São Paulo vem combater na Itália

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

São Paulo vem combater na Itália

Mensagem por Müller em Qua Jul 30, 2014 4:37 pm

A segunda e terceira partidas do dia, enquanto ocorria o campeonato de 40k também foi realizada no BUNKER II.
Rapidamente mudei a configuração da mesa, para algo mais agreste, e voltamos a combater com ferocidade :

E neste topico vai uma postagem dupla!
Porque a partida inicial acabou ficando como   uma espécie de 'prelúdio' para a segunda batalha.
Ela na verdade foi uma espécie de CHEQUE PASTOR que ocorre no xadrez, quando o lado que inicia com a 'brancas' faz uma saída que se não percebida pelo jogador adversario leva a um xeque-mate na terceira jogada !



FLAMES OF WAR 
1500 pontos
Guarita - Estados Unidos /Companhia mecanizada de infantaria 
Müller - Alemanha / Companhia de infantaria 

PARTIDA 1 - RECONHECIMENTO
No ar frio e seco do inverno na planície Italiana, os carros comandos da companhia, canhões autopropulsados Stug foram enviados para o reconhecimento da área, o comandante destacou dois tanques Tigres do suporte divisional para apoio de fogo na missão, e um carro reboque.Ao se posicionarem no flanco esquerdo junto a vila, os carros comando avançam em direção ao bunker a frente, enquanto os Tigers estacionados atrás da igreja aguardam ordens.
A tripulação de um dos Tigers ouve o som de lagartas do outro lado da colina pedregosa, ao largo da vila, e conduz o tanque naquela direção para averiguação, o outro blindado segue atrás.
Ao se aproximarem do local percebem a presença de dois agrupamentos de blindados inimigos que se aproximam a toda velocidade, os panzers vacilam na ausência de ordens superiores e aguardam atrás da linha de árvores que limita a praça central, ao perceberem que o inimigo manobra para tomar posição abrem fogo.Imediatamente um dos tanques inimigos se incendeia.Os inimigos respondem ao fogo e na falta de comando superior os Tigres recuam e seguem para a base, os Stugs postados no bunker resolvem voltar também e esperar os reforços da companhia para só então engajar o inimigo.
VITÓRIA DECISIVA: Estados Unidos 



DADOS TÉCNICOS :
Simplesmente a partida terminou quase antes de começar.
Pelo tipo da batalha ambas companhias entraram com somente um pelotão, estando o resto na reserva. O pelotão norte-americano correu a toda brida para o objetivo, os Tigres rumaram para defender o local, não chegaram antes entretanto poderiam e DEVERIAM ter avançado mais um pouco para contestar a posição na segunda rodada, fiquei conjecturando e fazendo estimativas inuteis e por uma grande ingenuidade e falta de experiencia optei por  não avançar mais e fustigar o inimigo com fogo, o resultado foi que na terceira rodada não havia mais espaço para os Tigres avançarem e contestarem a posição.
Foi a primeira vez que percebi que este tipo de artificio pode ser feito, em todas as partidas de Flames Of War que joguei até hoje sempre achei que uma tropa postada perto o suficiente e com condições bélicas de resistir poderia SEMPRE contestar uma posição!
Evidentemente este ardil ficara registrado na memória e provavelmente servira para me dar a vitória frente a jogadores inexperientes que por desventura não tiverem percebido isto.

========================================================================================



PARTIDA 2  - DESTRUIÇÃO 
Então quando a tarde avançava e o sol tentava aquecer o solo pedregoso e o ralo capim ao redor do vilarejo de Panicce a companhia panzer chegou. 
A esta altura os norte-americanos já estavam todos posicionados no lado leste junto ao vilarejo.
Os Tigres se posicionaram junto ao bunker do outro lado do campo , apoiados por  um pelotão de panzers modelo IV, Stugs se posicionaram mais ao centro entre o bunker e a capela de pedra  e os dois carros comandos rumaram para o aeródromo para proteger a posição naquele setor.
E o tiroteio começou com o zunir das granadas de um lado e de outro, eventualmente impactando e chacoalhando os veículos, e soando aquele tinido de metal característico.
Tão logo dispararam a primeira salva os panzers IV recuaram para posição mais protegida deixando aos Tigres a tarefa de enfrentamento dos reforçados canhões  76mm dos Shermans atrás da igreja, estes abriram fogo sobre o inimigo mas prejudicados pela distância e a cobertura de terreno não lograram êxito sobre nenhum dos pelotões.
Enquanto isto os Shermans 75 postados na praça central em frente a igreja engajaram os Stugs ao fundo, na troca de tiros de canhão que se seguiu os canhões de assalto blindado alemães começaram lentamente a sobrepujar o inimigo.
A artilharia mecanizada norte-americana não obtinha sucesso em calibrar adequadamente sua trajetória balística para os alvos postados naquela posição, eum tempo precioso foi perdido neste afã. 





No flanco oposto, junto a pista de pouso do aeródromo os 2 blindados comando,  canhões autopropulsados Stug  enfrentaram o assalto dos Shermans comando do inimigo.
Os shermans lançaram granadas de fumaça para encobrir o avanço, mesmo assim um dos Stugs logrou um tiro suficientemente certeiro para alarmar a tripulação do segundo carro em comando que saltou para fora do veículo com rapidez.
O carro comando principal então resolveu assaltar a posição sozinho, não obteve sucesso na sua manobra de flanqueamento e os Stugs tiveram tempo de girar e golpear o carro a curta distância, o carro resistiu aos impactos, mas a tripulação alarmada tentou abandonar o veículo.





Enquanto isto no flanco esquerdo a batalha se inclinava francamente para os alemães, os Shermans em frente a igreja foram totalmente dizimados, e logo depois o último remanescente dos 76mm  fez meia volta e abandonou o campo de batalha.
Nesta altura o pelotão panzer havia largado sua posição e rumava para o aeródromo para reforçar a posição e apoiar os carros comando, no trajeto sua retaguarda foi atingida pelo fogo da artilharia blindada do inimigo, que colocou fora de combate vários carros.
Quando os carros comandos, que estavam sendo castigados pelo inimigo no flanco direito perceberam a extensão das perdas, não restou outra alternativa senão abandonar a luta entregar a vitória aos alemães.



Esta imagem traduz bem todo o desenrolar da batalha

VITÓRIA DECISIVA: Alemanha 

DADOS TÉCNICOS :
Umas partida muito menos sutil e mais ágil.
-O pelotão mais forte norte-americano ficou do mesmo lado que os poderosos Tigres, o que não foi bom para a saúde dos primeiros.
-O segundo pelotão norte-americano começou uma luta de igual para igual com um pelotão stug, munido de blindagem um pouco melhor.
- A artilharia americana teve muita dificuldade ( AZAR ) em calibrar seu bombardeio, o que prejudicou todo o fluxo da operação.
- Os alemães tiveram folga para desengajar o seu pelotão mais fraco e envia-los para reforço do flanco oposto, onde a situação poderia flutuar imprevisivelmente entre um lado ou outro ( mas ninguém garante que chegariam a tempo se a sorte tivesse brindado o inimigo daquele lado ) 
- Neste flanco direito, no aeródromo, onde ambos os generais foram um pouco falhos em colocar somente seus carros comando, a manobra de envolvimento tentada pelo lado norte-americano não foi suficiente para sobrepujar o posicionamento mais protegido e a leve vantagem de armadura dos Stugs,
Foi uma vitória relativamente tranquil para os alemães.

Müller
Super Trunfo
Super Trunfo

Mensagens : 20
Data de inscrição : 25/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: São Paulo vem combater na Itália

Mensagem por Soar em Qua Jul 30, 2014 11:21 pm

Ficou feliz heim 'Herr Doctor'!
Matou a vontade de jogar e ainda por cima com dois partidões!
Abrax

________________________________________________
"We Are the Borg. You Will be Assimilated. Resistance is Futile"
 
avatar
Soar
Arkham Horror
Arkham Horror

Mensagens : 1800
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 45
Localização : Kronnos 1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum