Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Trentini em Ter Fev 03, 2015 12:16 pm

Sempre fui muito fã de Race for the Galaxy e criei expectativas com relação aos anúncios, há alguns anos, da expansão Alien Artifacts e do jogo de dados baseado no Race for the Galaxy chamado Roll for the Galaxy. Ambos demoraram anos para se concretizarem e infelizmente nem tudo atendeu às minhas expectativas. O Alien Artifacts possui cartas bem interessantes, mas o módulo de orbe me decepcionou bastante, deixarei para o futuro uma resenha dessa expansão, como já prometido em minha análise sobre o primeiro arco de expansões. Mas e o Roll for the Galaxy, atendeu minhas expectativas?


Roll for the Galaxy é um jogo de Thomas Lehmann e Wei-Hua Huang baseado em Race for the Galaxy, de Thomas Lehmann, publicado pela Rio Grande Games em 2015 de 2 a 5 jogadores em que cada jogador representa uma raça com um império intergalático que precisa se desenvolver, colonizar novos planetas e vender e consumir produtos para a manutenção desse império, o jogador que conseguir o melhor desempenho com seu império (atingir mais pontos de vitória) vence.

Componentes e Arte

Roll for the Galaxy realmente surpreende em seus componentes, são 111 dados coloridos pequenos com faces personalizadas de ótima qualidade, 5 copos plásticos personalizados e de cores diferentes para rolagens dos dados, vários tiles de desenvolvimentos e planetas entre outros componentes de papelão, além de o escudo de papelão ser alto e conter informações condensadas para cada jogador de uma forma inteligente e funcional.

A arte ficou por conta de Martin Hoffmann, Claus Stephan e Mirko Suzuki, os mesmos artistas de Race for the Galaxy, as artes dos desenvolvimentos e planetas ficaram muito bem feitas e são iguais às usadas nas cartas de Race for the Galaxy, mas agora foram impressas em tiles de papelão prensado. O que mudou um pouco foram algumas iconografias que ficaram ainda melhores que as usadas no Race for the Galaxy (sou do time que gosta das iconografias do Race e concorda que funcionam muito bem, apesar de ter gente que acha o contrário).

Tema

Cada jogador interpreta uma raça com habilidades distintas que faz manutenção e expansão de seu império intergalático, em Race for the Galaxy essa concepção era muito abstrata e os jogadores pouco se sentiam realmente interpretando um império e expandindo-o e sim baixando cartas no tableau e formando combos. Em Roll for the Galaxy temos uma interpretação um pouco melhor do que está acontecendo, os dados representam trabalhadores que são enviados para diferentes tarefas dependendo das rolagens e com isso temos um conceito um pouco melhor de estarmos desenvolvendo um império com população e trabalhadores. Entretanto, assim como o Race for the Galaxy, o Roll for the Galaxy não possui uma representação espacial do território e com isso o jogo também é bem mais abstrato que outros do gênero.

Regras

Cada jogador recebe no início do jogo um copo com 3 dados brancos que representam trabalhadores, começa o jogo com um crédito e 2 dados brancos em uma área determinada por cidadania. Além disso, cada jogador aleatoriamente pega uma facção inicial que possui um planeta e um desenvolvimento ou dois planetas, adicionado a isso os jogadores também adicionam um planeta natal. Existem 9 facções e 9 planetas natais, dando uma combinação de 81 poderes diferentes só para começar. Por fim cada jogador começa com um planeta em fase de colonização e um desenvolvimento em construção.

Os planetas usualmente acrescentam dados ou a cidadania, ou como bens de produção no próprio planeta ou dados no copo como trabalhadores.

Todos os jogadores simultaneamente rolam os dados que estão em seus copos atrás de seus escudos e associam as faces conforme as 5 fases, depois cada jogador secretamente pode reassociar as faces usando poderes de desenvolvimentos que possuem ou o poder de ditar que é abdicar de um dado para forçar outro dado a ser um trabalhador de outra fase desejada. Por último cada jogador pega um dos dados e coloca em cima de uma fase a qual deseja ativar, a face desse dado não precisa corresponder ao símbolo da fase. Então todos revelam seus resultados e todas as fases em que pelo menos um jogador escolheu ativar vão ocorrer para todos os jogadores, todos os dados trabalhadores associados a outras fases que não irão ocorrer voltam diretamente para o copo de cada jogador.

Na fase de exploração, cada trabalhador associado a essa fase assume um dos dois papéis decidido pelo jogador que decide separadamente e em seqüência para cada trabalhador: Estoque ou Batedor. Cada estoque acrescenta 2 créditos ao banco do jogador, cada batedor explora um tile adicionado por mais um tile para cada projeto ou planeta em desenvolvimento que o jogador abandonar, simplesmente o jogador puxa os tiles aleatoriamente de um enorme saco preto. Cada tile possui dois lados e o jogador deve decidir qual dos lados irá usar, um dos lados é um desenvolvimento e o outro um planeta. Os desenvolvimentos geralmente garantem habilidades especiais para uso em uma determinada fase enquanto planetas garantem mais dados. Depois de escolhido o lado que o jogador quer usar, ele coloca o desenvolvimento em construção ou o planeta em colonização abaixo de outros desenvolvimentos ou planetas em construção na área determinada. Depois todos os trabalhadores usados vão para o espaço de cidadania.

Na fase de desenvolvimento, cada trabalhador associado a essa fase assume o papel de desenvolvedor e vai construir o desenvolvimento em construção atual, quando a quantidade de desenvolvedores for igual ao valor de custo do desenvolvimento ele é concretizado e baixado no tableau e a sua habilidade agora pode ser ativada, todos os desenvolvedores voltam ao espaço de cidadania. Se o desenvolvimento não for completado então os desenvolvedores permanecem em cima da construção. Se houverem mais trabalhadores do que o custo do desenvolvimento, os desenvolvedores restantes devem ser associados ao próximo desenvolvimento, se não houver mais desenvolvimento, os trabalhadores restantes retornam ao copo.

A fase de colonização ocorre de forma similar, todos os trabalhadores associados a essa fase assumem o papel de colonizadores e vão colonizar o planeta que está em colonização atualmente, quando a quantidade de colonizadores for igual ao custo do planeta, o planeta é colonizado e baixado no tableau, sua habilidade ativa imediatamente e todos os trabalhadores usados retornam para o espaço de cidadania. Caso contrário, os colonizadores permanecem em cima do planeta até ser colonizado em uma rodada futura. Se houverem mais trabalhadores disponíveis após um planeta ir para o tableau, o próximo planeta também pode ser colonizado, se não houverem mais planetas a serem colonizados, os trabalhadores restantes retornam ao copo.

Na fase de produção os trabalhadores associados a essa fase se transformam em produtos dentro de planetas de produção (todos os planetas que não possuem cor cinza). O jogador deve usar todos os trabalhadores nessa fase e transformá-los em produtos se puder, a cor dos dados não precisa necessariamente ser igual a cor do planeta, cada planeta comporta apenas um produto. Se a ação não puder ser feita todos os trabalhadores restantes retornam ao copo.

Finalmente, na fase de expedição, o trabalhador pode assumir uma das duas funções: comerciante ou consumidor. O comerciante pode trocar o bem de um planeta por créditos correspondente a cor do planeta, a cor do produto não precisa ser igual a cor do planeta, novidades valem 3 créditos, raridades valem 4 créditos, genes valem 5 créditos e alienígenas valem 6 créditos. O consumidor irá consumir o produto por pontos de vitória, ele recebe 1 ponto de vitória adicionado de um ponto se o produto for da mesma cor do planeta e mais um ponto se o consumidor também for da mesma cor. Para cada par de produto e transportador usados eles retornam todos para o espaço de cidadania, se sobrarem trabalhadores sem uso na fase, eles retornam ao copo.

Todos os jogadores realizam as fases simultaneamente, terminadas as fases de ação, é realizada a manutenção, que é simplesmente pagar um crédito por dado na área de cidadania que o jogador queira retornar ao copo para virarem trabalhadores e rolarem na próxima rodada, os jogadores são sempre obrigados a retornarem todos os dados se possível, mas se não houverem créditos o suficiente o jogador pode escolher quais dados e de quais cores deseja pegar da área de cidadania e retornar ao copo. No final da operação o jogador sempre possui um crédito garantindo que pelo menos um dado ele conseguirá resgatar do espaço de cidadania na rodada seguinte. Se o jogador desejar, ele pode dar recall em dados que se encontram atualmente trabalhando, pode retornar desenvolvedores, colonizadores ou produtores para colocá-los novamente no copo, sem custo adicional.





Nessa seqüência de imagens percebemos um trabalhador designado como explorador, outro como desenvolvedor, outros 3 como colonizadores e um como transportador, um dos trabalhadores que acabou rolando uma produção foi designado para ativar a fase de colonizador e digamos que outros jogadores ativaram a fase de Exploração e Expedição, então o dado designado para o desenvolvimento retorna ao copo, pois essa fase não ocorrerá e os outros trabalhadores realizam suas tarefas e vão para a cidadania quando completadas.

E assim todas as rodadas acontecem até que uma das duas situações ocorram: pelo menos um jogador completar 12 tiles em seu tableau, contando os 3 tiles iniciais ou não houverem mais tokens de pontos de vitória para serem pegos pelos consumidores na fase de expedição.

No final cada jogador conta seus pontos de vitória obtidos por consumo somado ao valor de cada planeta e desenvolvimento em seu tableau, desenvolvimentos 6+ ainda garantem pontos adicionais conforme variadas condições. Quem obtiver mais pontos de vitória vence o jogo.

Fluidez e tempo de duração

O jogo é efetivamente rápido e bem fluído, depois que todos os jogadores entendem a dinâmica do jogo, que demora em torno de 3 a 4 rodadas dependendo da experiência dos jogadores. Jogadores experientes em Race for the Galaxy terão um pouco mais de facilidade em entender a dinâmica, entretanto não é o mesmo jogo e ele tem diferenças significativas.

Talvez o jogo seja um tanto mais longo do que o Race for the Galaxy, mas com poucas partidas não deu para testar isso de forma efetiva. De todo modo, com as rodadas acontecendo de forma simultânea a partida é extremamente fluída e com potencial para durar até 45 minutos isso jogando em 5 pessoas.

Estratégia

O jogo, apesar de envolver rolagem de dados e parecer aleatório, possui uma dose enorme de estratégia, os dados rolados podem ser manipulados usando as habilidades de redesignar dos desenvolvimentos ou/e o ditar que é uma habilidade de redesignar que todos os jogadores possuem. Com isso, é prudente observar o jogo dos outros adversários para tentar aproveitar as fases que eles possivelmente irão escolher, tendo trabalhadores designados nessas fases.

Aumentar a quantidade de dados rolados é igualmente importante e trabalhar em entender quais as vantagens e desvantagens de escolher um dado de determinada cor é igualmente relevante, visto que a proporção das fases presentes nas faces de cada tipo de dado é diferente. Por exemplo, o dado vermelho, militar, possui mais faces de desenvolvimento e colonização, porém não possui nenhuma face de produção ou expedição. Se na rodada seguinte o desejo do jogador for colonizar, se ele precisar escolher os dados a serem retirados da cidadania para virarem trabalhadores no copo, seria interessante escolher dados militares.

A economia é algo bem importante também, se em Race for the Galaxy o fluxo de cartas era algo essencial, em Roll for the Galaxy o fluxo de dados trabalhando assume esse papel. Quanto mais dados são usados e retornados à cidadania e com o uso de créditos retornados ao copo, mais coisas estão efetivamente sendo feitas e provavelmente mais pontos de vitória sendo conseguidos. Portanto possuir desenvolvimentos que garantem créditos em outras fases além de exploração podem garantir que o jogador possa retornar os dados da cidadania para o copo com uma freqüência maior. Porém, de nada adianta possuir todos os dados no copo se o jogador não faz bom proveito na hora de designar os dados nas fases corretas. Se os dados são rolados e retornam para o copo depois de reveladas as fases, significa que eles não estão efetivamente sendo usados.

Saber a hora certa de construir um desenvolvimento e/ou um planeta caros é essencial, pois no início do jogo, existem muito poucos dados para efetivamente realizar tal tarefa e deixar dados presos trabalhando em desenvolvimentos ou planetas incompletos indicam que você terá menos dados para jogar na fase seguinte. Portanto o jogador não pode ter medo de abandonar um desenvolvimento ou um planeta na fase de exploração para que seu batedor compre tiles que possuem chances de ser mais efetivos naquele momento.

Por fim, é relevante falar que as estratégias presentes em Race for the Galaxy estão também presentes em Roll for the Galaxy de uma forma um pouco diferente, mas com a mesma eficiência. Por exemplo, a estratégia de produzir/consumir em quantidade e qualidade com produtos de novidades, ou colonizar planetas caros usando dados militares.

Rejogabilidade

A rejogabilidade de Roll for the Galaxy, assim como de seu primo, Race for the Galaxy, é enorme. A quantidade de variação no jogo é imensa e a quantidade de estratégias possíveis também. Como já mencionado anteriormente, só para iniciar a partida já temos 81 combinações diferentes de habilidades que cada jogador pode iniciar.

As rolagens de dados podem gerar jogos completamente diferentes e os tiles comprados também, portanto, acredite, se você jogou muito Race for the Galaxy, certamente fará o mesmo com Roll for the Galaxy.

Preço

Essa é talvez a grande desvantagem desse jogo com relação a seu antecessor, Roll for the Galaxy custa um tanto mais caro do que Race for the Galaxy, são cerca de 40 dólares mais frete, considerando que atualmente possuímos o Race for the Galaxy distribuído nacionalmente pela Galápagos a 85 reais, o fator monetário dificilmente convence alguém a optar por Roll for the Galaxy ao invés do Race.

O motivo do jogo ser mais caro certamente são os componentes, 111 dados, 5 copos plásticos e vários tiles impressos de qualidade custam efetivamente mais caros do que cartas.

Conclusão

A comparação com Race for the Galaxy é inevitável, principalmente para quem já jogou e é muito fã do jogo. A questão é se o jogo é suficientemente diferente a ponto de justificar sua necessidade de existência, e eu diria que sim, o jogo é suficientemente diferente e muito bem sucedido em sua proposta. Entretanto dizer qual dos dois é melhor é uma coisa bem subjetiva e de certa forma só o tempo irá dizer com mais precisão.

Roll for the Galaxy é um tanto mais simples de explicar e possui menos detalhes que o Race for the Galaxy, mas isso não torna o jogo de fato mais fácil, apenas um pouco mais condensado em informações. Para quem pensa que o Roll for the Galaxy, por ser uma versão de dados de Race for the Galaxy, é mais fácil pode se enganar com a complexidade do jogo, entretanto ainda assim me pareceu mais fácil aprender o Roll for the Galaxy do que o Race.

Gostei muito da forma que os jogadores exploram os tiles, podendo escolher entre o desenvolvimento ou o planeta e tendo que lidar com a pilha de desenvolvimento e planeta em separado, a solução funciona ainda melhor para mitigar a sorte do que o Race for the Galaxy em que constantemente precisamos lidar com situações nas quais não compramos nenhuma carta de planeta ou nenhuma de desenvolvimento.

O uso dos dados como trabalhadores substitui o uso das cartas como dinheiro, presente em Race for the Galaxy, e essa solução, embora óbvia, foi muito bem vinda para dar mais sentido temático ao jogo. Vemos a civilização efetivamente crescer e trabalhadores especializados. Nessa parte entretanto, prefiro o Race for the Galaxy onde as cartas são tudo no jogo, o dinheiro, o desenvolvedor, o colonizador, o produto e também os desenvolvimentos e planetas, tornando a dinâmica do jogo diferente.

O jogo vale a compra, mesmo que você já tenha o Race for the Galaxy em sua coleção, pois são jogos suficientemente diferentes e de qualidade similar.

Veredito final: aprovado!

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Trentini em Ter Fev 03, 2015 12:32 pm


________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por doizinho em Ter Fev 03, 2015 12:36 pm

Li tudo, muito boa a resenha!

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3203
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por libonati em Ter Fev 03, 2015 12:41 pm

@doizinho escreveu:Li tudo, muito boa a resenha!

Fabiano, dá um edit e coloca a plaquinha de "sarcasm alert" do lado huahauahauha

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2976
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por doizinho em Ter Fev 03, 2015 12:46 pm

Deu até cãibra no dedo de tanto girar a bolinha do mouse pra descer a página.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3203
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Gustavo em Ter Fev 03, 2015 1:12 pm

Incrível como o Trents escreve resenhas tão longas após somente uma partida!!!

Trents (e Perretto), e se a gente começasse semanalmente a publicar no eugostodejogar.com, pra ajudar o Caco? O site tem um público enorme, mas ninguém mais escreve nele...

________________________________________________
"From the last ills no being can save another; therein each man must be his own saviour." - Herman Melville



avatar
Gustavo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 25/05/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por libonati em Ter Fev 03, 2015 1:22 pm

@Trentini escreveu:Tema

Cada jogador interpreta uma raça com habilidades distintas que faz manutenção e expansão de seu império intergalático, em Race for the Galaxy essa concepção era muito abstrata e os jogadores pouco se sentiam realmente interpretando um império e expandindo-o e sim baixando cartas no tableau e formando combos. Em Roll for the Galaxy temos uma interpretação um pouco melhor do que está acontecendo, os dados representam trabalhadores que são enviados para diferentes tarefas dependendo das rolagens e com isso temos um conceito um pouco melhor de estarmos desenvolvendo um império com população e trabalhadores. Entretanto, assim como o Race for the Galaxy, o Roll for the Galaxy não possui uma representação espacial do território e com isso o jogo também é bem mais abstrato que outros do gênero.

Nunca tive problemas com o tema de Race for the Galaxy. Evidentemente ainda é um Euro e como tal não tem uma subsunção precisa e empolgante do tema às mecânicas e vice-versa. mas quanto às cartas, todas elas sempre fizeram sentido e as ilustrações são muito bem feitas, o que ajuda bastante na rasa imersão que o jogo proporciona!

Uma disposição espacial de tabuleiro nunca me fez falta tbm e não vejo que esse componente deixe o jogo mais ou menos abstratos! Cada caso é um caso e nada adianta ter um board num jogo como Historia, por exemplo, ou tash kalar... as coisas continuarão abstratas, embora o tabuleiro ajude na disposição espacial dos tiles e tudo mais!

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2976
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Trentini em Ter Fev 03, 2015 1:56 pm

@Gustavo escreveu:Incrível como o Trents escreve resenhas tão longas após somente uma partida!!!

Trents (e Perretto), e se a gente começasse semanalmente a publicar no eugostodejogar.com, pra ajudar o Caco? O site tem um público enorme, mas ninguém mais escreve nele...
Hehe, de fato mesmo foram 2 partidas. E quanto ao blog e gosto de jogar do caco já dei autorização pra ele pegar minhas resenhas, acho que ele chegou a usar algumas minhas como netrunner e planet steam


Última edição por Trentini em Ter Fev 03, 2015 2:05 pm, editado 1 vez(es)

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Trentini em Ter Fev 03, 2015 2:04 pm

@libonati escreveu:
@Trentini escreveu:Tema

Cada jogador interpreta uma raça com habilidades distintas que faz manutenção e expansão de seu império intergalático, em Race for the Galaxy essa concepção era muito abstrata e os jogadores pouco se sentiam realmente interpretando um império e expandindo-o e sim baixando cartas no tableau e formando combos. Em Roll for the Galaxy temos uma interpretação um pouco melhor do que está acontecendo, os dados representam trabalhadores que são enviados para diferentes tarefas dependendo das rolagens e com isso temos um conceito um pouco melhor de estarmos desenvolvendo um império com população e trabalhadores. Entretanto, assim como o Race for the Galaxy, o Roll for the Galaxy não possui uma representação espacial do território e com isso o jogo também é bem mais abstrato que outros do gênero.

Nunca tive problemas com o tema de Race for the Galaxy. Evidentemente ainda é um Euro e como tal não tem uma subsunção precisa e empolgante do tema às mecânicas e vice-versa. mas quanto às cartas, todas elas sempre fizeram sentido e as ilustrações são muito bem feitas, o que ajuda bastante na rasa imersão que o jogo proporciona!

Uma disposição espacial de tabuleiro nunca me fez falta tbm e não vejo que esse componente deixe o jogo mais ou menos abstratos! Cada caso é um caso e nada adianta ter um board num jogo como Historia, por exemplo, ou tash kalar... as coisas continuarão abstratas, embora o tabuleiro ajude na disposição espacial dos tiles e tudo mais!
Não discordo completamente de você, mas disposição espcial para mim ajuda bastante em imersão temática principalmente em jogos de civilização. E não quis dizer que as cartas do Race não sejam de fato temáticas e as ações proporcionadas por elas façam sentido, mas após algum tempo deixamos de prestar a atenção nesses detalhes para apenas pensar nos combos e na parte matemática da coisa, não vejo o Roll como sendo tão diferente nesse aspecto, mas o fato de sua população aumentar conforme aumenta o seu domínio e ver wue eles efetivamente são enviados para o trabalho é sim mais temático do que a visão de a carta ser tudo, seu dinheiro, sua população, seus produtos e seus planetas.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3426
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Gustavo em Ter Fev 03, 2015 2:30 pm

Seria bom falar com ele liberar pra Curitiba lúdica acesso direto ao site...

________________________________________________
"From the last ills no being can save another; therein each man must be his own saviour." - Herman Melville



avatar
Gustavo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 25/05/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por libonati em Ter Fev 03, 2015 2:33 pm

Pouco escrevo, mas esse pouco está liberado para ser publicado em qquer lugar, sejam relatos ou resenhas!

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2976
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Binderman em Ter Fev 03, 2015 2:37 pm

Meus textos também estão liberados.

________________________________________________
"Homo sapiens is an obsolete algorithm." Yuval Noah Harari

avatar
Binderman
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2675
Data de inscrição : 29/05/2013
Idade : 47
Localização : Universo observável

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por tiagovip em Ter Fev 03, 2015 2:47 pm

Para mim, idem. O que ele quiser usar, está liberado.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6034
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Pedro em Ter Fev 03, 2015 2:58 pm

Idem.

Se ele criar um usuário da Lúdica não vejo pq negar não. Acharemos bom inclusive.

________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1958
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Gustavo em Qua Fev 04, 2015 10:01 am

Deixa eu falar com ele...

________________________________________________
"From the last ills no being can save another; therein each man must be his own saviour." - Herman Melville



avatar
Gustavo
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 25/05/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Roll for the Galaxy - primeiras impressões e comparações

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum