Sexta - 24/julho

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sexta - 24/julho

Mensagem por tiagovip em Sab Jul 25, 2015 8:39 pm

Olá, pessoas!

Esta sexta estava cheia de pessoas jogando na HM, a torcida é que permaneça assim. Ao chegar vi-me traído pelo Binder, que estava já na fase final para iniciar a partida do meu pedido - o One Night Werewolf - assim, parti para outro jogo.

Cockroach Poker (Heloise, Cícero, André, Vinícius e eu) - partida de estreia desse jogo super simples: em seu turno o jogador escolhe uma carta da mão e a passa a outra pessoa, dizendo o que é a carta ("é um morcego", por exemplo). Quem recebe, então, tem duas opções: aceitar a carta ou recusá-la. Se aceitar, a pessoa deve dizer se a carta é mesmo o que lhe foi dito que é (no caso, um morcego) ou não é o que foi dito. Caso a pessoa acerte (não era um morcego e ela disse que não era) a carta passada retorna para quem a passou e esta fica aberta na frente do jogador; caso a pessoa erre (concordou que era um morcego, mas era um rato), quem recebeu fica com a carta deixando-a revelada em frente de si. Se a pessoa recusar, ela olha para a carta (sem mostrar aos outros) e passa-a a outro jogador, que então procede da mesma maneira ao recebê-la (aceitar ou recusá-la).

Vai-se assim até que ou alguém aceite a carta ou a carta chegue até o último jogador da mesa que ainda não tenha visto a carta - esta pessoa deverá aceitar a proceder dizendo se a carta é o que lhe foi dito que é, ou não é. A pessoa que ficou com a carta (por ter aceitado e errado se era ou não, ou por esta ter retornado devido à quem recebeu acertar o que ela é ou não é) inicia a próxima rodada.

A partida encerra quando:
- alguém fica com 4 cartas do mesmo tipo em frente de si (há 8 tipos de bichos diferentes e 8 cartas de cada tipo);
- alguém fica sem cartas para iniciar a rodada.

Em quaisquer dos casos, a pessoa que atingiu alguma das condições é quem perdeu, e todos os demais vencem.

Cockroach Poker é um joguete fácil de aprender e jogar, divertido e baseado em um blefe leve, mas importante. Pegar um carta que lhe foi dito que é um Caranguejo, olhar e passar dizendo "não, é uma Barata" é mole, em tese, porém fazer, mantendo a mais sólida das caras-de-pau provou-se ser um tantinho mais difícil do que o esperado a princípio. Não difícil no sentido de complicado por alguma questão estratégica, e, sim, no sentido de manter-se sério e tentar um jogo mental com a pessoa que recebeu a carta. Quem jogou curtiu, então esperem vê-lo mais vezes nas sextas.

Na partida, para variar, cometi um erro (mesmo sendo fácil como é, pois é meu tipinho), pois quem iniciava a rodada era quem tinha aceitado a carta (errando ou não) o que, no caso da pessoa ter errado, era o correto a fazer, mas quando acertava, quem deveria iniciar a próxima rodada é quem havia passado a carta. Mas, felizmente, isso não atrapalhou na diversão dos envolvidos. Apesar de ter ido particularmente mal nas adivinhações e blefes - chegando a acumular 1 carta de cada tipo de bicho, e 2 de alguns - mantive-me na ponta dos dedos longe de derrota, que acabei jogando na face do André, que quando tinha 3 minhocas em frente dele, passou-me uma carta dizendo ser um rato, disse-lhe que não era, revelei a carta e era uma minhoca, que foi para ele, deixando-o com 4. Derrota para ele, e vitória de todos os demais.

K2 (André, Libonati, Leonardo e eu) - jogamos no lado do inverno, porque ninguém ali tinha medo de tempo ruim, afinal, moramos todos em Curitiba e região. Enquanto o Liba e o André investiam numa subida agressiva, usando só 1 alpinista, o Leonardo e eu optamos por escalar de maneira mais coordenada com nossos dois alpinistas. Após os 7 mil metros fui o mais cuidadoso, pois enquanto os três atacavam o cume do K2, eu montei uma barraca, na qual meus dois alpinistas se aconchegaram por um tempo. Quando vi tempo bom vindo, meu alpinista liso disparou montanha acima, e chegou ao cume, coisa que nenhum dos demais fizera (os três chegaram a um passo dali, mas a falta de ar e o clima os obrigou a descer). O jogo estava em minhas mãos, mesmo com a chegada dos segundos alpinistas do André e do Liba, pois calculei sem possível aguentar o tempo ruim que viria ali acima de 8 mil metros, bloqueando o espaço dos outros. Mas aí cometi dois erros grosseiros: primeiro, subi com o alpinista liso, ao invés do rugoso - fora o liso que fizera a tenda, então não tinha ela disponível para ser feita ali mais acima, coisa que o rugoso teria. Pois bem, sem a tenda acreditei que precisava descer para sobreviver, por ter calculado que, ali, perderia 4 de aclimatação, o que causaria a morte do liso. Assim, descei para 7 mil, onde ele perderia 3 e ficaria vivo com 1 de aclimatação. Só que eu podia simplesmente ter simplesmente deixado-o parado, pois o adicional de 2 de perda de aclimatação da rodada valia justamente só na faixa dos 7 mil metros, sem afetar de 8 mil para cima! Ou seja, ali em cima o liso perderia 2 e viveria de boa. Ao descer, perdi 3 e ainda o jogo, pois o segundo alpinista do André chegou ao mesmo ponto do outro (a 1 do cume) e, no agregado, venceu com 16 pontos, contra 15 do Liba e meus - ficasse eu parado com o liso, teria mantido os 15, mas o André atingiria, no máximo, os mesmos 15, com a vantagem sendo minha por ter chegado mais alto. Pois bem, ao menos o liso chegou ao cume, no inverno - feito único, memorável, glorioso, penas que as alucinações causadas pela falta de ar o levaram a confiar no incentivo do rugoso medroso e por ter comido neve amarela, passou mal e foi rolando montanha abaixo. O Leonardo, aprendendo o jogo, foi o único que teve 1 alpinista morto.

Entre esta e a próxima partida, como Patrocinador de Canetas do campeonato de Formula D, participei da volta de classificação da prova de Budapeste, Hungria. Como esperado, deixei todos comendo poeira e fiz o melhor tempo, ainda que tenha passado tão rápido pela linha de chegada que o Elfo, parindo quadrigêmeos, tentou alegar alguma ilegalidade na reta final, coisa, claro, de recalcado e vencedor de recontagem. Só deixei o melhor dos tempos encarando-o enquanto parti em direção ao sol.

Vikings (Mariana, Lauri e eu) - a primeira rodada foi tensa, com uma invasão de navios para atacar nossas ilhas (metade das peças disponíveis eram navios). A Mariana e eu conseguimos nos defender, mas o Lauri viu-se atingindo pesado. Mas o pior ainda estava por vir para ele, quando, na terceira rodada, ele precisava de um começo de ilha, porém só vieram meios e fins, o que o obrigou a descartar todas as peças que ele adquiriu naquele momento. A Mariana acumulava bastante dinheiro, contudo, não era agressiva nas compras, preferindo, como os pobres, adquirir as peças e vikeeples de menor custo. Eu fazia a melhor pontuação nas primeiras duas pontuações, principalmente devido aos navios repelidos, e na última, mesmo passado pela Mariana, com mais nobres, não perdi a dianteira, pois acabei tendo a maior ilha (empatado com a Mariana) e o maior número de ilhas completas (sete). O Lauri ganhou a maioria de Barqueiros, e a Mariana recebeu 8 pontos em dinheiro (!). Mesmo assim, a experiência valeu-me mais, e ganhei com 79 pontos;

Yggdrasil (Lauri, André, Mariana e eu) - sorteamos os deuses, e ficamos com: Magni (André), Tyr (Lauri), Freyja (Mariana) e Frigg (eu). O baralho era o usual - com 6 cartas especiais e 1 ragnarok. Começamos lentamente, mas nos preparando bem - a Freyja foi-se armando duplamente, enquanto o Frigg combatia os gigantes do fogo na região das neves, o que permitiu ao Tyr e ao Magni convocarem vikings para a luta. Então primeiro o Magni e depois o Tyr entraram em transe, o que fez todos os vikings e elfos serem de uso coletivo e os vikings funcionavam como elfos (gastos após a rolagem do dado de ataque). Isso permitiu ao Frigg e à Freyja combater com grande sucesso, enquanto os outros dois partiram para a briga contra os gigantes de gelo trazidos pelo Loki. Tivemos, no entanto, um momento bem ruim, quando o Tyr falhou incrivelmente três vezes em acalmar o Fenrir, e o Frigg teve que se envolver, tendo de acalmar o lobão de novo (em termos de jogo - o Lauri perdeu as três ações dele, daí o Frigg perdeu uma, para acalmar o lobo trazido na vez do Lauri, então revelei o avanço da ameaça do meu turno e era o Fenrir de novo, o que me consumiu mais uma ação - ou seja, em dois turnos, de um total de 6 ações, usamos 1). Recuperamo-nos ao completar a runa azul e fazer o próprio Fenrir retroceder três espaços. Todavia, eis que as ameaças, a todo turno, colocavam-nos em condição de derrota, mas íamos lidando. Aí o Loki, uma ameaça que usualmente deixo avançar, para permitir trazer gigantes e liberar a possibilidade de completar runas, mostrou sua face traiçoeira - e dois gigantes, que vieram juntos, puseram tudo a perder: um bloqueada todos os poderes dos deuses de Asgard e outro impedia o uso do dado de combate. Não havia maneira de enfrentar esses dois, pois os deuses asgardianos estavam sem grande força de vikings e elfos (até porque, a Freyja, com a Mariana, era incapaz de rolar algo que não fosse zero nos ataques), e ainda combater as ameaças. Assim, derrota para Asgard enquanto ainda faltavam 12 cartas no baralho, o que até foi uma boa apresentação;

The Lord of the Rings: The Card Game (André e eu) - jogamos o cenário A Caçada por Gollum, com os heróis Bilbo, Theodréd e Beravor (André), e Legolas, Éowyn e Boromir (eu). O conjunto de heróis é excelente para viajar e não tivemos dificuldades em valer essa força diante das localidades e corrida atrás do Gollum. Fofocas nos levaram a locais errados e causaram danos e perda de recursos, mas a Corneta de Gondor, com o Boromir, aliviou essa perda. Rastreadores foram trazidos pelo Beravor, enquanto as Águias vinham pelo chamado do Legolas, e, em conjunto, massacravam os perigos. Alguns caçadores de Mordor causaram problemas e, quando estávamos com 2 pistas da localização do Gollum, perdemos ambas devido a um evento traiçoeiro, tendo que retroceder bastante. No entanto, como viajar era fácil para os seis heróis, estes recuperaram o tempo perdido, encontravam novas pistas e acharam a esquiva criatura, encerrando a caçada em vitória para os heróis. Foram 8 rodadas e 148 pontos marcados;

Freedom: The Underground Railroad (Leonardo, André, Trentini e eu) - jogamos na dificuldade mediana-alta (lado difícil para o número de escravos libertados - 27 - e reduzido para perdas - 16). Os personagens foram a Mestre da Estação (André), o Condutor (Trentini), o Agente (Leonardo) e o Acionista (eu). O começo foi difícil - o dinheiro era curto, e não havia como fazer arrecadações boas a princípio. Depois, com os movimentos adicionais do Condutor e da Mestre da Estação, conseguimos fazer arrecadações fortes para a causa abolicionista no sul, o que permitiu-nos conquistar o apoio necessário. Porém, isso nos custou 1 rodada a mais do que devíamos, o que deixou os abolicionistas limitados em movimentos pela ferrovia subterrânea. Escravos começaram a ser perdidos e era uma sangria que conseguimos conter por completo somente uma vez. Na segunda fase a situação foi melhor para o avanço até o Canadá dos escravos, e o dinheiro não lá um grande problema aqui, mas efeitos contrários, pelos escravagistas, aumentaram nossos custos operacionais e, mesmo que não parecendo muito, o cobertor é curto demais para qualquer perda continua de finanças. Além disso, sofremos com os caçadores de escravos - eles estavam à toda, principalmente o roxo e o marrom, que ficou rastreando entre Washington e Boston, deixando a nossa situação temerosa, pois ambas as cidades estavam cheias de escravos. Na fase final, estava claro que o objetivo completo seria por demais difícil - ainda tentamos, ao menos, resgatar o número requerido de escravos (27) e nisso fomos bem-sucedidos, para nossa alegria. Porém, a perda de escravos passou longe do limite (o permitido era 16, mas perdemos 22) e também falhamos em conquistar todo o apoio necessário para a causa (restaram 2). Assim, amarga derrota.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5912
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Luiz em Dom Jul 26, 2015 2:56 pm

Nesta última sexta eu fui embora mais cedo que de costume: umas 2 e meia da manhã. Mas deu para conhecer o famoso Agrícola e ainda jogar 2 partidas de 7 Wonders.
 
Agrícola (Hélio, Vitor e eu)

Fazia tempo que eu tinha curiosidade de conhecer esse jogo tão falado. E ele merece mesmo a fama positiva. Já tinha ouvido muitos comentários sobre um problema do jogo ser a dificuldade de manter os trabalhadores alimentados, mas, nessa partida ao menos, não pareceu tão difícil assim (de fato, ninguém perdeu pontos por causa disso). 

Quem ganhou foi o Vitor, que usou cartas de Ocupation para produzir muitos recursos e colocou uma pá de trabalhadores pra ralar. O Hélio deve ter sido quem mais  conseguiu ocupar espaços em sua fazenda e até que diversificou bem a produção. Eu produzi muitas ovelhas (o que me valeram 4 pontos na contagem final) por conta de uma Ocupation que eu baixei logo no começo do jogo e que me permitia construir estábulos de graça quando fazia cercas. O problema é que, às vezes, me faltava madeira para fazer cerca e, noutras vezes, alguém já tinha usado o espaço de produção de cercas antes de eu pôr trabalhador lá. O fato é que o meu rebanho só ficou grande mesmo no final do jogo, inclusive por eu ter usado muitas ovelhas para alimentar os peões. Mas a origem do problema foi eu ter demorado muito a aumentar o número de trabalhadores na fazenda, me deixando com poucas ações. Ganhei em terceiro...

7 Seven Wonders com a expansão Leaders (Hélio, Marcos, Patrick, eu e... Question )

Os únicos que conheciam o jogo éramos eu, Hélio e Patrick, mas todos nós tínhamos pouca experiência. Usamos a expansão Leaders por sugestão minha. E esse foi um problema, pois tínhamos que tirar dúvidas sobre as regras com certa frequência e ainda cometemos um erro na aplicação das regras da expansão que comprometeu o desempenho dos jogadores. Vejamos:

Primeira partidao Patrick venceu com 53 e o Marcos ficou só 3 pontos atrás (um bom resultado para quem tinha acabado de aprender o jogo). Eu fiquei travado, pois sempre me faltavam dinheiro ou recursos para construir as estruturas. Pela primeira vez, nas 4 ou 5 vezes que joguei, só construí a primeira etapa da maravilha (eu estava com Éfeso A).

Segunda partida: eu ganhei com 59 pontos e o Patrick ficou em segundo, com 52. Dessa vez, foram o Marcos e o Hélio que ficaram travados, principalmente o Marcos, pois lhe faltavam dinheiro e recursos para as construções. Daí que, depois dessa partida, começamos a discutir se não tínhamos interpretado as regras erradamente.

Fomos embora com essa dúvida, mas, depois, pesquisei na internet e descobri qual foi nosso erro: nós começamos as 2 partidas com 3 dinheiros, conforme estabelece as regras do jogo base, mas acontece que, quando se usa a expansão Leaders, deve-se começar com 6 dinheiros, conforme se lê AQUI.

De fato, eu estava mesmo desconfiado de que o erro tinha sido esse, pois, como as cartas de líderes custam, na maior parte das vezes, 3 ou 4 dinheiros para ser compradas, o resultado é que começávamos sem nada na primeira Era e nem podíamos iniciar o jogo com líderes de custo 4 ou maior. De algum modo, consegui contornar esse problema na segunda partida (joguei com o Farol de Alexandria A), mas não há dúvida de que todo mundo começava o jogo na pindaíba, o que prejudicou as partidas.

Apesar disso, tive mais uma sexta bem divertida.

Abs

________________________________________________
Tirando a barriga da miséria!
avatar
Luiz
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 360
Data de inscrição : 11/10/2014
Idade : 50

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Binderman em Seg Jul 27, 2015 8:14 am

@tiagovip escreveu:Olá, pessoas!

Esta sexta estava cheia de pessoas jogando na HM, a torcida é que permaneça assim. Ao chegar vi-me traído pelo Binder, que estava já na fase final para iniciar a partida do meu pedido - o One Night Werewolf - assim, parti para outro jogo.

Sorry. Sad

________________________________________________
"You are already naked. There is no reason to not follow your heart." Steve Jobs

avatar
Binderman
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2557
Data de inscrição : 29/05/2013
Idade : 47
Localização : Universo observável

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por doizinho em Seg Jul 27, 2015 9:13 am

Olá, pessoal, joguei apenas o Formula D. Daqui a pouco tem mais sobre isso num post a parte.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3131
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Rafaelfo em Seg Jul 27, 2015 9:19 am

Joguei uma partida de Jaipur, onde o Binder sagrou-se vencedor com uma virada apertada (2x1 pra ele), depois duas partidas do maluquíssimo One Night, onde venci uma e o Binder venceu outra (ambos com o personagem Tanner). Depois, corrida no GP da Hungria de Formula D.

________________________________________________
avatar
Rafaelfo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1808
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 31
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.sommastudio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Pedro em Seg Jul 27, 2015 9:28 am

Acabei jogando somente Fórmula D em uma apresentação incrível! Cool

________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1955
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Trentini em Seg Jul 27, 2015 10:40 am

Joguei:

One Night Ultimate Werewolf x2 (Eu, Leonardo, Binder, Rafael, Libonati, Mariana, Marcos, Anderson, Lauri) - Foram duas partidas divertidas, a primeira ninguém sabia ao certo o que tinha que fazer, aí após a grande facilidade do Rafa em levar a partida com o Tanner, jogamos mais uma, dessa vez com muito barulho externo que me impedia de ouvir a história no iPad (sim eu sei que estou ficando surdo, mas o Perretto não é o que podemos considerar de pessoa silenciosa), com isso precisava ficar abaixado para poder ouvir o iPad do Binder, e quando foi minha vez de usar o role, esbarrei no Binder o que facilitou para ele descobrir o que eu era, num ato de nervosismo confundi a carta que tinha lido do Libonati e com isso foi uma segunda partida bem louca, no fim das contas beneficiou o Binder que usando a mesma tática de não falar nada e ficar calado do Rafa, acabou vencendo sozinho.

Race for the Galaxy (Eu, Anderson, Lauri, Mariana) - Foi uma partida de aprendizado para os 3 outros participantes, o Lauri, já com o conhecimento do Roll for the Galaxy, tentou aplicar alguns conceitos e tentou seguir carreira militar, mas demorou um pouco para formar um poder militar razoável para colonizar os planetas rebeldes e alienígenas valiosos. O meu poder militar se resumia a poucos pontos, suficiente para colonizar planetas Uplift, o mundo genético foi muito meu amigo e demorei para fazer a máquina de pontos de consumo, mas quando ficou pronta, era extremamente eficaz. O Anderson tentou um pouco de tudo, foi baixando planetas e desenvolvimentos que se combinavam entre si, outros que não combinavam muito, mas no fim, aos trancos e barrancos conseguiu um ótimo resultado. A Mariana foi a que permaneceu a maior parte do jogo perdida, conseguindo entender bem a dinâmica da partida só no final, eu teria proposto mais uma partida para fixar melhor, mas estava atrasado para o compromisso com as pistas do Formula D.

Final:

Eu - 48
Anderson - 29
Lauri - 23
Mariana - 15

Formula D (Eu, Marcos, André, Leonardo, Leo, Pedro, Fabiano, Rafael) - A partida foi muito legal e será feita uma cobertura a parte provavelmente pelo Fabiano.

Freedom: The Underground Railroad (Eu, Leonardo, Perretto, André) - Já relatado pelo Perretto, não tenho muito o que acrescentar, foi uma partida difícil e realmente nos demos mal por atrasarmos a passagem de fase mais do que deveríamos, a primeira fase para a segunda e a segunda para a terceira. Ficar sem movimento por uma rodada nesse jogo é realmente devastador.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3357
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Soar em Seg Jul 27, 2015 2:56 pm

Opa! Fui e estreei minha linda camisa negra da Lúdica!

Comecei matando a saudade do divertido Survive!
(jogamos Pedro Latro, Cícero, eu e um outro amigo do Cícero)
Meus meeples que tinham melhor pontuação foram devorados por hydras e tubarões brancos. Acho que fiquei em último ou penúltimo!
Foi tão divertido que decidi repetir:
Desta vez com o Pedro Latro e Felipe. ( e com eles joguei todos os demais jogos)
Não fui melhor que na primeira partida e terminei em último


Game of Thrones LCG
Pedro Latro - Targeryan / Felipe - Stark / Soar - Baratheons
Já fazia mais de um ano da minha última partida e joguei pra vencer!
Rei Robert moeu os Drogo, Danerys e os dragões!


Outra partida que eu curti foi a do Samurai.
Sempre gosto deste jogo, os dois colegas conheceram e gostaram.
Novamente ouvi críticas aos componentes da Ceilikan (que bosta!)


Por fim, joguei uma partida de Intriga em Westeros e nesta o Latro ganhou!

É sempre bom reencontrar os meus queridos "confrades"
Abrax

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1750
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por doizinho em Seg Jul 27, 2015 3:16 pm

Pessoal, a internet e o Tiago, conspiraram contra mim e perdi o resumo da corrida que estava pronto! Faltavam apenas as imagens. A decepção é tanta que não sei se escreverei tudo novamente. Ainda preciso me recuperar do choque pra depois decidir o que eu faço.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3131
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Rafaelfo em Seg Jul 27, 2015 4:29 pm

@doizinho escreveu:Pessoal, a internet e o Tiago, conspiraram contra mim e perdi o resumo da corrida que estava pronto! Faltavam apenas as imagens. A decepção é tanta que não sei se escreverei tudo novamente. Ainda preciso me recuperar do choque pra depois decidir o que eu faço.
o.O estou o dia inteiro apertando F5 aqui pra ver o relato.

________________________________________________
avatar
Rafaelfo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1808
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 31
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.sommastudio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por doizinho em Seg Jul 27, 2015 5:28 pm


________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3131
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Rafaelfo em Seg Jul 27, 2015 7:36 pm

Argh, fui acometido pelo mesmo problema, pqp............................. ainda bem que eram, sei lá, 5x menos caracteres.

________________________________________________
avatar
Rafaelfo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1808
Data de inscrição : 26/05/2013
Idade : 31
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.sommastudio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Helio em Ter Jul 28, 2015 1:06 pm

Foi muito bom ter voltado depois de mais de um mês afastado.

Já foi feito o relato dos jogos que participei, então só acrescentarei um comentário sobre a partida de Agricola.

O Vitor, estava um tanto preocupado demais em alimentar os membros da família, estava tenso pra caramba.
Já o Luiz tratava os familiares como vassalos.
Foi divertido esse jogo!

________________________________________________
No turning back.

avatar
Helio
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 386
Data de inscrição : 14/07/2014
Idade : 37
Localização : Araucária/PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Trentini em Ter Jul 28, 2015 3:10 pm

@Helio escreveu:Foi muito bom ter voltado depois de mais de um mês afastado.

Já foi feito o relato dos jogos que participei, então só acrescentarei um comentário sobre a partida de Agricola.

O Vitor, estava um tanto preocupado demais em alimentar os membros da família, estava tenso pra caramba.
Já o Luiz tratava os familiares como vassalos.
Foi divertido esse jogo!

HEHE, mas essa é a principal preocupação no Agricola, preocupação essa quase inexistente no Caverna.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3357
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Luiz em Qua Jul 29, 2015 2:29 pm

@Helio escreveu:Foi muito bom ter voltado depois de mais de um mês afastado.

Já foi feito o relato dos jogos que participei, então só acrescentarei um comentário sobre a partida de Agricola.

O Vitor, estava um tanto preocupado demais em alimentar os membros da família, estava tenso pra caramba.
Já o Luiz tratava os familiares como vassalos.
Foi divertido esse jogo!

É, eu também achei bem divertido. Por isso, fiquei a fim de experimentar o Caverna, que, segundo li, é uma evolução do Agrícola. A dificuldade de alimentar os escravos familiares foi reduzida neste último jogo, conforme disse o Trentini, porque havia jogadores que não gostavam muito disso no primeiro. Mas eu, conforme disse, não achei isso ruim no Agrícola, embora esteja me baseando em uma única partida. Na minha única partida de Tzolk'in, achei custoso arranjar milho para alimentar os escravos e, ao mesmo tempo, usá-lo como dinheiro para várias outras ações, mas também não vi isso como um defeito desse jogo. 

Enfim, tomara que dê para jogar mais vezes jogos como Agrícola, Bora Bora e Tzolk'in, além de experimentar o Caverna.

Abs

________________________________________________
Tirando a barriga da miséria!
avatar
Luiz
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 360
Data de inscrição : 11/10/2014
Idade : 50

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Pedro em Qua Jul 29, 2015 2:36 pm

@Luiz escreveu:
Enfim, tomara que dê para jogar mais vezes jogos como Agrícola, Bora Bora e Tzolk'in, além de experimentar o Caverna.

Abs

Grande Luiz, caminhando para o lado negro da força!!! Cool

Star Wars

________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1955
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por doizinho em Qua Jul 29, 2015 3:16 pm

@Pedro escreveu:
@Luiz escreveu:
Enfim, tomara que dê para jogar mais vezes jogos como Agrícola, Bora Bora e Tzolk'in, além de experimentar o Caverna.

Abs

Grande Luiz, caminhando para o lado negro da força!!! Cool

Star Wars
Grande Luiz, Arauto do Caos, pífio comandante de nave e o melhor wokkie de rpg que eu conheço.
Siga firme Luiz.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3131
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por libonati em Qua Jul 29, 2015 6:09 pm

Enfim fui nesta sexta e foi mato bom, como sempre S2.

Joguei o one night werewolf por duas vezes. O jogo me pareceu bem divertido, embora o debate não seja tão acalorado quanto em outros jogos do gênero "cidade dorme".

Então, cumprindo a promessa feita ao André, encaramos uma partida de K2, já relatada brilhantemente pelo Perreto.

Precisei sair mais cedo doq pretendia, mas mesmo assim, valeu!

Vale citar que antes, na manticore, apresentei carcassonne para o meu colega de trabalho, onde fui estuprado e perdi por 50 pra de diferença. Foi o primeiro board moderno que ele jogou.


________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2975
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Luiz em Qua Jul 29, 2015 7:27 pm

@doizinho escreveu:
@Pedro escreveu:
@Luiz escreveu:
Enfim, tomara que dê para jogar mais vezes jogos como Agrícola, Bora Bora e Tzolk'in, além de experimentar o Caverna.

Abs

Grande Luiz, caminhando para o lado negro da força!!! Cool

Star Wars
Grande Luiz, Arauto do Caos, pífio comandante de nave e o melhor wokkie de rpg que eu conheço.
Siga firme Luiz.

Se eu jogar Space Cadets de novo, gostaria de ser o Capitão outra vez. Mas não para tentar deixar a partida menos caótica, e sim porque as funções dos jogadores lembram muito o universo de Star Trek. Daí que eu achei divertido usar esse jogo para entrar num clima de PRG e reproduzir uma situação que acontecia na série original e que, de tão repetida, acabou virando clichê. A situação era assim: com a nave seriamente avariada por ataques inimigos ou sabotagem, começava o seguinte diálogo:

Capitão Kirk: Senhor Sulu, vamos para tal lugar, fator dobra 9.

Oficial de Engenharia Scott: Capitão, a nave não vai aguentar!!!

Capitão Kirk: Vai sim, Scotty!!!

É claro que a nave sempre aguentava, deixando várias perguntas no ar: será que a tripulação teve uma sorte fenomenal por nunca ter sido morta por um capitão temerário? Ou será que o Kirk era tão bom que tinha mais competência para avaliar os limites da nave do que o Oficial de Engenharia? Ou será que o Scott é que era incompetente? Ou ainda, será que o Scott era bundão e tinha um medo exagerado de a nave explodir?

Pena que a minha tripulação no Space Cadets era muito jovem para lembrar disso (o Fabiano é o Jogador Ancião, mas, comparado comigo...). 

Quanto a Star Wars, estou pronto para encarar uma nova aventura com o meu wookie. Só espero que os dados ajudem mais na próxima vez em que eu tentar decapitar alguém com o vibromachado.

________________________________________________
Tirando a barriga da miséria!
avatar
Luiz
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 360
Data de inscrição : 11/10/2014
Idade : 50

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 24/julho

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum