Sexta - 29/janeiro

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sexta - 29/janeiro

Mensagem por tiagovip em Seg Fev 01, 2016 2:42 pm

Olá, pessoas!

Nesta sexta, na Manticore, ocorreu a noitada de jogos, e foi bastante movimentada! Além da grande quantidade de jogos, havia também bom número de pessoas (21, mais o próprio pessoal da loja). O que eu joguei:

- 7 Wonders: Duel (Bruno Ferreira e eu) - conheci este jogo e apesar de ter toda a sensação do 7 Wonders sem a parte do draft de cartas, mas com a parte de seleção de cartas de produção, ciências, militar, cíveis, mercantis, guildas, etc. Só que agora há quatro maneiras do jogo encerrar: acabando as cartas da 3a Era, com a construção da 7a Maravilha (cada jogador tem 4), com vitória científica (um jogador tendo 6 símbolos diferentes) e com vitória militar (invadindo a cidade do oponente). Na partida, tive dificuldades com a produção de vidro, algo importante pois 3 das minhas Maravilhas exigiam vidro, e o Bruno destruiu minha produção de vidro com um ataque. Ainda assim, estava pressionando-o militarmente, enquanto ele montava em cima de pontos. Na 3a Era faltavam-me 2 espaços até invadir a cidade do Bruno e veio para mim uma militar de nível 3, mas que custava 8 dinheiros e nem o Bruno ou eu conseguíamos pagar - eu a descartei por dinheiro. Fiz outro descarte por dinheiro. Então peguei o Bruno de surpresa, pois com o dinheiro, comprei 2 vidros, finalizei o Farol e podia, com seu efeito, pegar uma carta do descarte e construí-la sem custo - peguei a própria militar que eu descartei com este propósito, e invadi a cidade do Bruno, vencendo militarmente. Bom jogo o 7 Wonders: Duel, recomendado.

- Legendary: A Marvel Deck Building Game (Trentini, Bruno Ferreira e eu) - jogamos no cenário dos Ladrões do Banco Central, com o Capitão América, Vampira, Deadpool, Homem de Ferro e o Hulk enfrentando Ninjas, os Inimigos do Homem-Aranha e a Hydra, todos envolvidos num esquema do Caveira Vermelha. O Trentini investiu cedo no Hulk, e saiu batendo, inclusive em seus amigos - o Bruno e eu fomos acumulando ferimentos em nossos baralhos, atrasando-os para obter bons efeitos. Nosso objetivo era impedir os vilões de escaparem com 8 reféns, mas somente o Trentini conseguia lidar com isso, pois o Bruno quase não conseguia lidar com os Ninjas mais fracos, e eu quase o mesmo, porém tinha um turno aqui e outro acolá onde obtinha uns bons valores, tanto que dei um peteleco na cara do Caveira Vermelha, porém acabamos por perder o cenário, mesmo com o Hulk trentinesco tendo arrasado uma dúzia de vilões.

- Amun-Re (Hélio, Bruno Ferreira, Fabiano, Trentini e eu) - na primeira Era estava quase tudo indefinido. Todos mandaram bem em áreas diferentes, e apesar de eu ter cumprido dois objetivos e ter controle de dois templos, os outros compensaram com melhores pirâmides. Ao final, o Bruno, o Fabiano, o Hélio e eu estávamos a dois pontos de distância - o Trentini, com uma primeira Era trágica, estava com desastrosos 3 pontos. Na 2a Era a perspectiva de disputa era boa, e eu ia para ela com os bolsos cheios, com o Amun-Re tendo trazido boas colheitas. Na primeira aquisição de províncias peguei Dakhla, que vinha com 2 pirâmides, 1 carta e 12 dinheiros - sem dúvida a melhor da rodada, mas não houve disputa por ela, com o Hélio, que era primeiro ou segundo mais rico, optando por outra qualquer, para desgosto de todos os outros. Na segunda aquisição, de bolsos ainda mais cheios, adquiri Memphis, onde o Bruno construíra pesado na 1a Era (4 pirâmides), ao pegar o penúltimo valor e bloquear o último. Aqui a coisa estava basicamente definida, e o equilíbrio de antes virou atropelo. No final, acabei fazendo controle de 13 pirâmides e 4 conjuntos, encerrando com 60 pontos, contra 43 do Fabiano, que ficou em segundo.





- Exodus: Proxima Centauri (Fabiano, Trentini, Hélio e eu) - conheci este jogo que é um ponto de conexão entre o Twilight Imperium 3 e o Eclipse, pois tem uma dose de política e acordos, que vem do primeiro, e a customização de espaçonaves e um naco da economia presente no segundo. Jogamos uma partida reduzida (5 rodadas ao invés de 7) e devido a um erro no uso nos escudos das naves, os combates foram algo miserável de ser visto e zoou com o equilíbrio do jogo, já que naves solitárias aguentavam frotas inteiras, e uma frota do Fabiano foi feita em pedaços por uma nave de rebeldes logo cedo, o que o atrasou na partida inteira; o momento mais legal foi quando o Hélio deu uma juntada por trás no império do Trentini, que ficou assustado, irritado e choroso após levar uma tunda inesperada. Foi possível ver que o jogo é bom, até mais rápido do que o esperado. Sim, há poréns que podem afastar alguns: envolve sorte nos combates, com grandes quantidade de dados; e todo o desenvolvimento durante a partida desemboca em lutas e mais lutas no final por controle de espaços - desenvolvimentos e acordos não valem pontos. Porém a liberdade tecnológica (apesar de haver uma árvore tecnológica, ela não bloqueia, apenas fornece descontos para tecnologias correlatas), customização e o uso inteligente de como as ações são selecionadas e executadas torna o Exodus um belo jogo. Recomendado.

Fabiano dando um pito no Trentini durante a explicação do jogo:



- Bling Bling Gemstone x6 (Caco, Cícero, Alan, Rafael Manticore, Trentini e eu) - foram seis partidas. Na minha primeira, cheguei já com meia partida andada, humilhei geral e venci mesmo assim. Foi só também. Perdi outras quatro, sendo que o Cícero ganhou duas, o Alan uma e o Trentini uma e com a melhor pontuação: 15; e uma delas o Cícero foi o único perdedor, tendo derrubado o pilar inteiro logo de cara. Vimos todos que o Caco é um desastre no jogo - deu até dó.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5887
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 29/janeiro

Mensagem por Soar em Seg Fev 01, 2016 7:27 pm

Opa, na Vila a tarde joguei mais um do desafio 5x5 2016: 
Merchants and Marauders + Seas of Glory (Marlon, Russo, Ramon e Soar)

Jogamos com todos os 16 módulos da expansão, o jogo foi muito disputado entre eu e o Russo desde o início da partida... russo partiu pro contrabando e eu atrás dos rumores que circundam o Mar do Caribe.

Com uma ajuste nas regras, sugerido pela expansão, é um pouco mais difícil ganham com o simples fato de guardar as moedas no baú do tesouro. Com isso outra regra trouxe um desiquilíbrio ao sistema de pontuação, o de entregar mercadorias de contrabando, e foi isso que o Victor Russo fez a partida toda, quase jogando como um Euro de pick and dellivery game.
Já próximos ao fim, no ímpeto de faturar mais rapidamente o desempate, enfiei minha fragata vermelha em uma ação desesperada... tentei procurar e atacar dois navios piratas (pretos) sem sucesso e por fim ataquei uma fortaleza (a estrutura mais difícil do jogo) e fui derrotado após trocar tiros de canhão, durante a abordagem.



No final ... fiquei em segundo... sigo sem vencer no MM.

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1742
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum