Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por tiagovip em Seg Ago 10, 2015 2:38 pm

É possível que os Mirandas nunca tenham usado um carta de Negotiate em todas suas partidas de CE, e isso contando ambos os Mirandas.

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5912
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por Helio em Seg Ago 10, 2015 3:42 pm

@Reffip escreveu:Dalanhol tinha um perfil diferenciado na partida. Ele não queria apenas dinheiro, ele queria vender qualidade e quantidade. Teve oportunidade que ele ficou 3 rodadas para encher seu barco com tudo o que queria, para vender na rodada seguinte. Acho que foi aí que ele desandou a maionese. Talvez se tivesse vendido um pouco antes, teria girado mais a máquina.

Foi a primeira vez que jogo Container com essa estratégia, perdi, mas para mim ficou bem claro que é possível ganhar.
Levando em consideração o tanto de containers que eu tinha, a pontuação final de 176, não foi vexatória.

________________________________________________
No turning back.

avatar
Helio
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 386
Data de inscrição : 14/07/2014
Idade : 37
Localização : Araucária/PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por Pedro em Seg Ago 10, 2015 3:53 pm

@Helio escreveu:
@Reffip escreveu:Dalanhol tinha um perfil diferenciado na partida. Ele não queria apenas dinheiro, ele queria vender qualidade e quantidade. Teve oportunidade que ele ficou 3 rodadas para encher seu barco com tudo o que queria, para vender na rodada seguinte. Acho que foi aí que ele desandou a maionese. Talvez se tivesse vendido um pouco antes, teria girado mais a máquina.

Foi a primeira vez que jogo Container com essa estratégia, perdi, mas para mim ficou bem claro que é possível ganhar.
Levando em consideração o tanto de containers que eu tinha, a pontuação final de 176, não foi vexatória.

É possível sim, achei que você mandou bem. Tivesse sido mais rápido em levar alguns barcos e teria garantido uma pontuação ainda melhor. É preciso considerar também que 2 situações que ocorreram no jogo beneficiaram o Libo. O carregamento de ouro e um bid errado de 36 dinheiros... achei que ele ia ganhar a partida com isso...

________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1955
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por Helio em Seg Ago 10, 2015 5:02 pm

@Pedro escreveu:
@Helio escreveu:
@Reffip escreveu:Dalanhol tinha um perfil diferenciado na partida. Ele não queria apenas dinheiro, ele queria vender qualidade e quantidade. Teve oportunidade que ele ficou 3 rodadas para encher seu barco com tudo o que queria, para vender na rodada seguinte. Acho que foi aí que ele desandou a maionese. Talvez se tivesse vendido um pouco antes, teria girado mais a máquina.

Foi a primeira vez que jogo Container com essa estratégia, perdi, mas para mim ficou bem claro que é possível ganhar.
Levando em consideração o tanto de containers que eu tinha, a pontuação final de 176, não foi vexatória.

É possível sim, achei que você mandou bem. Tivesse sido mais rápido em levar alguns barcos e teria garantido uma pontuação ainda melhor. É preciso considerar também que 2 situações que ocorreram no jogo beneficiaram o Libo. O carregamento de ouro e um bid errado de 36 dinheiros... achei que ele ia ganhar a partida com isso...
Aquele carregamento ia ser meu, não fosse pelo bid errado do Henrique...

________________________________________________
No turning back.

avatar
Helio
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 386
Data de inscrição : 14/07/2014
Idade : 37
Localização : Araucária/PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por Anarkion em Seg Ago 10, 2015 9:44 pm

Espero que a Lúdica tenha sido um sucesso! Não pude comparecer devido ao estado de saúde de meu avô.

________________________________________________
avatar
Anarkion
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 292
Data de inscrição : 31/08/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por lauripaulo em Ter Ago 11, 2015 10:19 am

@Rafaelfo escreveu:
Warrior escreveu:
@Trentini escreveu:Cara, eu joguei 2x um jogo de duração maior de 1 hora, mas nada se compara ao seu achievement de 7 partidas de um só jogo, parabéns Very Happy

Certa vez joguei SEIS partidas de Pandemic com seis cartas de epidemias.
Vencemos a última.

O Elfo me superou!
O Elfo, o Leoh e o Arthur.
O Lauri empatou contigo com 6 partidas.
E o Binder, prevendo a desgraça toda, vazou rapidamente.

Lutamos muito mas os aliens nos surraram praticamente todas as vezes.
O jogo era uma futura compra mas agora, bem, acho que vou jogar a caixa dos amiguinhos.
Smile

Joguei seis partidas e fiquei com a sensação de que fizemos algo errado. Ou no nosso planejamento e execução, tentando resolver um pouco de tudo, ou até mesmo nas regras. É muito frustrante juntar um pool de dados que foi custoso conseguir e falhar miseravelmente logo na primeira rolagem e perder todas as suas naves.

Jogaria novamente pela questão moral de ganhar uma partida na dificuldade normal.

A ideia do aplicativo controlar a timed phase é legal e bem executada. Realmente coloca pressão nas decisões e passa uma sensação de urgência. A fase de resolução, onde se rola os dados, é que trás a frustração das malditas rolagens.

Minha nota é 6. Pelo menos até conseguir ganhar uma partida.

No mais foi uma ótima Lúdica e foi muito bom ver todos vocês.

Abraços.

________________________________________________
avatar
lauripaulo
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 253
Data de inscrição : 31/07/2013
Idade : 39
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por tiagovip em Ter Ago 11, 2015 11:42 am

Olá, pessoas!

O evento de sábado não foi dos mais cheios, mas consegui jogar bastante e foi tudo bem legal!

Mascarade x2 (Lucas, Anderson, Binder, Henrique, Patrícia, Felipe, Bruno e eu) - foram duas partidas, com quase todos na mesa aprendendo, mas o pessoal pegou a ideia bem rápido. Após a primeira rodada da primeira partida, em que houve poucas trocas e como todos tinham visto suas cartas, foi uma sequência de anúncios, as trocas começaram à toda e aí sim o jogo animou-se. É válido dizer que jogamos com a minha mudança - se sua carta foi revelada e o jogo retornou para você ainda com a mesma carta, deve-se usar a ação de troca. Em ambas as partidas o vencedor foi quem anunciou o Juiz, mas na segunda partida, poderia ter sido qualquer outro, pois dos 8 jogadores, 3 estavam com 12 dinheiros e eu tinha 11. Os camponeses estavam fortes nessa segunda partida. O jogo chegou em mim, e entre o que havia sido chamado e revelado, a chance era boa de eu estar com o Juiz, então o anunciei, fui desafiado e perdi, pois estava com o Rei. Na primeira, vitória do Henrique, com 15 dinheiro, e na segunda do Lucas, com 14.

Galaxy Trucker (Fabiano, Osmar, Henrique e eu) - montei boas naves, que precisavam de pouca energia para viajar e tinham algum espaço para carga. Não eram necessariamente naves bonitas, e nas duas primeiras viagens ambas tinham mais conexões abertas do que seria recomendado. Mesmo assim os escudos seguram a bronca quando preciso e a sorte ajudou também. Perdi algumas peças, mas nada que causasse um desmonte grande na nave. O notável foi a primeira nave do Fabiano, com 1 motor só, que de piada virou história de superação - lentamente foi ultrapassando a do Osmar e do Henrique, quando a energia desses acabou para sustentar seus motores melhores! Virou a história da lebre e da tartaruga no espaço. Na última viagem, o pessoal estava, claro, mais cuidadoso, porém, ainda correram na montagem - fui o último a terminar, ficando quase meia ampulheta sozinho trabalhando, e valeu a pena, pois os ligeiros foram trombando com ameças que não conseguiam lidar, e que minha horda de canhões arrebentava quando chegavam em mim. Competição só veio com o Fabiano, que com sua nave-colônia entupida de gente aproveitou bem as ocasiões que surgiam. Ainda assim, com três viagens completas, venci com 77 dinheiros, contra 41 do Fabiano.

Minha primeira nave:



Minha última nave:




Egizia (Gabriel, Angel, Luiz e eu) - a Angel estava meio perdido na primeira rodada, sem saber bem o que valia a pena fazer ou pegar, mas logo engrenou. Eu peguei um bom fornecimento de pedras e destaquei-me nisso, contudo a fome me ameaçava sempre e, felizmente, deixaram-me a carta que permitia alimentar as pessoas com sopa de pedra, o que permitiu o crescimento da minha força de trabalho até que alguns campos de produção melhores fossem adquiridos. O mercado de pedra foi o mais quisto pelo pessoal e por mim, já que valia também alimentação. Como meus objetivos não envolviam construções específicas, foquei mais nas tumbas, pelos bônus, e na Esfinge. Creio que fiz tudo certinho, exceto minhas escolhas na Esfinge - peguei uns objetivos questionáveis em detrimento de outros que, mesmo que rendessem menos, ainda iriam render. Então, apesar de ter construído uma boa vantagem durante a partida em si, na revelação final dos objetivos, que eu tinha 5, acabei por falhar em 2 deles, e quase em 3, pois num dos que exigia eu ter mais de algo (acho que era de Pedra) eu terminei empatado entre os que mais tinham. Até fui checar depois se empatar vale para ganhar os pontos, e foi-me dito que sim, e o manual, ainda que não deixe 100% claro, indica nessa direção. Assim sendo, ganhei com 82 pontos, contra 76 do Gabriel, que reclamou da segunda rodada em diante, todavia, no final pontuou forte e cumpriu uns objetivos de grande valor. A Angel, mesmo começando mal, terminou perto, com 68.





Cosmic Encounter (Osmar, Henrique, Anderson e eu) - fomos com as seguintes raças: Pacifist (Anderson), que se jogar um Negotiate e o outro um ataque, o Pacifista vence; The Claw (Osmar), que escolhe uma carta da mão e, se esta for usada por alguém, a Guarra pega um planeta daquela pessoa! (todas as naves do jogador e colônias no planeta são perdidas); Sorcerer (Henrique), que pode trocar as cartas usadas no encontro (a que ele pôs vira a do outro, e que o outro colocou, vira a dele); e Visionary (eu), que, nos encontros nomeia uma carta e se a pessoa tiver, tem que usá-la

Foi uma excelente partida, com todos agindo como conquistadores. O Pacifista foi logo atacando os Feiticeiros, que ficaram perdidos pela inesperada violência. Mas estes se recuperaram quando, num encontro com a Garra, trocou as cartas e pegou, para si, um 40 que esmigalhou os invasores. Entre conquistas individuais e em aliança, cheguei a 4 colônias enquanto os demais não tinham mais do que 2. Isso tornou-me um alvo, porém resisti bem e ainda afundei os Pacifistas, pois os obriguei a gastar seus Negotiates comigo e ele acabou tendo de ir para a luta contra os outros, sem poder se beneficiar de sua vantagem. Minha chance de vitória era boa, porém houve um problema quando a Garra afinal valeu-se de seu poder para tomar um planeta dos Pacifistas, onde eu tinha uma colônia, o que fez eu cair para 3.

Os encontros seguiram e a situação ficou que o Henrique, o Anderson e eu tínhamos 4 colônias, e o Osmar com 3. Era meu encontro, contra a Garra (Osmar), e mirei num planeta vazio de naves dele. O Anderson jogaria após eu, e se eu perdesse, a chance dele vencer era alta, então o chamei para aliar-se comigo. O Osmar chamou o Henrique. O Anderson negou ajuda, e o Henrique foi com 4 naves para a defesa do planeta do Osmar. Minha esperança era ter mais naves do que a defesa, pois tinha o Morph na mão, e era certo que ninguém (exceto eu, com um +3) tinha cartas para aumentar a força dos ataques, então vencer por 1 bastava. Só que no 4 a 4, com o Osmar com uma mão inteirinha nova de cartas, eu não achei que teria como vencer, com minha maior carta de ataque sendo um 4 (tinha um 4 e um 1 - o Morph era mesmo toda a minha esperança). Assim, aceitando meu destino, coloquei um Negotiate - ao menos pegaria 4 cartas de compensação do Osmar.

Aqui veio o twist da coisa. O Henrique e o Osmar, na surdina, combinaram uma malandragem: o Osmar colocaria a menor carta de ataque que ele tivesse (por sinal, um 00), pois o Henrique usaria um Flare para trocar as cartas! Isso ocorreu, o que eles não esperavam era o meu Negotiate! Assim, venci o encontro com um 00 trocado! Huauahhuhuahuahuahauhauhaa! Toma! Sensacional, um final incrível.

Ouro de Tolo (Jorge, Trentini, Vitor, Leonardo, André e eu) - o relato mais fácil do dia. O Jorge massacrou. No primeiro dia na mina, foi o Caxias e saiu com 28 de dinheiro. No segundo dia, mesmo sendo alvo de cartas variadas, ele resistia a tudo e ainda roubou um Ouro e uma Esmeralda do Vitor. O Trentini e eu tentamos atrapalhar a vida dele - eu passei ao Jorge uma Pirita e o Trentini fez ele pescar duas pedras do saco, mas aqui o jogo acabou, pois o Jorge pegou duas pedras preciosas, ficando com o Quartzo e, jogando em seguida, encerrou o dia na mina, com 26 dinheiros, para um total de 54 dinheiros (o jogo pode acabar quando alguém passa de 50). O André labutou só para ficar em segundo, com 24. Eu acumulei zero, tendo me danado no primeiro dia e forçado demais no segundo. Somando o 2o, o 3o e o 4o lugares, dá um total de 56 dinheiros.

A Study in Emerald (Gabriel, Angel, Luiz, Jorge e eu) - saí como Legalista e, logo de cara, entrei numa briga com a Angel pelo Matvei Golovinsky (que permite avançar a trilha da Guerra). Enquanto o Jorge dominava cidades e conseguia a ajuda do Watosn, e o Gabriel acumulava aliados, eu disputava com a Angel pelo Matvei, em Zurique. Houve um breve respiro num momento em que ela empatou comigo, então pude deixar a situação como estava e conseguir o Necronomicon e os Terrores da Noite, ficando são ambas as vezes. O Gabriel moveu-se para Viena e, com o Moriarty, assassinou um agente do Luiz, o William Morris. Devido à uma confusão, o Jorge tentou fazer um assassinato, mas não tinha bombas suficientes (e, claro, deixou claro de que lado estava). O Luiz, caótico como sempre, era impossível de ler e entender. A Angel, apesar da briga comigo, poderia estar do meu lado, então optei por desistir do Matvei e receber 9 cubos de volta! Isso provou ser o ponto de virada para mim, pois até aqui tinha zero ponto (ainda não tinha pego o Necronomicon). Com tanta influência disponível, passei a tomar cidades dos outros - Berlim, da Angel, e Viena, do Luiz. Além de pegar o controle de St. Petersburgo. Encerrei essa fase ao subir a trilha da Guerra para além de 2 pontos - faltou-me 1 ação para poder me revelar a vencer! Era preciso aguardar um rodada, onde o perigo para mim estava só na trilha - se ela fosse reduzida para baixo de 2, eu não poderia vencer em meu próximo turno. Só que o Gabriel, a quem eu fazia adquirir loucuras com meus Terrores da Noite, revelou-se meu aliado Legalista e subiu ainda mais a trilha da Guerra. Assim, bastou esperar o turno voltar para mim, revelar-me, passar de 22 pontos e vencer, pois o Luiz e a Angel, ambos Restauracionistas, estavam empatados com 3 pontos, em último. Antes disso a Angel tentou bloquear um assassinato do Jorge, mas avisamos ela que o Jorge era amigo dela, e desse modo o líder de Constantinopla foi morto. Fechei com 24 pontos, com o Lodi em segundo, com 11 (mesma pontuação do Jorge, eliminado).





7 Wonders (Gabriel, Jorge, Rafael Lodi, Luiz, Angel e eu) - jogamos com as expansões Leaders e Cities. Saí com o líder que permite fazer prédios cíveis pagando 1 recurso a menos, e me vali bem dele na primeira era. Montei um bom esquema para obtenção de recursos básicos. Na segunda era, o Lodi ao meu lado investia em tecnologia, enquanto o Jorge, do meu outro lado, era uma potência comercial. Comecei a investir em cartas pretas, devido ao Calígula, e graças a uma carta que me permitia construir os níveis da Maravilha sem pagar, fiz Éfeso ainda na segunda Era. Supus estar bem para a 3a Era, no entanto esta foi horrenda para mim. Por duas vezes não conseguia construir o que tinha recebido e isso incluía alguns prédios cíveis de alto valor. Acabei com um Era final patética. Na contagem final uma enorme surpresa: o Luiz, com Olímpia, que ia atravancando o jogo, junto com a Angel (a Angel ainda mais), calhou de se entupir de pontos e vencer a partida, com 65 pontos! O Jorge, com Gizé, veio logo atrás, com 62. Eu terminei em penúltimo, com 52.

Após o jogos, pizzas!











E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5912
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por Rafaelfo em Ter Ago 11, 2015 12:50 pm

Signori al tavolo!
Che bella cena!

________________________________________________
avatar
Rafaelfo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1808
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 31
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.sommastudio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resultados da 25a Curitiba Lúdica - 08/agosto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum