TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por doizinho em Ter Out 08, 2013 9:08 am

Bom dia amigos, recentemente assisti o TOP 10 do ídolo do Bruno, Tom Vasel, e gostei tanto da ideia que vou copiá-la e aplicar no nosso TOP 5, portanto o tema de hoje será coisas que procuramos num grande jogo. É isso, comentem livremente, aqui vale qualquer coisa: peças verdes, designer do jogo, componentes, tema, mecânicas, cartas grandes, caixas pequenas, etc.

5 - Componentes - Eu gosto de jogos com bons componentes, e esse é um dos grandes motivos de eu nunca ter me empolgado com a produção nacional. Eu não me importo com arte ou miniaturas, mas gosto de mexer com tiles bem cortados, tabuleiros firmes, cartas que não desmancham ao toque e caixas que aguentem os componentes. Dentre as empresas que mais aprecio neste quesito estão dois opostos em termos de produção artística, mas ambas são exemplos em qualidade de materiais, produção e componentes, FFG e GMT.

4 - Interação direta - Todos sabem que eu adoro jogos que me permitam interagir diretamente com os outros, e aqui eu não estou falando de combates, qualquer interação me fascina: leilões, utilizar construções dos outros, disputa por recursos, enfim qualquer coisa que me faça interagir com os outros me chama a atenção imediatamente.

3 - Contexto histórico - Ahh eu sou muito fã de jogos que representem historicamente alguma coisa, é claro que os maiores exemplos vêm dos wargames, mas qualquer coisa que tenha um contexto histórico me atrai. Alguns jogos que aprecio que te algum contexto histórico: wargames, Twilight Struggle, jogos de civilização, série 18xx, De Vulgari Eloquentia.

2 - Múltiplas estratégias - Aqui é que se separam os bons jogos dos razoáveis. Quando eu encontro um jogo onde eu faço X, e os outros fazem Y ou Z, e no final estamos todos perto eu acho impressionante, esses são os jogos que devemos jogar mais vezes. E vejam que não precisamos de jogos complexos com 500 cartas e muitas ações diferentes, jogos simples como o Speicherstadt por exemplo, quando bem feitos, também permitem múltiplas estratégias.

1- Conflito épico - Não são tantos jogos que permitem isso, mas os poucos que existem são os que mais me chamam atenção. Aqui estou falando em jogos com um grande mapa e vários exércitos, de várias facções, disputando espaço num conflito generalizado. Isso pra mim, quando bem implementado, é o que existe de mais legal num jogo de tabuleiro. (Runewars, Struggle of Empires, Dominant Species, War of the Ring)

Menção honrosa: Tema - Não compro um jogo pelo tema, mas não posso negar que gosto muito de jogar alguma coisa que me faça estar dentro do tema. Eu até gosto de jogar usando um pouco de role play quando é possível. Entrar no jogo e extrair uma história ao final por causa do tema é um atrativo especial num jogo de tabuleiro.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3185
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por tiagovip em Ter Out 08, 2013 9:46 am

Ah, interessante isso. Minha lista é:

5) Portabilidade - eu não tenho carro, nem pretendo ter. Mas tabuleiros podem ser grandes, pesados. Então, quanto mais jogo tem dentro da menor caixa, você conseguiu a minha atenção. Usualmente são jogos de cartas. Eu não me importaria, no entanto, que as caixas dos jogos de cartas fossem um tantinho maiores, para as cartas voltarem para as ditas caixas quando sleevadas;

4) Tempo de jogo - apesar de acusações cretinas de que eu só gosto de jogos curtos, isso é difamação. Não é "só" e, sim, "mais". Eu realmente prefiro três jogos de duas horas do que um de seis. Porém, eu aceito jogar esse tal de seis também, oras. O tempo de duração da partida é um dos itens que eu fico atento e que me atrai em certos jogos - estou sempre a procura de bons, ótimos até, jogos que durem ali, entre 30 minutos a 1 hora;

3) Tema - muitos wargames têm mecânicas lindas, muito bem tecidas, envolventes, dramáticas até. Mas eu não poderia me lixar mais para as guerras contemporâneas. Eu até curto ler sobre elas, contudo simplesmente não me interesso em recriar nada delas num tabuleiro. Já o exato mesmo jogo, mas com outro tema - guerras medievais, antigas - e eu já estou disposto! O tema me leva e me prende aos jogos, fazendo com que eu queira jogar mais e mais;

2) Cooperativo - eu prefiro cooperar a disputar com os outros. Mas, assim, muito mais. Foi o motivo de ser cooperativo que meu atraiu para os RPGs ("um jogo em que todos jogam juntos para vencer um objetivo em comum? Que legal!") - e sim, RPGs são cooperativos, o narrador não joga contra, estão apenas todos interessados na melhor história. Sem erro algum, eu só jogaria os cooperativos se fosse possível. Eu entendo a graça da disputa, o desafio de vencer a mente dos outros, de construir/fazer/agir mais e melhor, isso tudo só está longe na minha preferência;

1) Regras - as bem-feitas elevam o jogo ao Olimpo e as ruins o afundam nas Marianas. Não adianta ser um cooperativo, temático, portável e rápido se tiver regras mal-feitas. Isso não quer dizer mal escritas (como no Space Hulk Death Angel, onde o manual escode um jogo bem legal), o que certamente atrapalha, mas efetivamente regras ruins, que afetam o aproveitamento do jogo. O Panic Station é um exemplo bem claro: regras bizarras, proporcionando ações e efeitos estranhos, incompreensíveis até, durante as partidas; então o que vendi, mesmo sendo um cooperativo, razoavelmente pequeno, com duração de menos de uma hora e com um tema interessante. No final, regras são realmente o que importam.

Abs,


Última edição por tiagovip em Ter Out 08, 2013 10:00 am, editado 1 vez(es)

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por doizinho em Ter Out 08, 2013 9:57 am

@tiagovip escreveu:1) Regras - as bem-feitas elevam o jogo ao Olimpo e as ruins o afundam nas Marianas. Não adianta ser um cooperativo, temático, portável e rápido se tiver regras mal-feitas. Isso não quer dizer mal escritas (como no Space Hulk Death Angel, onde o manual escode um jogo bem legal), o que certamente atrapalha, mas efetivamente regras ruins, que afetam o aproveitamento do jogo. O Panic Station é um exemplo bem claro: regras bizarras, proporcionando ações e efeitos estranhos, incompreensíveis até, durante as partidas, o que vendi, mesmo sendo um cooperativo, razoavelmente pequeno, com duração de menos de uma hora e com um tema interessante. No final, regras são realmente o que importam.
Você está certíssimo, antes de mais nada vem as regras. Pra corrigir meu erro criarei um novo título.

Meeple Hors Concours: Regras Meeple

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3185
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Trentini em Ter Out 08, 2013 10:06 am

Cara, achei que seria fácil mas é um tópico bem subjetivo (ok todos os top 5 são subjetivos) mas esse pareceu-me até difícil de mensurar, tem jogos que me chamam a atenção pela arte, outros pela mecânica, componentes, etc, e mexem de forma a dificultar a importância do que procuro num jogo de tabuleiro, mas vamos lá:

5. Componentes: Compartilho da idéia do Fabiano e cito também a GMT e a FFG, acho que a arte é um bom aditivo ao jogo, mas se a arte é ruim e o jogo for bom, o que importa mesmo são os componentes. Vale ressaltar que a única coisa que os jogos de tabuleiro se diferem dos jogos digitais é o estímulo tátil e se os componentes são ruins esse estímulo é péssimo.

4. Tema: acho importante se um jogo se propõe a estar inserido num tema que ele seja coerente. Não costumo comprar jogos simplesmente pelo tema e alguns dos jogos que tenho não são nem temáticos, mas quando o jogo se propõe a tratar um tema, gosto de saber que ele está sendo o mais fiel possível. Grandes jogos brilham muito exatamente pela fidelidade em seus temas: Dominant Species, Eclipse, Agricola, Battlestar Galactica, Android: Netrunner entre outros que gosto bastante. Claro que em alguns você percebe um tema colado posteriormente na mecânica (antes o cara pensa nas regras do jogo, depois pensa em inserir um tema para aquilo que ele criou) e mesmo assim são interessantes. É óbvio que nem tudo faz sentido no tema e algumas regras atropelam o tema em prol de balanço ou por não ter havido uma idéia melhor no design.

3. Assimetria: Gosto de jogos onde todo mundo tem os mesmos poderes, porém nesses jogos não admito que o jogo tenha apenas poucas estratégias para a vitória (discutirei esse tópico adiante). Mas gosto mais ainda quando o jogo proporciona raças com poderes assimétricos e mesmo assim conseguem um excelente balanço. O que mais gosto é quando mesmo entre raças com diferentes poderes, elas não tenham uma estratégia fixa, são dependentes do ambiente do jogo e nesse quesito menciono Dominant Species, Terra Mystica e Eclipse, onde temos raças com poderes diferentes e até temos um direcionamento estratégico para cada raça, porém por algum motivo no tabuleiro, uma má exploração ou uma catástrofe te exige mudar de estratégia mesmo que sua espécie não seja a melhor para aquela estratégia e ainda assim tenha chance de vencer. Outra assimetria que gosto é na mecânica, gosto de jogos que tem mecânicas assimétricas, como o Android: Netrunner.

2. Múltiplas estratégias: Se o jogo tem múltiplas raças com poderes variáveis mútiplas estratégias se tornam importantes, se todo mundo tem o mesmo poder e habilidade, múltiplas estratégias se torna ESSENCIAL. Um jogo que só tem um caminho para vitória é pobre demais, as vezes temos uma estratégia que funciona melhor que outras, porém gosto de saber que mesmo as outras estratégias funcionam e conseguem vencer. Mas o que gosto mais ainda são jogos onde você não deve ser forte apenas em uma coisa, precisa combinar estratégias para vencer, jogos como Agricola e Tzolk'in são meus preferidos nesse quesito.

1. Equilíbrio: Falo em equilíbrio no sentido do jogo ser balanceado, e quando falo balanceado não quero dizer apenas jogos assimétricos ou com múltiplas estratégias em que todas tenham condições de vitória, mesmo um jogo completamente simétrico pode ser desbalanceado dependendo de vários fatores inimagináveis, jogador que joga primeiro, jogador que joga por último, ação bloqueante importante que um jogador fica manipulando, etc. Vejam que quando falo em jogo balanceado não falo em jogo onde em todo momento ambos tenham iguais chances de vitória, mas que a diferença seja mínima no decorrer de todo o jogo. Jogos como Twilight Struggle tem momentos onde os EUA são melhores que a união soviética e vice-e-versa, mas no fim das contas o jogo é balanceado.

Menção honrosa: Mecânica - Apesar de não ser a coisa mais importante do mundo num jogo e de existirem várias mecânicas interessantes e novas surgindo a todo momento, um jogo com uma mecânica ruim tem grandes chances de fracasso.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Samuca em Ter Out 08, 2013 10:08 am

Minha lista será muito parecida com a do Fabiano, temo eu. Mas vamos lá:

5. Fator sorte moderado - Apesar de eu ter ódio mortal de dados, também não gosto quando um jogo tem uma batalha e esta é resolvida de forma completamente automática (especialmente se o conflito tem grande peso dentro da mecânica do jogo). Dados são uma excelente mecânica e essencial para muitos jogos. Agora, na minha opinião, eles deveriam ser uma dinâmica auxiliar e não a única mecânica do jogo e sobre a qual você não tem nenhuma influência (a la King of Tokyo, por exemplo). Porque eu não entendo como alguém pode achar divertido ou dizer que venceu um jogo quando simplesmente teve mais sorte que os demais.

4. Componentes - Quem já não abriu uma caixa de jogo e imediatamente se decepcionou ou se maravilhou com os componentes? Não é a toa que é um dos primeiros critérios que utilizo na minha avaliação de jogos. Eles não precisam ser necessariamente bonitos, mas se forem, muito melhor. A qualidade e durabilidade deles é importante também, mas o mais importante de tudo na minha opinião é se o tipo de componente escolhido faz sentido para a mecânica do jogo, complementando-a ao invés de atrapalhá-la (utilizar cartas ao invés de tiles/tokens/miniaturas quando um ou outro teria uma função muito melhor e daria mais vida ao jogo, por exemplo).

3. Fáceis compreensão e explicação das regras - O jogo pode ser fantástico, mas se a explicação durar mais de uma hora, já fico com um pé atrás com ele, especialmente porque mais não significa melhor. Sem falar que é difícil às vezes manter a atenção e lembrar de todos os elementos e regras numa primeira partida. Do mesmo modo, se depois de todo esse tempo de explicação, você ainda não entendeu o jogo completamente, ou o "explicador" deixou coisas para explicar mais à frente porque seria mais fácil de entender, o jogo perde pontos comigo. Ainda mais quando se tem jogos como Carcassonne, Alhambra, El Grande e tantos outros que são simples e fáceis de explicar, mas incrivelmente complexos e proporcionam uma grande gama de estratégias.

2. Múltiplas estratégias - Conforme disse o Fabiano, quando tem-se um jogo em que cada jogador aposta numa estratégia diferente e todos têm a mesma chance inicial de vitória, já é um grande jogo na minha opinião. Mas não basta ter vários caminhos para a vitória, também tem que ter margem suficiente para um jogador alterar seus planos e mudar de estratégia no meio do jogo. O que nos leva diretamente para:

1. Rejogabilidade - Talvez todo jogo que tenha múltiplas estratégias tenha alta rejogabilidade. Mas o inverso não é necessariamente verdadeiro. Pois muitos jogos com alta rejogabilidade têm isso graças a elementos randomizadores. E elementos radomizadores demais limitam as possíveis estratégias que um jogador pode utilizar. De todo modo, ninguém quer comprar um jogo e enjoar dele depois de algumas partidas ou saber o caminho das pedras e usar sempre a mesma estratégia. Isso é chato e, de forma inconsciente ou não, eu acredito que todos queremos a emoção da disputa, da vitória acirrada, da surpresa que só é possível quando as partidas de um jogo são suficientemente diferentes entre si.

Menção honrosa: Tema - Eu diria que minha coleção tem um pouquinho de tudo, de temas, mecânicas e tipos de jogos. Mas alguns temas, como ficção científica e fantasia podem ser encontrados muito mais facilmente do que outros. Porém, independente do tipo, jogos com temas que permitem a imersão no jogo, façam sentido e tenham sido bem estruturados dentro da mecânica devem sempre ser exaltados.

________________________________________________
avatar
Samuca
Twilight Struggle
Twilight Struggle

Mensagens : 1396
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/ascensx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Trentini em Ter Out 08, 2013 10:10 am

@doizinho escreveu:
@tiagovip escreveu:1) Regras - as bem-feitas elevam o jogo ao Olimpo e as ruins o afundam nas Marianas. Não adianta ser um cooperativo, temático, portável e rápido se tiver regras mal-feitas. Isso não quer dizer mal escritas (como no Space Hulk Death Angel, onde o manual escode um jogo bem legal), o que certamente atrapalha, mas efetivamente regras ruins, que afetam o aproveitamento do jogo. O Panic Station é um exemplo bem claro: regras bizarras, proporcionando ações e efeitos estranhos, incompreensíveis até, durante as partidas, o que vendi, mesmo sendo um cooperativo, razoavelmente pequeno, com duração de menos de uma hora e com um tema interessante. No final, regras são realmente o que importam.
Você está certíssimo, antes de mais nada vem as regras. Pra corrigir meu erro criarei um novo título.

Meeple Hors Concours: Regras Meeple
Cara, regras bem feitas e sem efeitos estranhos, grande colocação, esqueci de mencionar mas é muito importante mesmo.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Pedro em Ter Out 08, 2013 10:26 am

Acredito que a busca e o interesse nos jogos é um conjunto, portanto não vou listar isso em ordem de preferência.

Autor: Eu me importo com o autor do jogo. Muitas vezes o criador já aciona o alerta e em muitos casos dá pra se ter uma ideia do que esperar. Eu, normalmente, jogo um jogo do Feld, por exemplo, sem muitas expectativas. Diferente de quando jogo algo do Wallace, ou do Vlaada.

Tema: Isso me atrai nos jogos e em níveis diferentes. Quando estou para conhecer um Amerigame, sei que o tema será muito mais levado em consideração, em muitos casos nem é necessariamente um tema que eu goste, mas o envolvimento que ele é capaz de trazer faz com que o interesse pelo jogo seja maior. Por outro lado, reconheço que mais precariamente, os Euros também tem temas e em alguns casos uma referência mínima ou a ilustração da caixa já serve para me atrair. Os temas de maior interesse são trens e barcos.

Mecânica: Mecânicas são para mim um ponto alto na seleção de um jogo. Gosto de leilões, Worker e inúmeras mecânicas que podem ser encontradas em jogos econômicos. Também gosto de conhecer jogos que me impressionem nesse quesito, seja com mecânicas que desconheço ou numa reciclagem bem feita de mecânicas que já existiam.

Valor: Não sei se é bem essa a palavra. Mas procuro jogos que eu possa agregar maior valor colecionável. Seja pq estão fora de impressão, são difíceis de conseguir, tem assinatura do autor.

Fator sorte presente: Em alguns jogos isso me incomoda, em outros isso atraí. Para que o fator sorte seja algo decisivo eu preciso de uma explicação e em muitos casos ela precisa ser suficiente só pra mim. Várias vezes já vi colegas dizerem "Pedro, você gosta desse jogo". Sim, pode ser que eu goste. Normalmente fujo, mas tem jogos, que inclusive encabeçam minha lista de preferências, que a alta dependência de sorte, ou a existência dela, fazem sentido pra mim. Normalmente busco ter essas informações prévias.


________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1958
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por tiagovip em Ter Out 08, 2013 10:29 am

@doizinho escreveu:Meeple Hors Concours: Regras Meeple
Hum, então deixe-me mudar meu TOP 5.

5) Portabilidade;

4) Tempo de jogo;

3) Leilão - eu simplesmente gosto de leilões. Eu achava que havia só uma maneira de fazê-lo, e com uma só consequência, mas após conhecer jogos dos tipos mais diversos - Ra, For Sale, Speicherstadt, Strasbourg, Felix, Medici, etc, etc - aprendi que não: existe, sim, inúmeras formas de lidar com essa mecânica e eu gosto de praticamente todas as encarnações dela;

2) Tema;

1) Cooperativo.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Trentini em Ter Out 08, 2013 10:30 am

@tiagovip escreveu:
2) Cooperativo - eu prefiro cooperar a disputar com os outros. Mas, assim, muito mais. Foi o motivo de ser cooperativo que meu atraiu para os RPGs ("um jogo em que todos jogam juntos para vencer um objetivo em comum? Que legal!") - e sim, RPGs são cooperativos, o narrador não joga contra, estão apenas todos interessados na melhor história. Sem erro algum, eu só jogaria os cooperativos se fosse possível. Eu entendo a graça da disputa, o desafio de vencer a mente dos outros, de construir/fazer/agir mais e melhor, isso tudo só está longe na minha preferência;
Eu já prefiro um jogo competitivo, porém não dispenso um coop quando convidado, mas concordo que jogos cooperativos tem um valor mais nobre do que os competitivos. Inclusive acho que jogos cooperativos funcionam bem quando somos crianças e temos irmãos ou primos ciumentos um com o outro, o lance de cooperar faz um perceber a importância do outro para um bem em comum. O jogo competitivo serve principalmente para massagear o ego quando vence, ou para aprender uma lição de que nem sempre você é o melhor em tudo e deve aprender a perder de vez em quando, mas não se frustrar, aprender com o erro, persistir e melhorar na próxima partida.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Samuca em Ter Out 08, 2013 10:38 am

@doizinho escreveu:
@tiagovip escreveu:1) Regras - as bem-feitas elevam o jogo ao Olimpo e as ruins o afundam nas Marianas. Não adianta ser um cooperativo, temático, portável e rápido se tiver regras mal-feitas. Isso não quer dizer mal escritas (como no Space Hulk Death Angel, onde o manual escode um jogo bem legal), o que certamente atrapalha, mas efetivamente regras ruins, que afetam o aproveitamento do jogo. O Panic Station é um exemplo bem claro: regras bizarras, proporcionando ações e efeitos estranhos, incompreensíveis até, durante as partidas, o que vendi, mesmo sendo um cooperativo, razoavelmente pequeno, com duração de menos de uma hora e com um tema interessante. No final, regras são realmente o que importam.
Você está certíssimo, antes de mais nada vem as regras. Pra corrigir meu erro criarei um novo título.

Meeple Hors Concours: Regras Meeple
Oba! Emoticon novo!!! bounce 

Concordo plenamente com o que o Perretto falou. Considerei longamente em que posição eu ia colocar o "conjunto de regras", mas no fim eu meio que me convenci que isso é algo tão intrínseco ao jogo que achei que não precisaria ser citado. É posição 0 (de essencial).

________________________________________________
avatar
Samuca
Twilight Struggle
Twilight Struggle

Mensagens : 1396
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/ascensx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por tiagovip em Ter Out 08, 2013 11:06 am

@Trentini escreveu:O jogo competitivo serve principalmente para massagear o ego quando vence, ou para aprender uma lição de que nem sempre você é o melhor em tudo e deve aprender a perder de vez em quando, mas não se frustrar, aprender com o erro, persistir e melhorar na próxima partida.
Reforço que tudo isso também pode, e usualmente ocorre, em jogos cooperativos.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por doizinho em Ter Out 08, 2013 11:42 am

@tiagovip escreveu:3) Leilão - eu simplesmente gosto de leilões. Eu achava que havia só uma maneira de fazê-lo, e com uma só consequência, mas após conhecer jogos dos tipos mais diversos - Ra, For Sale, Speicherstadt, Strasbourg, Felix, Medici, etc, etc - aprendi que não: existe, sim, inúmeras formas de lidar com essa mecânica e eu gosto de praticamente todas as encarnações dela;
Uma das minhas mecânicas preferidas, apesar de eu não me dar muito bem com ela.
Take my money 

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3185
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por tiagovip em Ter Out 08, 2013 11:52 am

@doizinho escreveu:
@tiagovip escreveu:3) Leilão - eu simplesmente gosto de leilões. Eu achava que havia só uma maneira de fazê-lo, e com uma só consequência, mas após conhecer jogos dos tipos mais diversos - Ra, For Sale, Speicherstadt, Strasbourg, Felix, Medici, etc, etc - aprendi que não: existe, sim, inúmeras formas de lidar com essa mecânica e eu gosto de praticamente todas as encarnações dela;
Uma das minhas mecânicas preferidas, apesar de eu não me dar muito bem com ela.
Take my money 
Tem alguns jogos de leilão que me escapam: o Médici eu sequer peguei a ideia de como ir razoavelmente bem.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Trentini em Ter Out 08, 2013 11:56 am

@tiagovip escreveu:
@Trentini escreveu:O jogo competitivo serve principalmente para massagear o ego quando vence, ou para aprender uma lição de que nem sempre você é o melhor em tudo e deve aprender a perder de vez em quando, mas não se frustrar, aprender com o erro, persistir e melhorar na próxima partida.
Reforço que tudo isso também pode, e usualmente ocorre, em jogos cooperativos.

Abs,
Concordo, porém a parte de massagear o ego é mais evidente em jogos competitivos. Mas a parte boa dos jogos cooperativos é que quando se perde, se perde em conjunto, ameniza a sensação de derrota hahaha.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por libonati em Ter Out 08, 2013 4:11 pm

A primeira coisa que procuro são as mecânicas. Elas precisam me agradar e ser consistentes.
Depois leio sobre o jogo para ver se o tema, mesmo colado com cuspe vai me agradar.
Prefiro jogos com interação direta entre os jogadores. Não gosto do tabuleiro do eu sozinho, salvo em casos como trajan que a mancala é bem foda.
Pluralidade estratégica eu algo que me agrada bastante, um caminho único pra vitória eu normalmente maçante.
Por fim eu busco me divertir e essencialmente essa é a única busca nos jogos de tabuleiro. Não me importo em vencer ou perder, Mas me importo em não me divertir. Claro que a diversão tem conceitos diferentes para cada um e isso deve ser respeitado.

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2976
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Samuca em Ter Out 08, 2013 6:36 pm

@libonati escreveu:Por fim eu busco me divertir e essencialmente essa é a única busca nos jogos de tabuleiro. Não me importo em vencer ou perder, Mas me importo em não me divertir. Claro que a diversão tem conceitos diferentes para cada um e isso deve ser respeitado.
Será que chegamos ao ponto de precisar deixar claro que um jogo precisa ser divertido? scratch Meeple 

________________________________________________
avatar
Samuca
Twilight Struggle
Twilight Struggle

Mensagens : 1396
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/ascensx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Anarkion em Ter Out 15, 2013 12:33 pm

5 - Tema/Mecânica: O jogo precisa ter uma boa combinação entre o tema e as mecânicas criadas, por exemplo, Dominant Species.

4 - Regras Simplificadas/Dinâmica/Profundidade: Gosto de um bom casamento entre essas três características. Quando regras simples bem pensadas criam dinamismo e profundidade estratégica, aí sim temos um grande jogo.

3 - Rejogabilidade: O fator nicotina é essencial! Quero um jogo que me vicie!

2 - Fator tempo: Gosto de jogos curtos, por poder jogá-los mais vezes, mas também não tenho problemas com partidas longas. O jogo precisa ter um tempo adequado em todas as suas fases. Alguns jogos tendem a adquirir um pouco de "tempo morto" quando avançam, o que algumas vezes me entedia.

1 - Interação: Alguns já me conhecem: jogos sem interação, seja cooperativa ou competitiva, me entediam. Eu quero ter de traçar novas estratégias todo instante, situações inesperadas, momento "puta que pariu, fulano me fodeu nesse turno", pressão, angústia, alívio... quero emoção!
avatar
Anarkion
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 298
Data de inscrição : 31/08/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Samuca em Ter Out 15, 2013 1:55 pm

@Anarkion escreveu:5 - Tema/Mecânica: O jogo precisa ter uma boa combinação entre o tema e as mecânicas criadas, por exemplo, Dominant Species.

4 - Regras Simplificadas/Dinâmica/Profundidade: Gosto de um bom casamento entre essas três características. Quando regras simples bem pensadas criam dinamismo e profundidade estratégica, aí sim temos um grande jogo.

3 - Rejogabilidade: O fator nicotina é essencial! Quero um jogo que me vicie!

2 - Fator tempo: Gosto de jogos curtos, por poder jogá-los mais vezes, mas também não tenho problemas com partidas longas. O jogo precisa ter um tempo adequado em todas as suas fases. Alguns jogos tendem a adquirir um pouco de "tempo morto" quando avançam, o que algumas vezes me entedia.

1 - Interação: Alguns já me conhecem: jogos sem interação, seja cooperativa ou competitiva, me entediam. Eu quero ter de traçar novas estratégias todo instante, situações inesperadas, momento "puta que pariu, fulano me fodeu nesse turno", pressão, angústia, alívio... quero emoção!
Ótima seleção. Para alguém que começou a jogar há pouco tempo, você já está bem certo do que gosta. Very Happy 

________________________________________________
avatar
Samuca
Twilight Struggle
Twilight Struggle

Mensagens : 1396
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/ascensx

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Soar em Ter Out 15, 2013 1:58 pm

* Tema - fator histórico - imersão

* Interatividade

* Rejogabilidade

* Múltipla Estratégias

* Ter mais jogadores que gostem do jogo para que ele não fique no armário.
Por exemplo: O Star Trek Fleet Captains é um jogão, mas as pessoas que não conhecem ou não gostam da séria não o jogam.

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1807
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por doizinho em Ter Out 15, 2013 2:01 pm

Warrior escreveu:Por exemplo: O Star Trek Fleet Captains é um jogão, mas as pessoas que não conhecem ou não gostam da séria não o jogam.
Leve sexta que eu jogo com você.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3185
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Anarkion em Ter Out 15, 2013 2:04 pm

@Samuca escreveu:Ótima seleção. Para alguém que começou a jogar há pouco tempo, você já está bem certo do que gosta. Very Happy 
É... nesse sentido sou uma pessoa decidida! Very Happy
avatar
Anarkion
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 298
Data de inscrição : 31/08/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Soar em Ter Out 15, 2013 2:19 pm

@doizinho escreveu:
Warrior escreveu:Por exemplo: O Star Trek Fleet Captains é um jogão, mas as pessoas que não conhecem ou não gostam da séria não o jogam.
Leve sexta que eu jogo com você.
Beleza! Pra uma próxima sexta, nesta não irei.
Abrax

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1807
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TOP 5 - Coisas que procuramos num grande jogo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum