até a caixa e passa a carregar o que pode. Apenas metade da carga é colocada sobre a carretinha e o grupo se dá por satisfeito. Eles voltam até a entrada da propriedade para tentar sair com o que tem. Quando chegam próximo à casa eles ouvem a familiar sirene de alerta de ataque, o som começa tímido, mas em instantes ele enche o ar, podendo ser ouvido com clareza mesmo ali, na fazenda afastada da cidade. O grupo se prepara para os alemães, Bucheron sobe até o sótão em busca de uma posição vantajosa para ele e seu rifle, Anrie se esconde no exterior da casa em um local com sombras e o resto do grupo entra na casa e procura por proteção.

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) 5fxf
Jean e o trator.

Em questão de instantes um veículo de reconhecimento entra pelo portão, passa pela casa, pelo trator carregado e ruma em direção à caixa que caiu do céu. O veículo era parecido com um fusca, sem cobertura, e com uma grande MG42 presa à frente do passageiro, o carro vem lotado com 5 soldados alemães. Ao chegarem no local um dos homens desce e começa a falar num grande walkie-talkie, enquanto que o resto volta para investigar o trator carregado. Dentro da casa todos estavam carregando suas pistolas e preparando as recém adquiridas granadas vindas do céu. O veículo alemão reduz a velocidade e os homens no seu interior agora estão todos em alerta, com armas em punho e olhando para todos os lados. A oportunidade se apresentava e todos dentro da casa sabiam o que fazer, eles apenas se entreolharam e lançam pela janela da cozinha, ao mesmo tempo, cinco granadas em direção ao veículo. Duas se perdem e explodem longe do alvo, mas as outras três tem destino certeiro, uma acaba caindo no colo do motorista e explodindo o corpo do pobre coitado, os outros passageiros também são atingidos pelas outras explosões. O carro para imediatamente e ninguém sobreviveu ao ataque massivo, o que resta são corpos dilacerados e um carro avariado e correndo o risco de explodir. O "sortudo" alemão que ficou no campo viu seus companheiros irem pelos ares e decidiu que não queria o mesmo destino para si. Ele larga o comunicador no chão, saca uma arma e sai correndo. Agora era a vez de Anrie caçar a "ovelha desgarrada", ele corre atirando na direção do fugitivo. Alguns tiros se perdem, mas um levanta poeira ao lado do alemão. Temendo por sua vida o homem se joga ao chão para se proteger, Anrie aproveita a situação e rapidamente chega para render o inimigo. Lá no sótão as mulheres abrem uma pequena cortina e por uma pequena janela elas conseguem ver o resultado do combate ocorrido lá embaixo, Bucheron que procurava um lugar para se posicionar finalmente acha um "ninho" para ele e seu rifle.
Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) 5v1q
Kübelwagen, o Jeep alemão.

Anrie volta com o seu prisioneiro, enquanto que o resto do grupo tenta retirar a metralhadora presa ao carro antes que o mesmo se incendiasse. A sirene ainda tocava informando que o risco na cidade ainda existia, por isso o grupo agia rapidamente. O soldado alemão, que era um estorvo para Anrie, acaba sendo executado a sangue frio. Jean e Bucheron levam a MG42 para o sótão e o resto do grupo se ajeitava como dava. Todos estavam preparados para a segunda leva de homens que chegaria para apoiar a primeira. E ela veio, só que de uma forma ainda mais perigosa, com um blindado armado por outra MG42. O segundo veículo chega de forma bem mais cautelosa que o primeiro, parando em frente ao portão e analisando o cenário antes de entrar na propriedade. Dois homens são vistos, um manejando a metralhadora e o outro, um comandante, com binóculos procurando pelos inimigos.
Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) 39h7
O blindado, Sd.Kfz. 222. O nome Gretchen nada tem a ver com a nossa musa polivalente.

Bucheron, que havia conseguido apoiar rusticamente a metralhadora na janela do sótão, tenta acertar os dois homens expostos no blindado. A tentativa é frustrada e serve apenas para mostrar aos alemães a sua posição. Os alemães fecham a cobertura do blindado, se recolhem e põe o veículo em movimento, de nada adiantava ficar ali exposto, e eles decidem seguir em direção à porta da casa. Jean vendo que a posição não era mais vantajosa decide descer para ajudar seus amigos. Quando o blindado para em frente a porta, o grupo mais uma vez tenta usar as poucas granadas que os restam, algumas são atiradas em direção ao blindado e apenas uma acaba explodindo exatamente sobre a grade na topo da torre, os homens no interior não são atingidos pelo explosão, mas ficam atordoados pela onda de choque gerada. Bucheron ainda tenta em vão atirar com seu rifle lá do alto, mas a tripulação continuava protegida no interior do veículo, somente armas pesadas com munição perfurante serviriam ali. Após um instante sem tiros os soldados decidem se expor e preparam um assalto a casa, Jean que ainda descia as escadas vê a escotilha aberta e rapidamente lança uma granada do primeiro andar, o lançamento é certeiro demais e a explosão ocorre dentro do blindado. A espessa camada de ferro que antes protegia os alemães, agora se transformara numa panela de pressão mortal.


A sessão foi mais curta do que o esperado, mas foi bastante intensa. O pessoal está sentindo na pele as dificuldades em combater os alemães com recursos precários, enfim essa era a vida dos combatentes da resistência. Tinha planejado um pouco mais de ação, mas acredito que a sessão tenha sido boa o bastante para todos. Agradeço ao Galas e a Gi que ajudaram o João com o video game, aposto que um dia vocês serão ótimos pais.

E foi isso.


Última edição por doizinho em Qua Set 11, 2013 2:53 pm, editado 2 vez(es)

________________________________________________
Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Jswidget
doizinho
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3278
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 43
Localização : Curitiba - PR

http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por Trentini em Qua Set 11, 2013 2:44 pm

Caralho, Fabiano, parabéns pelo relato, deve estar sendo divertidíssimo essas sessões. Very Happy

________________________________________________
Oh, sleep my child

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Jswidget
Trentini
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3549
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 35
Localização : Curitiba

http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por doizinho em Qua Set 11, 2013 2:51 pm

Nessa sessão não consegui dar um tiro contra o pessoal, o sistema de iniciativa por cartas me fez agir por último sempre e quando chegava minha vez os alemães estavam sempre "abalados" (um estado no jogo que não te permite agir e te deixa exposto), a única coisa que conseguia fazer era me recuperar e tentar me preparar.

________________________________________________
Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Jswidget
doizinho
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3278
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 43
Localização : Curitiba - PR

http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por libonati em Qua Set 11, 2013 4:01 pm

Parabéns pela relato Fabiano. Mas antes que que Rambõ é um matador, vale lembrar a limitação intelectual dele e o fato de não saber falar alemão limitava sua comunicação com o chucrute.
Além disso ele me assustou dizendo que era pra eu me preparar para oq vinha. Como a sirene de ataque aéreo estava a toda, espertamente meti um tiro na nuca do soldado inimigo, desarmado e rendido, para poder buscar abrigo na casa

________________________________________________
Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Jswidget

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3012
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 36
Localização : Curitiba

http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por tiagovip em Qua Set 11, 2013 4:12 pm

Ah, sim, o Rambo é praticamente um humanista.

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
tiagovip
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6391
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por Rafaelfo em Qua Set 11, 2013 4:30 pm

Os dados nos ajudaram ontem. Se não fosse também por eles, estaríamos junto às vacas uma hora dessas...
A campanha está muito boa e os integrantes da resistência são bem "malucos" e com uns 2 parafusos a menos cada. Mas acho que a sorte fica do lado dessas pessoas pelo jeito!

________________________________________________
Rafaelfo
Rafaelfo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1809
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

http://www.sommastudio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por doizinho em Qua Set 11, 2013 4:35 pm

@Rafaelfo escreveu:Os dados nos ajudaram ontem.
E não esqueça das cartas, elas também deram uma força nas horas decisivas.

________________________________________________
Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Jswidget
doizinho
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3278
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 43
Localização : Curitiba - PR

http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2) Empty Re: Sessão 3 - 10/09/2013 - A Primeira Missão (parte 2)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum