Domingo - 23/agosto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Domingo - 23/agosto

Mensagem por tiagovip em Seg Ago 24, 2015 5:34 pm

Olá, pessoas!

Após encher o bucho do hambúrgueres, acompanhamentos e bebidas diversas, rolaram alguns jogos:

Kingsburg (Marcelo, Jorge, Gustavo, Hélio e eu) - jogamos com, creio, todos os módulos da expansão Kingsburg: To Forge a Realm, vários que eu nem sabia que existiam (sabia só da inclusão de duas linhas de construções e mudança no modo como o Rei envia ajuda). Mesmo assim, minha maior experiência com o jogo fez boa diferença, ainda mais contando com o azar dos outros - o Hélio tinha um personagem que o permitia re-rolar os dados se os 3d6 somassem menos do que 10, e além de usar ele em uns 75% das vezes, ainda re-rolou, duas vezes, menos do que antes. O Gustavo, de começo, não fazia por menos, era uma festa de 1 e 2, mas ao menos ele ficou na média, também obtendo rolagens altas e, claro, tinha, como eu, o Mercado para dar uma mão quando necessário. O Marcelo tentou como pode usar todos seus dados, mas diversas vezes viu-se com 1 deles sobrando, e foi até o final na corda-bamba, quando, no ano V apanhou dos Bárbaros invasores. O Jorge começou bem, contudo o jogo deu tilt nele, que travou e não sabia mais o que construir e como avançar. O Gustavo e eu disparamos em ponto após o IV ano, ele focando em construções utilitárias e obtendo os altos pontos da linha religiosa, enquanto eu fui pelo comércio (reforçando, com o Mineiro, o avanço posterior na religião), guerra e religião. Com a construção da Catedral, abri espaço, que foi diminuído pela melhor luta contra os Bárbaros do Gustavo e também por ele guardar o marcador de valor 4. Mesmo assim, venci com 59 pontos, contra 53 do Gustavo.

Cockroach Poker (Lili, Marina, Akemi, Ana Paula e eu) - ensinei a todas e descobrimos, durante a partida, que o Pedro certamente precisa levar uma vida honesta, pois a Lili parecia ver dentro das pessoas e adivinhar todas as mentiras. Ela mandou no jogo e virou o terror de todos. Eu ainda a desafiava, só para tomar na cabeça. Foi uma partida bem disputada, e olhe que parecia o contrário: a Marisa foi pega várias vezes na mentira ou na honestidade, e seu destino como a pessoa a perder parecia selado quando tinha 3 ratos e 3 aranhas (com 4 de qualquer criatura, perde), e ficou sem cartas. Só que eis que a Akemi, com 3 minhocas, e a Ana, com 3 sapos, estavam em risco! A Marisa defendeu-se como pode, e deu certo: no final, passei uma Minhoca para a Akemi dizendo que era uma Minhoca, ela aceitou a carta, porém disse que não era uma minhoca antes de revelar. Assim, a Akemi ficou com a 4 minhoca e foi quem perdeu o jogo!

Dixit Jinx (Helo, Rafaelfo, Gabriel, Angel, Libonati, Ana Paula, Akemi e eu) - achei este uma versão chinfrim do Dixit normal. Neste, forma-se uma grade de 3 x 3 cartas, e o jogador da vez compra uma carta que o informa qual das 9 cartas da grade ele terá que dar uma dica sobre. O objetivo dele é dar uma dica que faça os outros errarem o máximo possível antes de alguém acertar. Se ninguém acertar, quem deu a dica perde 1 ponto. Se alguém acertar, quem deu a dica coleta como pontos todas as cartas que foram apontadas erroneamente como a correta. Os jogadores que tentam adivinhar a correta o fazem numa prova de velocidade - o primeiro a colocar o dedo na carta correta, é quem leva a dita. Se houver dúvida entre quem pôs primeiro o dedo, o vencedor é quem disser "Jinx" antes.

Não é um jogo terrível, só bem fraco. Vale mais dar dicas semi-aleatórias, com quase nada a ver com a carta, pois o objetivo de quem dá a pista é que o maior número de pessoas errem. Algumas vezes ninguém irá apontar a correta, é fato. Todavia as probabilidades, com uma mesa cheia, estão ao seu lado. Notem a diferença também na questão de acerto: no Dixit normal, quem acerta, ganha 3 pontos, e quem deu a dica, também 3. No Jinx, quem acerta, ganha 1 ponto, e quem deu a dica por ganhar 1, 2, 3 ou até 4. Acertar perde muito a importância. Eu mesmo, na partida, acertei 1, talvez 2 vezes. E empatei em 1o.

Ademais, as cartas são, em si, pobres em possibilidades em comparação às do Dixit normal.

Enfim, a partida foi bem disputada, com duas pessoas terminando com 11 pontos (a Helo e eu) e duas com 10 (o Rafael e a Akemi). A dica mais legal creio que foi do Rafael, dizendo "Irlanda" para uma carta com um jogo de dardo. O Gabriel era ruim demais, sendo sempre evidente, e eu, mesmo mal em dedar cartas, ia bem quando dava dicas.

Diamonds (Angel, Marcelo, Gabriel, Libonati e eu) - apesar de estarmos em 5, jogamos só 3 rodadas. Já tendo jogado 1x e distribuindo todas as cartas, conseguiu um tanto mais de controle no que me propunha a fazer. Apesar do Gabriel e do Marcelo conseguirem pontuar bem em Ouros em duas rodadas (um em cada), usando melhor os naipes, o Liba e eu ficamos na frente: 30 a 28 para mim. Para azar do Marcelo, malhei ele na rodada final, roubando-o 3 vezes seguidas.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5989
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por Rafaelfo em Ter Ago 25, 2015 9:23 am

tiagovip escreveu:Dixit Jinx (Helo, Rafaelfo, Gabriel, Angel, Libonati, Ana Paula, Akemi e eu) - achei este uma versão chinfrim do Dixit normal. Neste, forma-se uma grade de 3 x 3 cartas, e o jogador da vez compra uma carta que o informa qual das 9 cartas da grade ele terá que dar uma dica sobre. O objetivo dele é dar uma dica que faça os outros errarem o máximo possível antes de alguém acertar. Se ninguém acertar, quem deu a dica perde 1 ponto. Se alguém acertar, quem deu a dica coleta como pontos todas as cartas que foram apontadas erroneamente como a correta. Os jogadores que tentam adivinhar a correta o fazem numa prova de velocidade - o primeiro a colocar o dedo na carta correta, é quem leva a dita. Se houver dúvida entre quem pôs primeiro o dedo, o vencedor é quem disser "Jinx" antes.

Não é um jogo terrível, só bem fraco. Vale mais dar dicas semi-aleatórias, com quase nada a ver com a carta, pois o objetivo de quem dá a pista é que o maior número de pessoas errem. Algumas vezes ninguém irá apontar a correta, é fato. Todavia as probabilidades, com uma mesa cheia, estão ao seu lado. Notem a diferença também na questão de acerto: no Dixit normal, quem acerta, ganha 3 pontos, e quem deu a dica, também 3. No Jinx, quem acerta, ganha 1 ponto, e quem deu a dica por ganhar 1, 2, 3 ou até 4. Acertar perde muito a importância. Eu mesmo, na partida, acertei 1, talvez 2 vezes. E empatei em 1o.

Ademais, as cartas são, em si, pobres em possibilidades em comparação às do Dixit normal.

Enfim, a partida foi bem disputada, com duas pessoas terminando com 11 pontos (a Helo e eu) e duas com 10 (o Rafael e a Akemi). A dica mais legal creio que foi do Rafael, dizendo "Irlanda" para uma carta com um jogo de dardo. O Gabriel era ruim demais, sendo sempre evidente, e eu, mesmo mal em dedar cartas, ia bem quando dava dicas.
Legal suas impressões Perretto!
Joguei este jogo duas vezes e bem, não o achei no nível do Dixit também. É claro que possui uma proposta diferente, mais pocket e ainda mais descompromissada que a do DiXit normal. Um dos objetivos do jogo é exatamente não concorrer com seu irmão maior no quesito ilustrações e, com isso, apresenta gráficos bem diferentes em uma linha mais abstrata e minimalista. Isto posto, aceito bem a aparência do jogo, assim como seu modo de dar dicas que é até mais difícil que o DiXit convencional, mas realmente não possui uma boa construção em alguns detalhes (já citados por ti), o que "quebra" um pouco o mesmo. Por fim, uma informação importante: o jogo foi desenvolvido para no máximo 6 jogadores! Na outra partida que joguei foi essa a quantidade de participantes e o jogo, como jogo, fluiu um pouco melhor que esta de domingo, em 8.

________________________________________________
avatar
Rafaelfo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1809
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 31
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.sommastudio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por Gustavo em Ter Ago 25, 2015 10:30 am

Foi bacana rever o Kingsburg após tantos anos... as expansões só fazem o jogo melhorar... recomendo que quem não conhece o jogo, que o faça, pois ele é bem interessante, diferente. Tem a questão da sorte, mas faz parte da diversão.

Depois encarei o Cthulhu Wars, e venci com o Cthulhu novamente... é um jogo perigoso se cada jogador só pensa em seu próprio planejamento, se só pensa em marcar seus próprios pontos. Agora preciso jogar mais com o King in Yellow e o Nyarlathotep, que me parecem os mais difíceis de se gerenciar.

________________________________________________
"From the last ills no being can save another; therein each man must be his own saviour." - Herman Melville

avatar
Gustavo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1660
Data de inscrição : 25/05/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por Reffip em Ter Ago 25, 2015 12:44 pm

Opa! 
Nesse domingo numa pausa da churrasqueira joguei apenas um TIcket to Ride Marklin, com a Vanessa e o João. Eles adoram a serie, e nunca tínhamos jogado este. Agradeço ao Jorge, que nos permitiu fazer a estreia da sua cópia, e nos explicou as peculiaridades desta versão.

Foi uma partida bem divertida. A mecânica dos passageiros é interessante e afeta muito a maneira em que construímos nossas rotas. A colocação inicial deles é crucial também, e errei um pouco nisso.
A Vanessa é craque em ticket to ride e geralmente vence as partidas em casa. Dessa vez achei que eu venceria, porem ela detonou na pontuação dos viajantes, conseguindo girar o mapa todo com dois deles. Venceu com uns 20 pontos de diferença.
Muito bom, fiquei feliz em conhecer mais um ttr, e espero acrescenta-lo a coleção em breve!

________________________________________________
plus ça change plus c'est la même chose...

-----------------------------------------
avatar
Reffip
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 654
Data de inscrição : 16/07/2014
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por libonati em Ter Ago 25, 2015 1:22 pm

Apesar de ter chego tarde, consegui aproveitar bem o dia de jogos.
Começamos com o Dixit, que é sempre uma grande experiência, mesmo eu tendo jogado com homens das cavernas, que não sabiam da traição de ximbinha e que hackers invadiram o ibama. Pelo menos hj Joelma disse que está bem solteira, um mês após a separação. Mas a floresta não parece ter se recuperado tão rápido.

Depois conheci o Jinx. poderia ter passado a vida sem conhecer, pois não fez diferença alguma, salvo poder partilhar a mesa na agradável companhia de meus amigos. Como jogo, as ressalvas apontadas pelo Perreto são bem válidas. Talvez a proposta do designer tenha sido boa, mas a execução não saiu bem como ele planejava. As pessoas, na nossa partida, foram tacando os dedos nas cartas, mesmo que isso pudesse beneficiar o diqueiro.

Diamonds, com todas as carta, foi oq joguei depois! A partida já foi relatada pelo Perreto. apenas gostaria de ressalvar que entrar todas as cartas no jogo é fundamental, pois melhora muito as opções estratégicas dos jogadores. Acho , Perreto, que vale diminuir o número de cartas no baralho pra jogar em menos gente, só para que todas entrem. Ou seja, ao invés de deixar o baralho até 15, que vá até 12 em 4 jogadores, por exemplo.

Por fim conheci o Kingsburg. O meu único arrependimento em tê-lo jogado é que deveria ter aproveitado mais, posto que dificilmente o verei novamente (como é o padrão dos jogos do Marcelo que gosto). No mais é um jogão, um euro bem bacana, com uma mecânica interessante de rolagem e alocação de dados. Fiquei em ultimo na pontuação na metade inicial do jogo e, então, comecei a arrancar qndo meu combinho foi tomando forma E pude focar na linha religiosa que garante bons pontos, além de assegurar a vitória em todas as batalhas, inclusive a última, que me garantiu a vitória sobre o Nardo, até então na frente.

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2975
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por Leohnardo em Ter Ago 25, 2015 2:26 pm

libonati escreveu:Pelo menos hj Joelma disse que está bem solteira, um mês após a separação. Mas a floresta não parece ter se recuperado tão rápido.

Very Happy


libonati escreveu:Por fim conheci o Kingsburg. O meu único arrependimento em tê-lo jogado é que deveria ter aproveitado mais, posto que dificilmente o verei novamente (como é o padrão dos jogos do Marcelo que gosto). No mais é um jogão, um euro bem bacana, com uma mecânica interessante de rolagem e alocação de dados. Fiquei em ultimo na pontuação na metade inicial do jogo e, então, comecei a arrancar qndo meu combinho foi tomando forma E pude focar na linha religiosa que garante bons pontos, além de assegurar a vitória em todas as batalhas, inclusive a última, que me garantiu a vitória sobre o Nardo, até então na frente.


Gostei bastante mesmo jogo, espero que o Marcelo leve outras vezes nem que seja pra eu apresentar pra outras pessoas xD
E pois é, infelizmente os dragões acabaram com a reputação do meu reino, construída arduamente pelo carpinteiro que trabalhou duro pra isso, enquanto a donzela do Bruno se aproveitou da sua influência sobre a corte real para realmente surrupiar a minha vitória no último instante. Triste, no mínimo.


Fora isso, a comida estava excelente, vlew a todos os envolvidos e parabéns novamente aos aniversariantes.

________________________________________________
avatar
Leohnardo
Ra
Ra

Mensagens : 125
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por tiagovip em Ter Ago 25, 2015 9:51 pm

Rafaelfo escreveu:
tiagovip escreveu:Dixit Jinx (Helo, Rafaelfo, Gabriel, Angel, Libonati, Ana Paula, Akemi e eu) - achei este uma versão chinfrim do Dixit normal. Neste, forma-se uma grade de 3 x 3 cartas, e o jogador da vez compra uma carta que o informa qual das 9 cartas da grade ele terá que dar uma dica sobre. O objetivo dele é dar uma dica que faça os outros errarem o máximo possível antes de alguém acertar. Se ninguém acertar, quem deu a dica perde 1 ponto. Se alguém acertar, quem deu a dica coleta como pontos todas as cartas que foram apontadas erroneamente como a correta. Os jogadores que tentam adivinhar a correta o fazem numa prova de velocidade - o primeiro a colocar o dedo na carta correta, é quem leva a dita. Se houver dúvida entre quem pôs primeiro o dedo, o vencedor é quem disser "Jinx" antes.

Não é um jogo terrível, só bem fraco. Vale mais dar dicas semi-aleatórias, com quase nada a ver com a carta, pois o objetivo de quem dá a pista é que o maior número de pessoas errem. Algumas vezes ninguém irá apontar a correta, é fato. Todavia as probabilidades, com uma mesa cheia, estão ao seu lado. Notem a diferença também na questão de acerto: no Dixit normal, quem acerta, ganha 3 pontos, e quem deu a dica, também 3. No Jinx, quem acerta, ganha 1 ponto, e quem deu a dica por ganhar 1, 2, 3 ou até 4. Acertar perde muito a importância. Eu mesmo, na partida, acertei 1, talvez 2 vezes. E empatei em 1o.

Ademais, as cartas são, em si, pobres em possibilidades em comparação às do Dixit normal.

Enfim, a partida foi bem disputada, com duas pessoas terminando com 11 pontos (a Helo e eu) e duas com 10 (o Rafael e a Akemi). A dica mais legal creio que foi do Rafael, dizendo "Irlanda" para uma carta com um jogo de dardo. O Gabriel era ruim demais, sendo sempre evidente, e eu, mesmo mal em dedar cartas, ia bem quando dava dicas.
Legal suas impressões Perretto!
Joguei este jogo duas vezes e bem, não o achei no nível do Dixit também. É claro que possui uma proposta diferente, mais pocket e ainda mais descompromissada que a do DiXit normal. Um dos objetivos do jogo é exatamente não concorrer com seu irmão maior no quesito ilustrações e, com isso, apresenta gráficos bem diferentes em uma linha mais abstrata e minimalista. Isto posto, aceito bem a aparência do jogo, assim como seu modo de dar dicas que é até mais difícil que o DiXit convencional, mas realmente não possui uma boa construção em alguns detalhes (já citados por ti), o que "quebra" um pouco o mesmo. Por fim, uma informação importante: o jogo foi desenvolvido para no máximo 6 jogadores! Na outra partida que joguei foi essa a quantidade de participantes e o jogo, como jogo, fluiu um pouco melhor que esta de domingo, em 8.

Eu entendo, mas não posso deixr de comparar com o Dixit simplesmente porque está no nome - quem produz e vende o jogo espera utilizar-se da marca Dixit para conseguir vender. Então quem gosta do Dixit pode ir com a ideia de que gostará do Jinx. Se o jogo só se chamasse Jinx, beleza, mas não é assim. Assim, que sofram com as comparações.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5989
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por tiagovip em Ter Ago 25, 2015 10:00 pm

libonati escreveu:Diamonds, com todas as carta, foi oq joguei depois! A partida já foi relatada pelo Perreto. apenas gostaria de ressalvar que entrar todas as cartas no jogo é fundamental, pois melhora muito as opções estratégicas dos jogadores. Acho , Perreto, que vale diminuir o número de cartas no baralho pra jogar em menos gente, só para que todas entrem. Ou seja, ao invés de deixar o baralho até 15, que vá até 12 em 4 jogadores, por exemplo.

Isso, Libo, pensei no mesmo após o jogo e creio que será assim que procederei mesmo. Talvez tenha alguma lógica ficar algo fora, mas sei lá, eu não vi motivo. Vou diminuir mesmo. Em 6 e 5, joga com tudo (mão de 10 e 12 cartas, respectivamente), com 4, sai o 15 (mão de 14 cartas, é meio alto, mas no Tichu é assim), e em 3, sai 15, 14 e o 13 (mão de 16 cartas... hum, talvez seja melhor evitar em 3 mesmo).


libonati escreveu:Por fim conheci o Kingsburg. O meu único arrependimento em tê-lo jogado é que deveria ter aproveitado mais, posto que dificilmente o verei novamente (como é o padrão dos jogos do Marcelo que gosto). No mais é um jogão, um euro bem bacana, com uma mecânica interessante de rolagem e alocação de dados. Fiquei em ultimo na pontuação na metade inicial do jogo e, então, comecei a arrancar qndo meu combinho foi tomando forma E pude focar na linha religiosa que garante bons pontos, além de assegurar a vitória em todas as batalhas, inclusive a última, que me garantiu a vitória sobre o Nardo, até então na frente.

É um jogo bem bom mesmo. E vejam, ganhou a Minor League duas vezes!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5989
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por Marcelo em Ter Ago 25, 2015 10:58 pm

Eu participei de algumas partidas, senda a primeira de Cthulhu Wars. Nessa peguei (novamente) o Yellow Sign, representado por Hastur e o Rei em Amarelo. Ainda não consegui pegar as "manhas" dessa facção, que certamente é a mais complexa das quatro. Esta facção tem um início lento, sem chamar muita atenção, mas pode se tornar um rolo compressor após algumas rodadas. Tenho que tentar utilizar mais o Hastur, que acredito ser o Grande Antigo mais letal, tendo em vista que ele escolhe suas vítimas, e não o defensor. Nesta partida o Gustavo atropelou a todos jogando com o Cthulhu, principalmente após usar o Dreams quando ninguém tinha mais pontos para se defender. Com isso ele fechou uma rodada com 6 portais e na Doom Phase fez um ritual dobrando esta pontuação, totalizando 12 pontos em uma única rodada. Eu consegui acumular alguns Elder Signs, mas mesmo assim fiquei longe de uma boa pontuação. O Hélio e o Jorge também fizeram uma boa apresentação, mas sofreram mais do que eu com os ataques do Cthulhu. O que mais me chama atenção sobre este jogo é como as partidas são completamente diferentes, principalmente quando mudam o grupo de jogadores. Já tenho umas 15 partidas do CW e sempre vejo estratégias diferentes sendo empregadas.
     Minha segunda partida foi de Kingsburg. Esta partida já foi bem relatada pelo Perretto, e mesmo sendo minha primeira vez no jogo, resolvi incluir a expansão e todos seus módulos. Curti bastante a partida, pois se trata de um jogo dinâmico e fácil de aprender. Dei um pouco de azar (ou marquei bobeira mesmo) e acabei sobrando muitas vezes com um dado na mão, fato que me prejudicou por algumas rodadas. Meu maior erro foi na escolha das construções, pois foquei em construções baratas e não evoluí para construções que ofereciam melhores pontos e benefícios.
     Na minha terceira partida o escolhido foi novamente o Kingsburg, desta vez em quatro pessoas. Acho que com este número o jogo ficou muito melhor, pois sobram mais locais para usar os conselheiros do rei. Fiz uma partida mais equilibrada desta vez, focando em construções militares e algumas que forneciam pontos valiosos. O problema é que não consegui montar nenhum combo de recursos como o Libonati e o Leo, isto me atrasou na obtenção de recursos e compra de construções. O Samuca fez uma partida semelhante à minha anterior, investiu muito em construções baratas e pouco comprou das mais caras. Isso lhe rendeu alguns pontos durante a partida, mas poucos benefícios ao longo do jogo. Acho que a estratégia de se especializar em algumas linhas talvez seja mais eficaz do que investir em quantidade.
     Pra fechar a noite entrei em uma partida de Diamonds e gostei do que vi. Jogamos apenas 3 rodadas, com todas as cartas em jogo. Tive uma primeira e segunda rodadas mornas, apenas na terceira saí com uma mão forte, mas o Perretto fez questão de ser canalha e me roubou 3 vezes seguidas, facilitando ainda mais a vida do Libonati que vinha em primeiro.
     Enfim, foi uma excelente tarde de jogos, obrigado novamente a todos que estiveram presentes!!!
     Abraço.
avatar
Marcelo
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 629
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 39
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por tiagovip em Qua Ago 26, 2015 12:40 am

Marcelo escreveu:Tive uma primeira e segunda rodadas mornas, apenas na terceira saí com uma mão forte, mas o Perretto fez questão de ser canalha e me roubou 3 vezes seguidas, facilitando ainda mais a vida do Libonati que vinha em primeiro.

Ainda estou cobrando a dívida do seu Massacre de São Valentino no Family Business!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5989
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Domingo - 23/agosto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum