Terça - 05/agosto

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Terça - 05/agosto

Mensagem por tiagovip em Qua Ago 06, 2014 4:21 pm

Olá, pessoas!

Nesta terça fui, com o Jorge, à Vila Celta e o que jogamos foi:

Race for the Galaxy (Jorge e eu) - partida somente com o jogo base. Ambos seguimos por um caminho militar - eu de forma quase indireta, pois iniciei com Alpha Centauri, um planeta windfall quase sem relação militar, enquanto o Jorge com Epsilon Eridani, que já começa com militar. Achei que teria problemas em acompanhá-lo, ainda mais com ele sugando bem minhas ações de consumo, ao colocar sempre um windfall de genes (conjugado ainda com o Genetics Lab) e, assim, conseguia mais cartas do que eu. Porém, eu peguei os Drop Ships e o New Galactic Order, enquanto o Jorge foi para um caminho mais especializado, com o Galactic Imperium, de forma a forçar em cima das conquistas de planetas rebeldes. Após colocar as duas cartas que citei, pude conquistar dois planetas rebeldes de alto valor (a Rebel Base , que o Jorge certamente gostaria de ter encontrado (e que sem dúvida lhe renderia a vitória), mas ele ainda pôs pressão ao baixar a Pan-Galactic League (para pontuar ainda mais os planetas de genes e militares) e o Contact Specialist. No final, venci com 37 pontos, contra 34 do Jorge;

Coup x3 (Soar, John, Jorge e eu) - jogamos três partidas. Como ainda pode ser cedo, não darei opiniões sobre elas. Na primeira, houve uma boa quantidade de mentirosos, que foram perdendo influência. O Soar foi o primeiro a sair, seguido do Jorge. No mano a mano entre o John e eu, ele juntou dinheiro e ia assassinar meu último personagem; desafiei-o e perdi, pois ele tinha mesmo o Assassino. Vitória do John. Na segunda, a lorota correu menos solta, com o pessoal mais preocupado em manter-se na partida, ainda assim, quando o Assassino começou a trabalhar, para conseguir dinheiro mais rapidamente, rolaram algumas mentiras e desafios. No final, ficou o Soar e eu, porém, naquela de eu pegar dinheiro, ele pegar e tal, cheguei antes a 7 e dei um golpe de estado. Na terceira partida, basicamente o mesmo que a segunda, com o Jorge e o John caindo para desafios mal-feitos e assassinatos. Sobrando o Soar e eu, um erro do Soar o derrotou, pois, sem querer, ele revelou a Condessa, e não podendo trocá-la, nem fingir ter outra coisa, ficou atrás na corrida por dinheiro e novamente tomou um golpe de estado na cara;

Formula Motor Racing x3 (John, Soar, Jorge e eu) - foram três corridas. Usamos novamente a disputa de construtores. A novidade ficou por agora, marcando os aerofólios dos carros, pudemos diferenciar o carro 1 do 2 de cada equipe, assim o campeonato pelo título de piloto fica mais legal.

1a Corrida
1o - Laranja 1 (10 pts)
2o - John 2 (6 pts)
3o - John 1 (4 pts)
4o - Tiago 1 (3 pts)
5o - Tiago 2 (2 pts)
6o - Amarelo 1 (1 pt)

A primeira corrida viu a ascensão da equipe Laranja, usualmente pequena, mas com um carro bem equilibrado parece que dará trabalho este ano. O pódio foi completado pelo dois carros da equipe John, que chegou mostrando serviço. A equipe Tiago, mantendo o bom trabalho do ano anterior, conseguiu dois carros dentro da pontuação. As equipes Soar e Jorge, das quais muito esperava-se, decepcionaram feio.

2a Corrida
1o - Laranja 2 (10 pts)
2o - Soar 1 (6 pts)
3o - Tiago 2 (4 pts)
4o - Jorge 1 (3 pts)
5o - Tiago 1 (2 pts)
6o - Soar 2 (1 pt)

A equipe Laranja continua dominando, para vergonha das grandes equipes. O piloto 1 dela teve problemas de motor e ficou para trás, contudo, numa demonstração de equilíbrio entre seus pilotos titulares, o seu piloto 2 venceu. A equipe Soar melhorou da água para o vinho e colocou dois carros na pontuação, tal como a equipe Tiago. A equipe Jorge marcou seus primeiros pontos no ano.

3a Corrida
1o - John 2 (10 pts)
2o - Laranja 2 (6 pts)
3o - Jorge 2 (4 pts)
4o - Amarelo 2 (3 pts)
5o - Soar 1 (2 pts)
6o - Laranja 1 (1 pt)

A equipe John, a que mostrou-se mais forte entre as grandes, encerra a hegemonia da equipe Laranja na última corrida do ano, porém esta ainda assim marca presença no pódio, em 2o lugar, e na pontuação, em 6o. A equipe Tiago, com problemas nos carros durante a corrida inteira, nem sequer mostra as caras.

Desse modo, a pontuação de pilotos ficou:
Campeão - Laranja 2 - 16 pontos
2o lugar - John 2 - 16
3o lugar - Laranja 1 - 11
4o lugar - Soar 1 - 8

Nos construtores ficou:
Campeã - Equipe Laranja - 27 pontos
2o lugar - Equipe John - 20
3o lugar - Equipe Tiago - 11
4o lugar - Equipe Soar - 9

Foi isso para o campeonato;

Blood Bowl: Team Manager – The Card Game (John, Jorge e eu) - após um tanto mais de 2 anos, voltei a jogar este que, um dia, foi febre em nosso grupo. E continua sendo um jogo bem do legal. Joguei com os elfos, os Athelorn Avengers, enquanto o Jorge foi com os scavengers do Skavenblight Scramblers, e o John comandou os humanos do Reikland Reavers. Sentei a porrada geral no primeiro ano, saindo na frente em fãs, e ao pegar um staff upgrade que daria pontos ao final do torneio por outros staffs upgrades, comecei a me concentrar nesses pontos e outros vindos dessas cartas. Assim, logo fui passado nos fãs pelo Jorge, que adquiria-os quando vencia e mesmo quando perdia, e pelos humanos. As disputas continuaram ferozes, e eu seguia na minha, dando preferência por cartas extras, mas pegando uns fãs aqui e ali. No último ano, peguei uma carta para pontos bem boa, que os dava 2 pontos por jogadores Freebooter em meu elenco (eu tinha três) e isso fez a diferença: mesmo bem atrás nos fãs conquistados nas partidas, nos bônus fiz 21 fãs e fechei na frente, com 60, seguido de perto pelo Jorge, com 57;

Dominion x4 (Jorge e eu) - com a ida do John, ficamos o Jorge e eu, assim optamos pelo Dominion e jogamos 4 partidas, todos com só cartas da expansão Dark Ages. Sem exceção foram todas partidas equilibradas, conhecendo e executando os efeitos bem interessantes das cartas desta expansão. Usualmente íamos atrás de cartas de ataque, então nenhuma das partidas foi lá das mais amigáveis ou no estilo "solitário", com o outro sempre incomodando bastante seus planos. Na primeira partida, as cartas de destaque foram a Death Cart, as Dames, o Urchin e o Mercenary, e o Market Square. Na segunda, os Marauders deram as caras e nos entupimos com Ruínas no baralho, mas os Espólios fizeram com que a partida não se alongasse demais, mesmo com tanta carta ruim no baralho. Outras cartas importantes oram o Bandit Camp e o Hunting Grounds, que só eu usei, mas foi bem eficiente em acelerar meu baralho. Na terceira, os destaques foram o Armory, carta que permite comprar uma de valor 4 ou menor e colocar já no topo do baralho de compra, a Death Cart e o Band of Misfits, que dei pouca atenção a princípio, mas seu efeito de poder usar qualquer ação de cartas de menor valor que ela é ótimo para sempre poder-se fazer algo útil em seu turno. Na quarta e última partida, a mais disputada de todas, o Ironmonger foi a mais querida das cartas, seguida de perto pela Pillage, Squire e Hunting Grounds - por sinal, nesta venci só porque o Jorge foi bocudo: faltando 1 Província para acabar a partida, ele disse, após comprar suas cartas, "vou acabar o jogo" e eu, que não ia comprar carta de vitória na minha vez, optei, então, por pegar um Feodum, que me rendeu 1 ponto, e o placar ficou 25 para mim contra 24 para o Jorge!;

Rune Age (Jorge, Pedro e eu) - este, diferente do Blood Bowl, faz menos de 2 anos desde a última vez que jogara (em set/12), mas foi o suficiente para o Jorge esquecer quase todas as regras e eu idem. Assim, escolhemos tentar o cenário cooperativo. O Jorge foi com os Orcs, o Pedro com os Humanos e eu com os Anões, encarando o ressurgimento dos Lordes Dragões, onde o objetivo é sentar a porrada num dragão chefe lá, enquanto é preciso evitar que os dragões destruam a nossa fortaleza. Veio um dragão, mais forte que o principal, que ficou nos atacando a toda rodada, sempre com 1 a mais de força a cada rodada. O Pedro, com os Humanos, não estava resistindo bem aos ataques, e nossa fortaleza ia sofrendo danos. O Orcs e os Anões resistiam bem, até porque, mais cedo, conseguiram influência para comprar cartas importantes e ataque o suficiente para conquistar cidades. Ainda assim, os danos em nossa fortaleza iam aumentando e, mesmo tendo derrotado um dragão, era precisa encarar o quando antes do principal deles, ou aquele outro, de ataques constantes, ia nos arrebentar. Então, segurando algumas cartas importantes, calhou de formar uma mão em que eu atingia 18 de ataque, o necessário para derrotar o dragão líder. Era preciso, no entanto, não rolar 2 caveiras no dado de atrito, ou eu iria perder a luta e teríamos de aguardar por outra oportunidade, a qual poderia não vir antes de nossa fortaleza ser destruída. Porém, rolei 1 caveira só, e com um Guardião entre meus anões, evitei a perda de 1 unidade, deixando só ferida (portanto, ainda participando da luta até o final, e só daí sendo eliminada). Então, vencemos o Lorde Dragão!;

Haggis (Jorge, Pedro e eu) - saímos da Vila Celta, num frio de rachar, e fomos até minha casa. Após a pizza, jogamos Haggis. O Pedro começou patinando, da forma que o André havia antecipado: pessoas que conhecem o Tichu e estão acostumados com este, se tentarem jogar do mesmo modo o Haggis, irão ter muitos problemas. Com isso, saí na frente e lá me mantive por várias rodadas, porém só até o Jorge chegar atropelando e abrir mais de 60 pontos adiante. Achei que a partida já eras, contudo acabei chegando mais perto e fiquei com 301 enquanto o Jorge tinha 334, e o Pedro 236. Na pressão, o Pedro apostou 30 nele, eu 30 em mim, e o Jorge em ninguém. A rodada foi disputadíssima, e eu, com 4 cartas na mão, joguei uma trinca, ficando só com 1. Caso o Jorge e o Pedro passassem, eu venceria o jogo! O Jorge passou, mas o Pedro, com justas 3 cartas na mão, tinha ali bem uma trinca maior do que a minha! Maldito! Assim ele acabou a mão primeiro e marcou, só de pontos de bônus, 85, e somando mais as das cartas, chegou a 351 - um incrível salto e pontuação suficiente para encerrar a partida. Eu marquei só 18 pontos, indo para 319. O Jorge marcou menos ainda, somente 2, chegando em 336, mas ganhou os 30 pontos da minha aposta furada e venceu a partida, com 366 pontos. Uma tremenda partida definida na última cartada!;

Dungeon Roll (Jorge, Pedro e eu) - para fechar a noite havia tempo só para um jogo rápido e o Pedro pediu por este. Ele foi com a Líder de Guilda (Guild Leader), o Jorge com o Anão e eu com o Leprechaun. O Jorge iniciou da forma mais patética que já vi, tendo que abandonar a masmorra já no segundo nível! O Pedro valeu-se de rolagens amigáveis minhas e boas decisões para sair forte. Eu, com o Leprechaun, que faz todas as poções roladas valerem como baús (mas os tesouros, ao final da partida, nada valem, sendo todos descartados), fui até o 7o nível e acumulei bons tesouros para minha segunda investida. O Jorge melhorou consideravelmente e conseguiu fazer seu Anão subir de nível. O Pedro continuou bem, e eu também, levando o Leprechaun ao ao 9o nível da masmorra! Na última investida, o Anão novamente deixou a desejar, e o mesmo para a Líder de Guilda, pois rolei quase nada de baús e vários monstros. Com o Leprechaun, fiz um feito na última investida, vencendo dois dragões (Matador de Dragões - Dragon Slayer) e cheguei ao 7o nível. Ao final, o Leprechaun venceu, com 26 XP, contra 22 XP da Líder de Guilda.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5912
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 05/agosto

Mensagem por Soar em Qui Ago 07, 2014 7:56 pm

Antes de me juntar ao Jorge e ao Perreto, joguei uma partida com o "Jhon" (Thiago Zanotti do Tropas Polares) e com o  Antonio da Vila Celta de Último Grande Campeão.

Perreto me ensinou que eu não poderia (por algum motivo) emitir um parecer sobre o Coup antes de jogar 10 partidas, mas como eu sou um cara muito arrojado vou mandar: O Coup me pareceu um upgrade do Love Letter. Que bom que eu peguei uma cópia dele!

Foi legal mesmo conhecer o F-Rancing! Caramba, não dá vontade de parar de jogar!

Abrax

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1750
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 05/agosto

Mensagem por tiagovip em Qui Ago 07, 2014 11:33 pm

Warrior escreveu:Perreto me ensinou que eu não poderia (por algum motivo) emitir um parecer sobre o Coup antes de jogar 10 partidas, mas como eu sou um cara muito arrojado vou mandar: O Coup me pareceu um upgrade do Love Letter. Que bom que eu peguei uma cópia dele!

Ihhh, isso pode feder pro seu lado!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5912
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 05/agosto

Mensagem por Soar em Sex Ago 08, 2014 12:48 am

Kick Butt 
Ui!

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1750
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 05/agosto

Mensagem por doizinho em Sex Ago 08, 2014 9:35 am

Rafael, o lance de não falar do Coup antes de 10 partidas é coisa do Tiago, que está mais velho e chato que a bruxa do 71.

Na nossa primeira partida o final foi previsível e gerou uma sensação um pouco negativa à todos que jogaram. O Tiago preocupado com issofoi no BGG procurar uma house rule pra "corrigir o problema", enquanto que eu disse que precisávamos jogar mais vezes, simples assim. Como o Tiago anda meio perturbado ele inventou essa besteira sem tamanho aí e não quer mais falar sobre o jogo, ficou mais magoado que a Sofia quando eu reclamo que ela não pode jogar bolacha no chão.

Enfim, voltando ao jogo, eu acho que o Coup tem potencial, e com o tempo o pessoal vai pegar o jeito e o jogo vai agradar. Não acho que ele seja melhor que o Love Letter, mas é uma boa opção pra dar uma variada nos jogos rápidos e divertidos.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3131
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Terça - 05/agosto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum