Terça - 12/agosto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Terça - 12/agosto

Mensagem por tiagovip em Qua Ago 13, 2014 2:34 pm

Olá, pessoas!

Nesta terça o Trentini e o Gabriel vieram aqui em casa e o que jogamos foi:

Glory to Rome (Trentini e eu) - antes do Gabriel chegar, colocamos os romanos para trabalhar reconstruindo a cidade. Foi uma partida bem interessante - o Trentini conseguiu começar a construir antes, pois eu travei num Bar (hehe), por não conseguir nem com reza comprar material para construí-lo. Porém, acabei pegando, sim, várias cartas de pedra e mármore, mas várias mesmo, ao ponto de só ter isso na mão, então, com um coringa, chamei um Artífice e comecei a construir o Circo e, junto, uma construção que permitia eu ter minha mão de cartas aumentada em três - e, com o Trentini ajudando ao também chamar o Artífice, completei o Circo e uma outra que comecei depois, a Torre (pois o Trentini usou o Legionário para tirar uns mármores da minha mão) ambas relativamente cedo. Então, com a mão gigante de cartas, e podendo usar pedregulho em qualquer construção, continuei no Artífice, e, ao completar o Bar e o Circo, abaixei o Fórum. Agora eu precisava de todos os tipos de clientes, e aí veio o erro crítico do Trentini, ele deixou, por duas vezes, clientes que eu precisava disponíveis, e aí, ao usar o Bar, peguei mais um que necessitava - após ter todos, completei o Fórum e venci a partida;

Robinson Crusoe: Adventure on the Cursed Island (Gabriel, Trentini e eu) - jogamos o quarto cenário - Ilha Vulcânica (Volcano Island), com os quatro personagens: o Trentini foi com o Soldado, o Gabriel com o Carpinteiro, e eu com o Explorador e a Cozinheira. Começamos bem, explorando e construindo, e mesmo quase passando fome, fomos adiante. A primeira caverna conseguimos explorar sem problemas, já a segunda exigiu uma montanha de esforço, pois nosso acampamento estava longe (foi preciso mudar para um local com abrigo ou íamos sofrer demais no relento) e ainda havia cinzas vulcânicas atrapalhando, então além do Explorador ter de ir todo dedicado à tarefa, foi necessário ajuda do Carpinteiro, de um mapa e da escada de cordas, pois era isso ou falhar. Claro que tanta dedicação nos deixou desprovidos de madeira para fazer um bom telhado as chuvas começaram a encharcar a pouca que tínhamos e estragar a comida. Mas, após o Soldado fazer sua lança, ele saía para caçar, e mesmo que na primeira vez tenha voltado só com um pássaros magros, nas outras, trouxe coisa melhor: cabrito-montês, leopardo (que o feriu na captura) e até um gorila. Avançamos e encontramos as outras duas cavernas. Novamente na base da coletividade, exploramos uma delas, e esta veio cheia de coisas úteis: cobertores, roupas de frio, e, melhor de tudo, várias cordas, que usamos para reforçar nossa paliçada, e foi bem a tempo, pois um temporal feio e violento veio jogando tudo para todo lado, e sem a paliçada, que foi destroçada, certamente teríamos nos machucado. A lava estava em nossos calcanhares, então dividimos as tarefas: o Explorador e a Cozinheira foram explorar a última caverna, enquanto o Soldado foi caçar e o Carpinteiro foi construir o barco para escaparmos daquele local infernal. Todos foram bem-sucedidos em suas tarefas, e, melhor de tudo, ainda encontramos um baú de ouro! Conseguimos então escapar. Vitória dos náufragos na 7a rodada! Foi uma partida em que conseguimos coisas muito boas nas cavernas, e poucos perigos - encontramos até um chicote e um sabre - nosso nível de armas, após a lança, nunca ficou abaixo de 3. Conseguimos ainda coisas úteis bem quando precisávamos na hora da exploração, devido à ajuda da mochila (que foi uma das primeiras coisas que encontramos na ilha). Enfim, marcamos 59 pontos, o que achei bem bom;

Splendor x2 (Trentini, Gabriel e eu) - foram duas partidas. Na primeira, peguei um monte, mas um monte de cartas. Um pouco de cada cor. Estava de olho em dois nobres e umas cartas de pontuação alta, e o Trentini vinha num caminho parecido com o meu, o desgraçado. Então, se eu pegar mais um peça vermelha, uma azul e uma verde no meu próximo turno, eu vou... "Cheguei em 15 pontos", disse o Gabriel. Hã? Olhei para minhas cartas e eu tinha 2 pontos. O Trentini tinha o mesmo. Ele pegou uma carta de 1 ponto, e eu idem, mas clamei um dos visados nobres. Então, 15 para o Gabriel, 6 para mim e 3 para o Trentini. Surra. Na próxima, após umas valiosas dicas do Gabriel, a tensão foi maior. Eu tinha uma estratégia bem definida, apesar de que, clara, ela ia tendo de ser ajustada, mas bem pouco. Só que o Gabriel é um mago da coisa, e chegou rápido a 10 pontos e ia fazer uma carta de 5 pontos para encerrar tudo (ao menos eu já tinha 6 pontos, então pior não iria), mas flagrei qual ele queria, reservei para mim e impedi o final da coisa, pois não havia outra carta de valor 5 aberta. Nesse tempo extra, fiz uma carta de valor 4 e clamei um nobre, chegando a 13. Ia fechar no turno seguinte, mas o Gabriel, maroto, viu quais duas eu podia fazer que acabariam com a partida, e uma ele reservou e outra o Trentini - a safadeza imperava. Agora simplesmente não havia carta que eu pudesse fazer, pois tinha 1 moeda na mão. Então, peguei 3, sabendo que alguma coisa eu faria, mas o Gabriel chegou a 15 pontos, e achei que tinha azedado. O Trentini fez mais uns pontos, indo à 13. Na minha vez, achei que nada faria, mas talvez não tivesse percebido antes, ou foi a carta que veio após o Trentini fazer a última dele, porém havia uma de valor 3 que podia fazer com o que tinha em mãos. Assim, acabei na frente, com 16 pontos;

Witch of Salem (Gabriel, Trentini e eu) - foi uma partida foda bagarai. Começamos revelando rápido as sombras, e sentando o cascudo nas criaturas. O Trentini e o Gabriel revelavam os portais, enquanto eu me dedicava mais à caça das criaturas, ou preparação para elas: usamos bastante o trabalho de equipe de um coletar algo, para passar depois enquanto o quem recebia ia já usar o item para expulsar um monstro. Porém, claro, eventualmente o foco teve de retornar para adquirir selos e fechar portais. Com já alguns vistos, uma Bruxa Vermelha apareceu e colocou pânico em nós, afinal, tínhamos averiguados uns quatro portais e perder todo esse trabalho, seria a ruína. Só que simplesmente não havia como enfrentá-la - exigia ter dois marcadores de óculos, e nem sequer um tínhamos. Todavia, o destino interveio: peguei um item de trazia um evento, o qual enviou o Robert Craven até justamente a Casa da Bruxa, onde a Bruxa (tematicamente consciente) estava. Faltando o Trentini jogar, este pegou o punhal, foi até lá e despachou a maldita. Algo bom, mas sem tanta repercussão... se a outra Bruxa Vermelha não tivesse saído já na sequência! Uau, que fina tiramos.

Partimos para selar portais, e a situação parecia sobre controle - sabíamos quem teríamos de enfrentar (o Yog-Sothoth) e eu buscava os artigos necessários para bani-lo. Então veio a carta do Necron, logo após o evento que trouxe a sombra de Nyarlathotep até Miskatonic. Com todos os locais com criaturas, o marcador dele avançou 8 espaços e parou justamente antes da marca do demônio! O Trentini correu até a Igreja, onde o Robert Craven estava, e revelou a sombra final, a de Yog-Sothoth. Afinal consegui pegar todos os itens necessários para a bloquear o poder de Yog-Sothoth, e o Gabriel, tendo um selo, disse: "Pode ir, todos os portais estão selados", no que o Trentini apoiou.

Antes de irmos, porém, o Necron retornou à ativa, e seu marcador foi adiante mais 8 espaços, ficando no limite da fissura dimensional, onde seu ritual terminaria e o Grande Antigo despertaria e entraria em nosso mundo. Um movimento do marcador e já eras! Em tremenda expectativa revelei a próxima criatura, mas ela não ativou alguém já no tabuleiro. Ufa, era ir para a vitória!

Assim, usei a passagem mística até R'lyeh e travei o poder do Grande Antigo, enquanto o Gabriel foi até Miskatonic. Era agora preciso somente passar pelas duas rolagens dos efeitos de Nyarlathotep. O Gabriel rolou e... era para o marcador do Necron avançar um espaço! Nãooooo!!! Sério, que doído, mas que partida épica! O Gabriel bem lembrou, ao final, que tínhamos perdido por causa do 1o evento - que dizia que o marcador do Necron voltava 1 espaço, porém, como o mesmo nem tinha ainda movido, nada aconteceu. Poxa, precisávamos desse 1 espaço!

Havia, em Arkham, três portais abertos, todos selados. Enfim, derrota.

Uma foto do tabuleiro ao final da partida:



E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5996
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 12/agosto

Mensagem por Trentini em Qua Ago 13, 2014 3:50 pm

Essa rolagem do Gabriel foi totalmente frustrante, mas foi engraçado, dei boas risadas vendo isso acontecer. No mais no Robinson Crusoe apavoramos o cenário e dessa vez jogamos tudo corretamente, fiz questão de procurar no manual as coisas para esclarecimento de algumas situações. E no Splendor, bem o Gabriel tinha as manhas mais do que a gente.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3410
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 12/agosto

Mensagem por Gabriel em Qua Ago 13, 2014 4:40 pm

Bem, foi uma boa noite!
Robinson Crusoe excepcional, duas partidas muito boas de Splendor e, caraca, que jogo é esse? Adorei o Witch of Salem!! Genial! Quero jogar mais vezes!!

Abraço pessoal, obrigado pela companhia!

Gabriel
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 601
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 12/agosto

Mensagem por tiagovip em Qua Ago 13, 2014 4:54 pm

Gabriel escreveu:Bem, foi uma boa noite!
Robinson Crusoe excepcional, duas partidas muito boas de Splendor e, caraca, que jogo é esse? Adorei o Witch of Salem!! Genial! Quero jogar mais vezes!!

Tentaremos novamente!

Bom que você curtiu os dois cooperativos, vou seguir com o culto mostrando-os.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5996
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 12/agosto

Mensagem por Gabriel em Qua Ago 13, 2014 4:58 pm

Eu sempre tive algum preconceito com cooperativos, mas estou gostando cada vez mais!

Gabriel
Power Grid
Power Grid

Mensagens : 601
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 12/agosto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum