Quinta - 01/agosto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quinta - 01/agosto

Mensagem por tiagovip em Sex Ago 02, 2013 11:30 am

Olá, pessoas!

Ontem demos prosseguimento à nossa campanha, então o que jogamos foi:

Mice and Mystics (André, Jorge, Éder e eu) - jogamos o segundo cenário - A Cauda da Lily (Lily's Tail). Os camundongos escolhidos foram a Tilda (Éder), a Lily (André), o Nez (Jorge) e o Collin (eu). Começamos bastante bem, passando pelo ratos do pátio com uma ajudinha do Velho Corvo, e mesmo encontrando um grupo de Baratas Gananciosas, conseguimos avançar sem a história avançar demais, e a Lily, mesmo presa, cuidava bastante bem de seus inimigos com o arco dela. Já perto da Lily, o trio de camundongos teve o azar de se deparar com uma Aranha, que resistia a tudo que os camundongos tentavam fazer - nem mesmo o ataque poderoso do Nez (acho que ele estava gripado, pois batia bem mais fraco que o usual no cenário até então) causava danos à Aranha. Porém, os camundongos defendiam-se bem, e nenhum deles foi envenenado pela mordida da Aranha, e, com dificuldade, eles venceram a Aranha. Ao encontrarem a Lily mais perigos surgiram: um trio de ratos e uma Centopeia feroz, cujo ataque não pode ser defendido e seus resultados na defesa são dobrados! O Nez recuperou toda a moral ao atacar o trio de ratos com seu martelo e derrotar todos ao mesmo tempo - esse é o Nez que conhecemos. O Collin atacou a Centopeia e a feriu gravemente e, aproveitando a fraqueza momentânea dela, a Lily derrubou a Centopeia com uma flecha bem mirada. O Nez libertou a Lily da armadilha que a prendera e o cenário foi vencido!;

Mice and Mystics (André, Jorge, Éder e eu) - como o segundo cenário é curto, houve tempo para jogarmos o terceiro cenário - As Uvas dos Ratos (The Grapes of Rats). Os camundongos escolhidos foram o Filch (Éder), o Maginos (André), o Nez (Jorge) e o Collin (eu). Houve algum debate sobre deixar a Tilda de fora, já que ela é quem consegue curar os ferimentos, mas aplicamos a máxima: se eliminarmos todos os inimigos antes de eles baterem, não teremos dano algum para nos preocupar. Confiança é isso. E, honestamente, nem funcionou tão mal assim. Neste cenário os camundongos invadem o castelo para descobrir informações sobre os planos da feiticeira Vanestra - uma tarefa arriscada, mas essencial. Os camundongos conseguiram invadir e acabar com os oponentes bem rápido - e a grande quantidade de ratos no cenário permitiu que a habilidade do Filch brilhasse (cada vez que ele derrota um rato, ganha um pedaço de queijo que vem da roda de avanço do tempo). A habilidade do Filch combinada com as capacidades de liderança do Collin, que permitiam que ele atacasse duas vezes na mesma rodada, permitiu que tivéssemos bastante tempo para avançar. Na sala de jantar, onde um bando de ratos jogava dados (do tamanho da cabeça deles!) e comiam uvas, houve o primeiro confronto mais "sério", pois naquele momento o Collin já tinha dois ferimentos (de 3 que ele pode receber) e o Nez tinha 3 ferimentos (de 4), então ambos tiveram que se afastar e deixar que o Filch e o Maginos, com seus ataques à distância, lidassem com os ratos de elite e os ratos mais fracos. Num dos túneis, o Maginos e o Filch tiveram uma visão de um ataque ocorrendo contra uma cidade em que uma arma monstruosa derrubava os muros da cidade, que, assim, logo seria derrotada pelos invasores. Era um dos pedaços da informação que, sem querer, o feitiço de transformação usado pelo Maginos (o qual usou um tufo de cabelo de Vanestra) permitiu que eles tivessem. Continuando pelos túneis, os camundongos acharam a sala da guarda de roedores, na qual o capitão Vurst estava junto de cinco de seus ratos de elite. O confronto começou e o Nez foi derrubado. O Collin parecia ser o próximo a cair diante dos ataques dos ratos, mas ele provou ter corpo fechado e resistiu a tudo que os ratos jogaram nele. Novamente coube ao Maginos e ao Filch atacarem os ratos, pois os mesmos, estando no alto de estantes e mesas, estavam fora do alcance de Collin, que, no entanto, valia-se de suas capacidades de liderança para reforçar os ataques dos mago e do ladino e ele encontrou uma poção de cura que passou para o Filch, que estava então bastante ferido (igual ao Collin, . Como os camundongos concentraram seus ataques em Vurst, ele foi o primeiro dos inimigos a cair e, com a queda dele, dois dos quatro ratos fugiram. Os dois que permaneceram foram vencidos. Vurst foi interrogado pelos camundongos e revelou que Vanestra estava construindo uma grande arma - chamada de A Besta - e que iria usá-la para atacar a cidade élfica de Nexos, com seu exército usando as bandeiras e símbolos do Rei, causando tremendos estragos na relação entre as cidades e, talvez, forjando uma longa e terrível guerra entre os dois povos. Enquanto os camundongos ponderavam sobre essas preocupantes informações, Vurst conseguiu escapar - Filch poderia derrubá-lo com uma flecha nas costas, mas Collin o impediu, em nome do dos anos de serviço fiel prestado por Vurst para o Rei - ele agora era um vilão, sim, mas nem sempre o fora. Era hora dos camundongos voltaram a Cascapólis e discutir o que fazer a seguir diante dessas novas informações.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum