Sexta - 22/maio

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sexta - 22/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 25, 2015 10:08 am

Olá, pessoas!

Nesta sexta a Hot Milk nos recebeu para uma noite de jogos.

- The Speicherstadt (Gabriel, Trentini, Luiz, Fabiano e eu) - foi uma partida de início tranquilo que logo escalou para xingamentos diversos. O Luiz foi o caos incorporado, fazendo ações que ficávamos nos pergunto o sentido, mas só conseguíamos chegar até a motivação da pura maldade caótica - passei a entender o verdadeiro significado de chaotic evil. O Gabriel teve um início forte, completando cedo uma entrega de 11 pontos e enchendo seu depósito com mercadorias (para mais 4 pontos), e quando viu os incêndios atrapalhando, foi inteligente ao contratar uns bombeiros, e passou o problema para o Fabiano e o Luiz. O Trentini também vinha muito bem, mesmo parecendo estar normalmente perto da pindaíba. Meu começo foi razoável, mas da metade em diante equilibrei as contas e consegui manter-me com dinheiro no bolso. O Luiz e o Fabiano, sofrendo com os incêndios mais graves, e sem conseguir compensar com pontos positivos, estavam de fora da disputa. Na última rodada, tudo ainda estava indefinido entre o Trentini, o Gabriel e eu. Fiz um erro idiota ao colocar meu meeple numa carta de bombeiro 3 que efetivamente nada faria por mim além de forçar o Trentini a ir na carta de bombeiro 5 (algo que, creio, ele iria fazer de qualquer modo) - deveria ter mesmo ido na carta que valia 4 pontos, pois provavelmente conseguiria comprá-la, mesmo com pressão dos outros, mas foi o Gabriel que acabou levando-a. Como não fui na carta de pontos, pude só completar uma missão de 8 pontos. Foi insuficiente para vencer, e empatei com o Trentini, ambos com 18 pontos. A vitória ficou com o Gabriel, que manejou muito bem os momentos de pouco dinheiro e o caos do Luiz, e fechou com 20 pontos;

- Game of Thrones: Westeros Intrigue (Fabiano, Trentini, Gabriel e eu) - foi como estar no conselho de Porto Real - bate-boca, brigas, ofensas e ataques diretos. Comecei mandando nesta luta, mas perdi terreno com o avanço da Casa Trentini, muito auxiliado nisso pela traição da Casa Pedroso, que levou a destruição da Casa Stark na terceira rodada, por não terem sequer 1 membro da família na base da pirâmide - curiosamente, foi a Casa Pedroso que mais se ferrou nisso, pois provavelmente caiu em algum acordo mentiroso com a Casa Trentini. No final, iniciou-se a era dos Dois Reis, com a Casa Trentini e a Casa Perretto, ambas com o controle de Westeros, por terem 1 ponto no fim, contra 4 da Casa Fabiano e 5 da Casa Lodi;

- Freedom: The Underground Railroad x2 (Fabiano, Trentini e eu) - foram duas partidas. No jogo tenta-se libertar escravos do sul dos EUA, levando-os até o Canadá. Para isso usa-se condutores e ações para levantar fundos, de forma a sustentar o avanço da luta pela libertação dos escravos. Basicamente luta-se para tirar escravos das plantações do sul, levando-os ao norte dos EUA e daí para o Canadá, evitando, no caminho, os caçadores de escravos. Toda rodada entram mais escravos em jogo, vindo do mercado de escravos e, caso não haja espaço para eles nas plantações, começa-se a perder escravos e, se tal números de escravos perdidos alcançar o limiar definido pelo número de participantes, a partida encerra em derrota. Também perde-se o jogo ao final da 8ª rodada se o número de escravos libertados não foi alcançado. Para vencer, é preciso libertar um certo tanto de escravos, também definido pelo número de jogadores.

Não irei me estender nas duas partidas em si, pois errei algumas regras importantes, principalmente envolvendo a dificuldade do jogo. Tanto que fomos massacrados na primeira partida, sem nem chegar no último período do jogo. Na segunda partida, já mais espertos (mas cometendo os mesmos erros, menos um envolvendo os marcadores de condutores), avançamos bem melhor, e se tivemos algum azar nas cartas de Abolicionistas do primeiro período, isso foi mais do que compensado com a vinda de poucas cartas de Oposição. Conseguimos chegar no terceiro período, e até fomos relativamente bem, resgatando 13 escravos (dos 20 exigidos) e comprando 11 dos 12 marcadores de apoio, marcando um total de 13 pontos. Mesmo assim, perdemos, e com os erros as situações experimentadas seriam bem diferentes.

Primeira partida - derrota acachapante:




Segunda partida - derrota bem mais honrosa:







E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5883
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Trentini em Seg Maio 25, 2015 10:39 am

Boa sexta, conheci 3 jogos que achei bem legais, sábado jogamos o Freedom com as regras corrigidas e o jogo se mostrou ainda melhor do que foi na sexta.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3354
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por doizinho em Seg Maio 25, 2015 10:48 am

Farei comentários soltos, pois não tenho muito mais a acrescentar aos relatos do Tiago.

O Luiz é realmente um mensageiro do caos. Tenho certeza que ele foi enviado ao planeta com a missão de anarquizar as coisas, só pode.

O Wsteros: Intrigue me impressionou positivamente. Gostei do jogo. E eu poderia dizer que eu errei a jogada e me confundi na carta, o que faria sentido, mas vamos ficar com a versão dita na sexta feira que é bem mais divertida.

Eu confesso que é um pouco frustrante jogar DUAS partidas do freedom erradas, na verdade bem erradas, mas isso tá no pacote quando se joga com o Tiago. O cara conhece 5000 jogos, e é difícil memorizar as regras de todos eles.

Esse Freedom é um jogão hein, e os caras que criaram ele são bem ardilosos. Fizeram um coop com tema sério pra pegar aqueles que torcem o nariz pros coops com temas de fantasia. Academy Games, parabéns pela jogada de mestre.

As camisas ficaram lindas hein!

E pra finalizar, que cara fotogênico aquele ao lado do Alexandre. Quanta expressão!

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3115
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Bruno Ferreira em Seg Maio 25, 2015 11:16 am

Boa !!! bem bacana as camisas!! peguei a minha na manticore obrigado Fabiano !

________________________________________________
avatar
Bruno Ferreira
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 306
Data de inscrição : 24/02/2014
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Pedro em Seg Maio 25, 2015 11:39 am

@doizinho escreveu:

O Luiz é realmente um mensageiro do caos. Tenho certeza que ele foi enviado ao planeta com a missão de anarquizar as coisas, só pode.


Teremos mais um termo para nossa singela coleção de termos. Luizar: causar o Caos, causar, anarquizar causando um caos.


________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1955
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Gabriel em Seg Maio 25, 2015 1:13 pm

@doizinho escreveu:Quanta expressão!

Quantas linhas de expressão!

Gabriel
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 600
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Reffip em Seg Maio 25, 2015 2:01 pm

Opa!

Cheguei cedo e saí cedo nesta sexta! Segue breve relato do que joguei:

Quarriors (Eu, Lauri, Victor e Helio): Primeira partida do Lauri, minha segunda partida. Depois das explicações, Helio sugeriu jogar com regras avançadas, onde precisaríamos sacrificar a criatura quando pontuada. Isso deixou o jogo um pouco mais longo, e gerou uma série de dúvidas durante a partida que acabaram quebrando um pouco a dinâmica do jogo.
Ainda assim, seguimos rolando nossos dados, com uma dificuldade incrível de conseguir montar um bom set já que não conseguíamos nos livrar dos dados de quidity. 
Nas ultimas rodadas as pontuações começaram a aparecer, e o Lauri venceu a partida, em sua estreia.

É um jogo que eu não curti muito em minha primeira experiencia jogando em 2, e senti que fica um pouco melhor em mais jogadores. Porém, preciso jogar mais uma vez com as regras mais afinadas para dar uma opinião mais correta.

World of Warcraft - The Boardgame (Eu, Victor, Luiz e Helio). Ficamos quase 5 horas (com setup e explicação) neste jogo. Eu e o Victor fomos de Horda, enquanto Helio e Luiz de Aliança. O Boss escolhido foi o Dragão Nefarian.

Nós na horda, escolhemos personagens fortes e estávamos muito convencidos de que seria fácil sair dizimando tudo pelo caminho. Tanto que já no primeiro turno decidimos lutar separadamente, para cada um conseguir seu próprio loot e upar o personagem mais rápido. O Victor não teve sucesso, e eu consegui, já indo direto para o level 2. Eu que comecei o jogo me achando o fodão, tinha confirmado a minha força no meu primeiro ataque. O jogo seria um passeio. Só que não.

Daí para a frente eu preciso dizer que perdi TODAS as lutas que participei (sozinho ou acompanhado) nas próximas 3 horas de jogo. Uma incrível combinação de azar nos dados + escolhas ruins + exagero de autoconfiança me fez morrer umas 4 vezes durante a partida. O victor também apanhava, mas conseguiu vencer algumas e foi melhorando seu personagem.

As mocinhas  Os caras da aliança se aproveitaram do fato de que estávamos apanhando num canto do mapa, para irem resolver sozinhos duas guerras seguidas, sem esforço nenhum lá no outro canto, assim, ganhando bastante experiencia.

No meio tempo o Nefarian se aproximava de seu destino final.

E assim seguiu com a aliança vencendo batalhas, e a horda apanhando até a hora inevitável de enfrentar o Boss. Eles até tentaram, mas não fizeram nem cócegas no dragão. Nós não juntamos nem os dados!

Nos fim todos perdem, mas uns perdem mais do que os outros!

Curti bastante o jogo, e tenho bem claro que fomos muito mal não apenas pelo azar nos dados (que foi foda mesmo), mas por escolhas ruins. Chegou um momento em que estávamos tão para trás, que era ou ir para a batalha quase impossível, ou se recuperar e tentar no outro turno. E nós, sempre escolhíamos as batalhas quase impossíveis!

O sistema de batalha é bacana, dá para customizar bem.
O que não curti tanto é a falta de interação. Enquanto o outro time está jogando, a gente tá em outro mundo tentando pensar o que fazer, planejando. É realmente como se cada time tivesse em uma tela de computador jogando seu jogo, cada um em sua casa.

Mas no fim, uma ótima experiencia. Espero poder jogar novamente em breve.


Por fim, as 3:30 da manhã (ou mais) resolvemos encarar um

7 Wonders (Eu, Luiz, Lodi, Victor, Helio e um rapaz novo que não sei o nome).

Jogamos com a expansão Leaders. O único que não conhecia o jogo era o rapaz novo.
Eu peguei lideres que me dariam bastante pontos se eu focasse nas cartas de ciencia. Então, pensei em focar meu jogo neste caminho. Porém, no meu caminho havia uma pedra chamada Victor. Victor, meu vizinho da direita que estava com Alexandria, além de não produzir (quase) nada para me vender, barrou TODAS as cartas verdes que passavam por ele. E quando a mão ia para o outro lado, o Lodi pegou também algumas.

No meu lado esquerdo, havia um rico militar. Batia forte e estava sempre cheio de dinheiro. Precisei então me sustentar sozinho, e não foi fácil.

O Lodi pegou os lideres que davam pontos por sets de cartas de todas as cores, e focou nesse objetivo como ele mesmo disse "por um achievement pessoal" e foi divertido ver ele conseguir formar tudo aquilo, mas não tão bom na pontuação.

No fim, o esperado: Victor venceu ali na casa dos 70 pontos, eu fiquei com 56, o rapaz novo 57, Luiz 58 e o lodi um pouco para trás na casa dos 40.

7 Wonders é sempre ótimo!

E foi isso nessa noite! Até a próxima.

________________________________________________
plus ça change plus c'est la même chose...

-----------------------------------------
avatar
Reffip
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 652
Data de inscrição : 16/07/2014
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por doizinho em Seg Maio 25, 2015 2:21 pm

Eu curti o World of Warcraft, mas ele tem um problema, se um time vai bem demais não tem quase nada que o outro time possa fazer pra tentar equilibrar as coisas. E isso pode levar a um final anti climático.

Outro coisa que deve ser registrada é que a horda sempre leva cacete. Quando joguei foi assim, agora foi assim, e sempre deverá ser assim. Esse é o destino das coisas, a aliança detonando e a horda chorando.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3115
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Helio em Seg Maio 25, 2015 2:38 pm

@Reffip escreveu:Opa!

Cheguei cedo e saí cedo nesta sexta! Segue breve relato do que joguei:

Quarriors (Eu, Lauri, Victor e Helio): Primeira partida do Lauri, minha segunda partida. Depois das explicações, Helio sugeriu jogar com regras avançadas, onde precisaríamos sacrificar a criatura quando pontuada. Isso deixou o jogo um pouco mais longo, e gerou uma série de dúvidas durante a partida que acabaram quebrando um pouco a dinâmica do jogo.
Ainda assim, seguimos rolando nossos dados, com uma dificuldade incrível de conseguir montar um bom set já que não conseguíamos nos livrar dos dados de quidity. 
Nas ultimas rodadas as pontuações começaram a aparecer, e o Lauri venceu a partida, em sua estreia.

É um jogo que eu não curti muito em minha primeira experiencia jogando em 2, e senti que fica um pouco melhor em mais jogadores. Porém, preciso jogar mais uma vez com as regras mais afinadas para dar uma opinião mais correta.

World of Warcraft - The Boardgame (Eu, Victor, Luiz e Helio). Ficamos quase 5 horas (com setup e explicação) neste jogo. Eu e o Victor fomos de Horda, enquanto Helio e Luiz de Aliança. O Boss escolhido foi o Dragão Nefarian.

Nós na horda, escolhemos personagens fortes e estávamos muito convencidos de que seria fácil sair dizimando tudo pelo caminho. Tanto que já no primeiro turno decidimos lutar separadamente, para cada um conseguir seu próprio loot e upar o personagem mais rápido. O Victor não teve sucesso, e eu consegui, já indo direto para o level 2. Eu que comecei o jogo me achando o fodão, tinha confirmado a minha força no meu primeiro ataque. O jogo seria um passeio. Só que não.

Daí para a frente eu preciso dizer que perdi TODAS as lutas que participei (sozinho ou acompanhado) nas próximas 3 horas de jogo. Uma incrível combinação de azar nos dados + escolhas ruins + exagero de autoconfiança me fez morrer umas 4 vezes durante a partida. O victor também apanhava, mas conseguiu vencer algumas e foi melhorando seu personagem.

As mocinhas  Os caras da aliança se aproveitaram do fato de que estávamos apanhando num canto do mapa, para irem resolver sozinhos duas guerras seguidas, sem esforço nenhum lá no outro canto, assim, ganhando bastante experiencia.

No meio tempo o Nefarian se aproximava de seu destino final.

E assim seguiu com a aliança vencendo batalhas, e a horda apanhando até a hora inevitável de enfrentar o Boss. Eles até tentaram, mas não fizeram nem cócegas no dragão. Nós não juntamos nem os dados!

Nos fim todos perdem, mas uns perdem mais do que os outros!

Curti bastante o jogo, e tenho bem claro que fomos muito mal não apenas pelo azar nos dados (que foi foda mesmo), mas por escolhas ruins. Chegou um momento em que estávamos tão para trás, que era ou ir para a batalha quase impossível, ou se recuperar e tentar no outro turno. E nós, sempre escolhíamos as batalhas quase impossíveis!

O sistema de batalha é bacana, dá para customizar bem.
O que não curti tanto é a falta de interação. Enquanto o outro time está jogando, a gente tá em outro mundo tentando pensar o que fazer, planejando. É realmente como se cada time tivesse em uma tela de computador jogando seu jogo, cada um em sua casa.

Mas no fim, uma ótima experiencia. Espero poder jogar novamente em breve.


Por fim, as 3:30 da manhã (ou mais) resolvemos encarar um

7 Wonders (Eu, Luiz, Lodi, Victor, Helio e um rapaz novo que não sei o nome).

Jogamos com a expansão Leaders. O único que não conhecia o jogo era o rapaz novo.
Eu peguei lideres que me dariam bastante pontos se eu focasse nas cartas de ciencia. Então, pensei em focar meu jogo neste caminho. Porém, no meu caminho havia uma pedra chamada Victor. Victor, meu vizinho da direita que estava com Alexandria, além de não produzir (quase) nada para me vender, barrou TODAS as cartas verdes que passavam por ele. E quando a mão ia para o outro lado, o Lodi pegou também algumas.

No meu lado esquerdo, havia um rico militar. Batia forte e estava sempre cheio de dinheiro. Precisei então me sustentar sozinho, e não foi fácil.

O Lodi pegou os lideres que davam pontos por sets de cartas de todas as cores, e focou nesse objetivo como ele mesmo disse "por um achievement pessoal" e foi divertido ver ele conseguir formar tudo aquilo, mas não tão bom na pontuação.

No fim, o esperado: Victor venceu ali na casa dos 70 pontos, eu fiquei com 56, o rapaz novo 57, Luiz 58 e o lodi um pouco para trás na casa dos 40.

7 Wonders é sempre ótimo!

E foi isso nessa noite! Até a próxima.
Como não podia ser diferente, não deu para jogar o Caverna de novo, porém, acabei apresentando o World of Warcraft Board Game para algumas pessoas.
Estava elaborando um relato sobre esses jogos, mas não consegui terminar, e como o do Osmar está bem completo e vai ficar como oficial.

Porém, tenho que acrescentar isso:

Quarriors (Lauri, Victor, Osmar e eu):
 
Essa partida foi um tanto tumultuada, de cara vi que estava faltando dados (com isso será a 4ª vez que entro em contato com a Galápagos para esse jogo para reposição de peças) e também resolvemos incorporar uma regra opcional para equilibrar a partida. Ficou tudo muito confuso para mim. Vitória do Lauri.
 
Pessoal eu acabei perdendo as informações dessa partida, poderiam me informar com qual cor vocês jogaram?

________________________________________________
No turning back.

avatar
Helio
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 386
Data de inscrição : 14/07/2014
Idade : 37
Localização : Araucária/PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 25, 2015 2:42 pm

@doizinho escreveu:Eu curti o World of Warcraft, mas ele tem um problema, se um time vai bem demais não tem quase nada que o outro time possa fazer pra tentar equilibrar as coisas. E isso pode levar a um final anti climático.

Outro coisa que deve ser registrada é que a horda sempre leva cacete. Quando joguei foi assim, agora foi assim, e sempre deverá ser assim. Esse é o destino das coisas, a aliança detonando e a horda chorando.


A Horda também só apanhava da She-Ra. Então faz sentido.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5883
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Trentini em Seg Maio 25, 2015 3:25 pm

O que joguei:

Tash-Kalar (Eu e Luis) - Foi uma partida bem legal jogando no modo High Form, fui com a Escola do Norte e ele com a Escola do Sul, foi uma partida bem legal onde o Luis pegou bem a manha do jogo e chegou a 8 pontos sem muita dificuldade enquanto eu estava ainda com 3, achei que o jogo já estava ganho para ele, mas consegui dar uma virada na coisa e terminei com 12 pontos contra 9 dele.

The Speicherstadts - Partida já relatada pelo Perretto, meus comentários sobre o jogo: muito bom jogo e bacana a mecânica canalha de leilões dele, dos jogos que conheci do Feld certamente é o mais diferentão, fiz uma boa partida, mesmo sem ter pego um único comerciante para trocar minhas mercadorias por moedas para o leilão, entretanto meu jogo foi baseado principalmente nos bombeiros, onde peguei os pontos de 3 dos 4 incêndios sendo atrapalhado apenas pelo Perretto no terceiro incêndio. Mas melhor que eu e o Perretto foi o Gabriel que se escondeu com uma pontuação negativa no tabuleiro mas muitos pontos em seu player board.

Game of Thrones: Westeros Intrigue - Partida também relatada já pelo Perretto, e o lance mais legal do jogo foi realmente a jogada do Fabiano matando os Starks da pirâmide. Sobre o jogo, tema colado com cuspe, mas uma mecânica divertida e que não agride ninguém, jogo divertido de jogar pelo tempo que demora.

Freedom: The Underground Railroad - Jogamos com regras erradas que deixaram o jogo no modo nightmare. As duas partidas foram bem sofridas, mas o jogo já se mostrou bem interessante na sexta, melhor ainda no sábado com as regras corrigidas.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3354
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Soar em Seg Maio 25, 2015 10:11 pm

Na sexta recebi meu amigo Jayson de Camboriú e encaramos aprender o Eldritch Horror... lendo manual e assistindo o começo do vídeo  demorado e prolixo J. Explicador conseguimos iniciar uma partida e jogamos razoavelmente bem. Interrompemos, pois o jogo demorava muito e não fluia.
Desde já adoramos o jogo e jogaremos mais com certeza.

Abrax

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1742
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Helio em Ter Maio 26, 2015 2:18 am

@Reffip escreveu:7 Wonders (Eu, Luiz, Lodi, Victor, Helio e um rapaz novo que não sei o nome).

Tem algo errado nisso, eu não estava lá...

________________________________________________
No turning back.

avatar
Helio
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 386
Data de inscrição : 14/07/2014
Idade : 37
Localização : Araucária/PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Reffip em Ter Maio 26, 2015 2:26 am

@Helio escreveu:
@Reffip escreveu:7 Wonders (Eu, Luiz, Lodi, Victor, Helio e um rapaz novo que não sei o nome).

Tem algo errado nisso, eu não estava lá...

Pois é. Eu citei você na configuração da mesa mas não na pontuação. Acho que é porque você quase ficou pra jogar... Hehehe Smile

________________________________________________
plus ça change plus c'est la même chose...

-----------------------------------------
avatar
Reffip
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 652
Data de inscrição : 16/07/2014
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por libonati em Ter Maio 26, 2015 5:14 pm

@Reffip escreveu:
@Helio escreveu:
@Reffip escreveu:7 Wonders (Eu, Luiz, Lodi, Victor, Helio e um rapaz novo que não sei o nome).

Tem algo errado nisso, eu não estava lá...

Pois é. Eu citei você na configuração da mesa mas não na pontuação. Acho que é porque você quase ficou pra jogar... Hehehe Smile


________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2967
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Luiz em Qui Maio 28, 2015 6:16 pm

Faz tempo que não faço e nem comento relatos, por falta de tempo. E assim deve continuar até o final do semestre, no mínimo. Mas vejamos:

Speichucrute

Gostei do jogo, da mecânica e da fase de xingamentos que começa quando os jogadores se põem a encarecer os lances mínimos uns dos outros. Mas eu joguei sem me preocupar em ter um ou dois focos definidos para pontuar bem. Fazia só o seguinte: punha um meeple no item que eu queria comprar com vistas a fazer uma boa pontuação e os outros eu punha onde achava que iria atrapalhar mais outros jogadores; se o item que eu queria comprar encarecia muito, desistia dele e acabava comprando algo em que eu tinha feito lance só com a intenção inicial de atrapalhar. Nesse sentido, acho que o Perretto definiu bem: caotic evil mesmo!

Mas o interessante é que, como quase tudo o que a gente compra vale pontos no final (ou evita que se percam pontos, como acontece com os bombeiros), é possível chegar num resultado mais ou menos jogando ao sabor do vento e com foco em prejudicar os demais. Foi o caso do escritório de contabilidade: comprei a primeira carta desse tipo só porque ela ficou mais barata do que a outra que eu tinha pensado em comprar (e que eu já não lembro qual era); e a segunda carta de escritório eu comprei só para combar com a primeira, visto que a pontuação dada pelo total de cartas desse tipo aumenta mais do que proporcionalmente ao número de cartas. Então, de um jeito ou de outro, tudo pode render pontos ou abrir novas frentes para pontuar.

Mas não digo isso para minimizar o potencial estratégico que o jogo tem, não. Duvido que alguém vá vencer uma partida jogando do jeito que eu joguei, visto que não dá para prejudicar todos os adversários ao mesmo tempo. O lance que prejudica muito um pode não ter efeito sobre outro. Apenas destaco que, ao menos com base nessa experiência, é possível jogar no estilo caotic evil e obter a mesma pontuação de um ou outro jogador que planeja mais os lances que dá nos leilões. Daí porque eu terminei a partida com a mesma pontuação do Fabiano. 

Agora, se deixar jogadores ferrados com lances que só servem para atrapalhá-los rendesse pontos, aí, sim, eu teria vencido com folga Sorriso Malicioso 

Tash-Kalar

Achei bem legal esse jogo, pois aprecio jogos que demandam raciocínio espacial. O diferente nele é que só podemos mover, destruir ou fazer upgrade das peças no tabuleiro pelo uso de cartas, sendo que os efeitos das cartas só podem ser acionados se as peças estiverem posicionadas segundo determinados padrões. As regras são simples, mas acho que o jogo deve ficar ainda mais divertido depois de algumas partidas, quando o jogador já está bem familiarizado com as cartas e não precisa ficar lendo os textos que descrevem os efeitos e os objetivos a cumprir para pontuar. Mas, mesmo como primeira experiência, achei um jogo muito interessante. De resto, foi como o Trentini relatou: comecei cumprindo alguns objetivos num tempo razoavelmente curto, mas empaquei quando atingi 8 pontos, o que deu a ele tempo para virar a pontuação e acionar o trigger de final de jogo, vencendo com 12 contra 9.

World of Warcraft


O relato do Osmar ficou beleza, então não tenho nada a acrescentar. Só tive a impressão de que essa partida foi bem mais longa do que a outra que eu tinha jogado, mas não sei o motivo disso (afinal, nas duas foi preciso gastar um tempo inicial com a explicação das regras). Enfim, curti o jogo, mas comecei a achar um pouco cansativo na última uma hora ou por aí.

7 Wonders

Foi uma partida tão legal quanto a outra que eu já tinha jogado. O interessante é que ninguém ali estava preocupado em barrar as estratégias de vitória dos adversários. Daí que eu comecei pensando em investir nas cartas cinzas (já que eu tinha um líder que dava pontos por elas), mas, quando vi que ninguém interceptava as cartas de construção (azuis) que eu pegava, acabei colocando foco nisso. A grande vantagem é  que o jogador que baixa um carta azul Altar, por exemplo, pode baixar a carta Templo sem pagar o seu custo em recursos. Daí que a maior parte dos meus pontos veio do acúmulo de cartas azuis que eu baixava mesmo sem produzir quase nada. Quando precisava de alguma coisa para construir minha maravilha, comprava e pronto.

O problema é que o Vitor também ficou livre para pontuar com as cartas de ciência (verdes) e, em matéria de fazer combo com cartas de uma única cor, acho que as verdes são imbatíveis. O máximo que eu fiz para prejudicar essa estratégia foi usar uma carta verde para construir a minha maravilha, e só. Ele fez uma ótima pontuação e eu fiquei em segundo, mas bem atrás dele e praticamente empatado com outros jogadores.

E foi isso aí. Amanhã tem mais!

________________________________________________
Tirando a barriga da miséria!
avatar
Luiz
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 360
Data de inscrição : 11/10/2014
Idade : 50

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 22/maio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum