Modern Art: The Card Game - resenha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 12:37 pm

Postagem original: http://boardgamegeek.com/thread/733391/modern-art-the-card-game-resenha-em-portugues-re

"Essa é uma obra única de Degas, parte do período de artes históricas e particularmente expressivo em suas cores e composição. Obras similares alcançaram valores na casa da dezena de milhões nas casas de leilão."

"É, bonito. Vou apoiar. Tome aí mais uma carta."

"Ah, ótimo. Faltam só duas agora para ele ser o artista da rodada!"



MODERN ART: THE CARD GAME (a.k.a.: MASTERS GALLERY)



(Cortesia de Steve Holden)


Esta é a versão de cartas do Modern Art (Arte Moderna), a qual desconheço, o que deve permitir uma resenha mais positiva do que talvez ela fosse se conhecesse o jogo que deu origem a este. Fiquem com isso em mente. Além disso, a partir daqui, vou me referir ao jogo exclusivamente como Masters Gallery.

Pois bem, no Masters Gallery, os jogadores (de 2 a 5 participantes) assumem o papel de donos de galerias que, através do uso de cartas, buscam aumentar o valor das artes que têm em mãos para as próximas rodadas como também adquirir o maior valor possível para aquelas artes que foram colocadas na mesa na rodada atual.

O jogo ocorre em 4 rodadas, sendo que ao final de cada uma delas, há uma contagem de pontos feitos. O jogador da vez abaixa uma carta na mesa, que contém uma arte e é pertencente a algum dos 5 artistas. Quando o mesmo artista tiver 6 ou mais obras expostas na mesa, a rodada termina, valores são distribuídos aos artistas e a pontuação é contabilizada.

Um exemplo de final de rodada e marcação de pontos:

Vemeer - 3 cartas
Degas - 1 carta
Monet - 3 cartas
Renoir - 0 cartas
Van Gogh - 6 cartas

O marcador de 3 pontos vai para o Van Gogh, o de 2 pontos para o Vemeer (o desempate vai para o artista com menos cartas na pilha de cartas, que no caso é o Vemeer) e o de 1 ponto fica com o Monet.

Assim, cada carta que o jogador abaixou do Van Gogh valerá 3 pontos, do Vemeer 2 pontos e do Monet 1 ponto cada. Essa pontuação é cumulativa, então, se na rodada seguinte, o Van Gogh ficar em 2º lugar (ganhando mais 2 pontos), cada carta abaixada naquela rodada do Van Gogh valerá 5 pontos.



(Cortesia de Ender Wiggins)


Portanto, o esquema do jogo é tentar maximizar a pontuação na rodada atual, mas também preparar o terreno para pontuar ainda mais nas rodadas subsequentes. Ou seja, é necessário aumentar o valor de mercado das obras de um determinado artista, mas também manter cartas na mão para se aproveitar disso, afinal, de que adianta cada carta do Renoir valer 10 pontos, se você não tem mais cartas dele?

É claro que não é tão simples quanto só abaixar cartas. Ou melhor, é, mas com algo mais: existem cartas que permitem efeitos diversos, tais como: colocar uma carta a mais do mesmo artista, abaixar uma carta escondida (que só é revelada ao final da rodada), pegar da pilha de compra uma carta, premiar um artista (dando-lhe 2 pontos a mais, que são cumulativos com o que quer que ele tenha e que venha a ter), etc. Dessa forma chegasse em escolhas: abaixar uma carta do artista que os outros estão investindo, ou usar uma carta especial de outro artista?

Esse é o esquema do jogo: seguir a moda ou tentar criar tendências?



(Cortesia de Ender Wiggins)


E É BOM?

Dentro do escopo dele, é sim. Não é um jogo complexo, e as decisões muitas vezes são simples, mas ocorrem sempre, o que é bom.

É um bom jogo para trazer pessoas para quem a referência em jogos seja o War, pois é fácil qualquer um se relacionar com o tema: os artistas são famosos, a arte do jogo é excelente (mas poderia ser melhor: as cartas normais, sem efeitos, têm todas a mesma arte) na versão do Masters Gallery.




Imagem do Modern Art: The Card Game, não da versão Masters Gallery (Cortesia Fred CS)


O número ideal de jogadores é, para mim, 3. Com quatro é bom também. Mas evitem jogar em 5 - o normal é um ou outro participante abaixar uma única carta antes da rodada terminar, o que não permite o aproveitamento do jogo e o desenvolvimento de alguma estratégia.

A duração média de uma partir gira em torno de 30 a 45 minutos.

E é isso!

Abs,


Última edição por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 12:44 pm, editado 1 vez(es)

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Samuca em Qua Dez 11, 2013 12:43 pm

Perretto, recomendo editar o tamanho da fonte.  alien 

________________________________________________
avatar
Samuca
Twilight Struggle
Twilight Struggle

Mensagens : 1396
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/ascensx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 12:45 pm

@Samuca escreveu:Perretto, recomendo editar o tamanho da fonte.  alien 

Ah, nem era realmente necessário! Mas o fiz, vai que tem quem não enxergue bem por aqui, após tantos manuais lidos.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Trentini em Qua Dez 11, 2013 2:40 pm

Perretto, esse card game é o Arte Moderna que jogamos na Lambda?

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 2:46 pm

@Trentini escreveu:Perretto, esse card game é o Arte Moderna que jogamos na Lambda?

Não, o que jogamos era o tabuleiro.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Trentini em Qua Dez 11, 2013 3:16 pm

@tiagovip escreveu:
@Trentini escreveu:Perretto, esse card game é o Arte Moderna que jogamos na Lambda?

Não, o que jogamos era o tabuleiro.

Abs,

Então não entendi o começo da resenha que você disse que desconhece a versão de tabuleiro de Modern Art.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 3:21 pm

@Trentini escreveu:
@tiagovip escreveu:
@Trentini escreveu:Perretto, esse card game é o Arte Moderna que jogamos na Lambda?

Não, o que jogamos era o tabuleiro.

Abs,

Então não entendi o começo da resenha que você disse que desconhece a versão de tabuleiro de Modern Art.

Tem que notar quando foi feita a postagem original. Na época eu ainda não tinha conhecido o Arte Moderna.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Andre Modt em Qua Dez 11, 2013 3:23 pm

E editar a postagem da muito trabalho!

________________________________________________
Pathfinder + Netrunner = Account Siphon!
Blog começando, mas ao poucos vai crescendo: http://anrbrasil.blogspot.com.br/

Gaming Unplugged since 2012
avatar
Andre Modt
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 532
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 25
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Trentini em Qua Dez 11, 2013 3:24 pm

@tiagovip escreveu:
@Trentini escreveu:
@tiagovip escreveu:
@Trentini escreveu:Perretto, esse card game é o Arte Moderna que jogamos na Lambda?

Não, o que jogamos era o tabuleiro.

Abs,

Então não entendi o começo da resenha que você disse que desconhece a versão de tabuleiro de Modern Art.

Tem que notar quando foi feita a postagem original. Na época eu ainda não tinha conhecido o Arte Moderna.

Abs,

Pelo que eu notei das diferenças o Arte Moderna é melhor que a versão de cartas.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 3:25 pm

@Andre Modt escreveu:E editar a postagem da muito trabalho!

Dar, não dá, mas prefiro mesmo deixá-la do modo como quando a fiz.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Qua Dez 11, 2013 3:27 pm

@Trentini escreveu:Pelo que eu notei das diferenças o Arte Moderna é melhor que a versão de cartas.

É sim. O jogo original é bem superior ao de cartas, mas eu curto ambos, até porque ocupam nichos diferentes.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por libonati em Qua Dez 11, 2013 4:00 pm

@tiagovip escreveu:
@Trentini escreveu:Pelo que eu notei das diferenças o Arte Moderna é melhor que a versão de cartas.

É sim. O jogo original é bem superior ao de cartas, mas eu curto ambos, até porque ocupam nichos diferentes.

Abs,

Armários por nichos... esse cara venceu na vida!  Smile 

Perreto, quando vc fez a resenha, vc sabia as regras do Knizia, ou a criou com supedâneo em sua variante? Que pra mim deixa o jogo até melhor!

P.S. lindos administradores, falta um palm face nesses siles charmoos  Admin Power 

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2976
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Soar em Qua Dez 11, 2013 11:05 pm

Voltando ao tópico - este jogo é muito bom mesmo!!  Very Happy

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1820
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Jota em Ter Out 28, 2014 9:54 am

Perreto, quais seriam as diferenças do Modern Art para o Master's Gallery?

Jota
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 379
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.minutopoesia.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por tiagovip em Ter Out 28, 2014 10:28 am

@Jota escreveu:Perreto, quais seriam as diferenças do Modern Art para o Master's Gallery?

Depende. Se estamos falando do card game, nenhuma - são o mesmo jogo, só muda a arte.

Se estivermos falando do jogo de tabuleiro em relação ao jogo de cartas, daí são coisas bem diferentes. O Arte Moderna é um jogo de leilão, pura e simplesmente leilão, enquanto o jogo de cartas é só manejo de mão de cartas, tentando fazer suas cartas valerem pontos ao final da rodada. No Arte Moderna, vende-se, em leilões diversos, pinturas por dinheiro, ao mesmo tempo que compra-se (às vezes até a própria que colocou-se à venda) almejando que o artista de tal obra esteja em evidência ao final da rodada (nisso, ambos os jogos são similares - quanto mais obras de um mesmo artista têm na mesa, maiores as chances de ele pontuar ao final da rodada).

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Modern Art: The Card Game - resenha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum