Sexta - 16/maio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sexta - 16/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 19, 2014 11:35 am

Olá, pessoas!

Nesta sexta teve o encontro de sexta lá na Lambda. O público foi maior do que o esperado - o que é ótimo - e o que eu joguei foi:

- Hanabi (Trentini, Kevin e eu) - para aquecer as turbinas começamos de leve, e mesmo com um começo problemático, em que o Trentini deu-me uma dica de mérito duvidoso, o que nos custou um dos erros, engrenamos rápido devido a todos os 1 necessários terem vindo cedo - assim, conseguimos manter um bom ritmo entre abaixar cartas e manter uma dica disponível, mas nossa esperança de um jogo perfeito foi-se quando, às cegas, descartei um 5 e, depois, outro 5 (mas este último foi por erro - tínhamos uma dica sobrando, mas não viramos o marcador, assim achei que não tínhamos e que eu era obrigado a descartar). Mesmo assim, fomos encaixando as cartas e, ao final, fizemos 22 pontos, a minha melhor pontuação!;

- Legends of Andor (Lauri, Trentini, Kevin e eu) - jogamos o terceiro cenário: A Escuridão Desce (Darkness Descends), em que cada herói precisava cumprir um objetivo que recebe no começo, precisam proteger o castelo contra a invasão dos monstros e derrotar o vilão oculto, tudo antes do tempo do marcador do cenário chegar na letra N. Tivemos um posicionamento inicial dos monstros bem amigo, nem tanto pela posição deles - pois dois, um Skrall e um Gor estavam próximos de invadir o castelo -, mas sim porque foram poucos. Além disso, os primeiros eventos também foram bons, com a chegada de um navio mercante e uma festa de anões na taverna. Já na primeira rodada conseguimos trazer os camponeses para dentro do castelo, de forma que esses ajudassem na resistência contra os invasores. Daí o ranger Pasco (Lauri) seguiu para a floresta, para tentar cumprir seu objetivo (não ter monstros na floresta e derrotar um Gor especial), e o mesmo fazia o guerreiro Thorn (Trentini), que ia até as montanhas para recolher runas, as quais deveria, então, entregar para os anões. Falando em anões, o anão Kram (Kevin) e o mago Liphardus (eu), batiam-se com as criaturas mais próximas do castelo, não somente para proteger o castelo, como também porque Kram precisava de dinheiro para comprar uma poção da bruxa - o que ele conseguiu, porém achar a dita bruxa foi bem mais complicado e tal busca o levou até a floresta, mas eis que Liphardus encontra-a nas praias perto do castelo, obrigando o anão a fazer um considerável retorno - no entanto, isso não se mostrou muito ruim, pois ele deveria entregar a poção, e uma erva, no castelo, então teria de voltar de qualquer maneira. Pasco bateu-se com o Gor que tinha que derrotar, mas a criatura estava num frenesi de batalha impossível de ser superado (rolamos para ele: 6 e 6, 4 e 4 e, por fim, 6 e 6!) e o Pasco teve que recuar e aguardar por ajuda, a qual foi dada por Kram, quando ele, andando pela floresta, ainda estava atrás da bruxa - os dois venceram o Gor solitário e, então, a floresta estava sem criaturas - Pasco cumprira sua missão. Thorn, pouco após, também cumpriu a sua, entregando as runas aos anões; e o Kram, retornando com uma erva, comprou a poção da bruxa e entregou ambos no castelo, para curar a enfermidade do Rei. Pois bem, restava somente uma missão a ser cumprida - a do Liphardus, que era derrotar um Troll em batalha. Para isto, o mago preparou-se, adquirindo força/poder, e com a ajuda de Kram, do Thorn e do Príncipe, o grupo conseguiu derrotar num único ataque concentrado um Troll que errava pelo campo próximo ao castelo. Agora, então, revelou-se o inimigo: era um Poderoso Troll (Mighty Troll), com 30 de ataque e 20 pontos de determinação. Era preciso alcançá-lo e derrotá-lo, para que os heróis vencessem o cenário. Com a ajuda de umas odres de cerveja, o anão Kram conseguiu aumentar sua força e ainda chegar junto dos demais para a batalha final. O tempo pressionava os heróis - pois havia criaturas nos muros do castelo e a queda deste era iminente. Era, portanto, necessário vencer o Poderoso Troll naquele combate - não haveria uma segunda chance. Foi um combate difícil, pois os heróis não tinham poções ou runas para ajudá-los em seus ataques, e, portanto, tinham que contar somente com suas próprias forças. Foram necessários cinco ataques, o que levou os heróis quase ao limite de suas forças, para derrubar o Poderoso Troll, mas isto foi feito. O Reino estava salvo, pois sem seu líder a força invasora debandou, mesmo estando tão perto da vitória. Vitória dos heróis! ******* Foi bem perto do limite: tínhamos que derrotar o Troll naquela rodada, pois no movimento das criaturas, uma ou duas invadiriam o castelo (e três já tinha conseguido fazer isso antes), e, assim, seria derrota. Contamos com um bom naco de sorte no combate final, pois o Lauri, mesmo com certo azar para rolar seus próprios dados de ataque, estava afiado nas rolagens para o Troll, que em cinco rolagens não tirou sequer um dado duplicado. Foi uma luta bem tensa, com espectadores e tudo, e decidida na última rolagem, do próprio Lauri/Pasco, e ele rolou um 6, para alegria geral. De nota fica que eu, com o Liphardus, rolei três vezes seguidas 1 - que o poder do Liphardus transforma em 6, ou seja, o personagem perfeito para minha mão de pântano! Foi um cenário bem legal;

- Yedo (Marcos, Jorge, Trentini, Fabiano e eu) - foi a estreia de todos, menos o Fabiano, no jogo. O Yedo tem uma porção de regrinhas, que não irei descrever aqui, mas beeeem por cima a coisa funciona assim: são 11 rodadas, e cada uma começa com leilões - o jogador da vez escolhe uma das várias opções (armas, cartas de ações, cartas bônus, construções, gueixas, discípulos e missões), e cada jogador pode dar um lance pela coisa, quanto todos deram seus lances (ou passaram), o jogador que escolheu a coisa pode pagar 1 dinheiro a mais do que o mais alto lance, ou deixar o maior lance levar. Quem ganhou um leilão fica fora dos outros que ocorrerem (ou seja, sempre chega na situação de que um último jogador poderá escolher algo e pagar por aquilo o preço mínimo, já que não haverá mais pessoas para dar lances). Após a fase dos leilões, vem a de Evento, em que um é revelado e seu efeito aplicado.

Depois vem a fase de alocação dos discípulos: existe vários locais na cidade e todos têm um limite de espaços disponíveis. Os locais são: mercado (comprar armas, fazer trocas de armas e/ou dinheiro), prostíbulos (adquire-se gueixas ou cartas de ação), porto (paga-se por pontos de prestígio, ou converte-se ao cristianismo - ganhando dinheiro por isso -, ou vê-se quais são as três cartas bônus do topo do baralho), taverna (faz-se construções ou vê-se as três armas do topo da pilha de armas, além disso este espaço permite realizar trocas entre os jogadores que estiverem ali), portão (paga-se por novos discípulos, troca-se pontos de prestígio por dinheiro ou vê-se as três cartas do topo do baralho de ações), palácio (ganhar 1 ponto de prestígio, adquirir novas missões, ou alterar a ordem de turno) e o templo (consegue-se um favor divino, olha-se as três missões do topo de algum dos baralhos, ou olha-se os três próximos eventos, deixando-os na ordem que quiser). Após todos os discípulos terem sido alocados (cada jogador aloca um por vez), vem a fase da Patrulha - ela move-se um espaço, na direção da flecha igual ao da cor da Patrulha (azul ou vermelha); na região em que ela parar, os discípulos são presos e não realizam a ação do local (e o jogador perde o discípulo). Daí vem a fase de Trocas (para os jogadores que estiverem no Mercado ou na Taverna). Por fim, a última fase é a da ativação dos discípulos - o jogador pode ativá-los um por vez, realizando uma das ações permitidas na região em que ele estiver, além disso, é neste fase que o jogador pode cumprir missões.

Falando em missões, essas são o coração do jogo: são elas que conduzem o jogo das pessoas, e elas têm quatro níveis: verde, amarela, vermelha e preta, sendo as verdes as mais fáceis de serem cumpridas (mas dão benefícios menores) e as pretas as mais difíceis (mas com maiores recompensas). As missões têm requisitos para serem cumpridos, como, por exemplo, o jogador ter um discípulo na Taverna, ter uma gueixa, uma estrela ninja e uma zarabatana; além disso, cada missão tem um bônus, então, se fora os itens acima, o jogador também tiver uma construção - digamos, o Dojo - e uma corda, além do ganho normal da missão cumprida, o jogador receberá um benefício adicional.

Basicamente é isso. Após 11 rodadas, quem tiver mais prestígio, vence!

Na partida, o Jorge começou investindo em construções e discípulos, basicamente o mesmo que o Fabiano fazia. Eu fui atrás de armas, enquanto o Marcos acumulava gueixas e o Trentini... sei lá o que ele fazia. O ponto de mudança da dinâmica do jogo veio na segunda rodada, quando o Jorge usou duas cartas que ação no Trentini, uma para roubar uma carta de ação dele e outra para fazê-lo descartar uma carta de ação, o que deixou o Trentini estupefato. A vingança veio pelo destino, pois o evento da terceira rodada foi o Terremoto, o que detonou com o Fabiano e o Jorge: ambos perderam uma construção e um discípulo, enquanto o Trentini, o Marcos e eu não fomos afetados. Isso basicamente detonou os avanços feitos pelos dois até então. Eu continuava fazendo missões, estando com sorte com elas, pois peguei várias que exigiam itens que eu já tinha, bastante apenas posicionar os discípulos nos locais apropriados. O jogo estava equilibrado, mas aí o Trentini perdeu um discípulo, preso pela Patrulha e, o mesmo ocorreu com o Marcos. Assim, ambos perderam os discípulos e ainda ficaram sem cumprir uma missão, o que apertou ambos no dinheiro, o que os atrasou deveras. Sem ter sido afetado pelo Terremoto e nem pela Patrulha, abri vantagem na frente, ainda mais porque conseguia missões propícias para o que eu possuía (e, se não era, eu conseguia trocá-la, usando uma construção), e com 4 discípulos (o máximo) era tranquilo posicioná-los de modo a permitir sempre a execução de uma ou duas missões. Completou a coisa quando peguei um bônus que dava, ao final da partida, 1 ponto de prestígio a cada 4 dinheiros, e sendo amigo do capitão, por duas vezes comprei pontos no porto. Os outros conseguiram se equilibrar a voltar à ativa, após os percalços, mas estavam muito para trás - o Trentini ainda deu um salto quando cumpriu uma missão preta (a única feita na partida), já o Marcos teve mais problemas e basicamente largou mão da coisa nas últimas rodadas. Na última rodada, o Fabiano tinha uma carta que matava um discípulo e roubava uma carta de bônus, mas não quis usá-la em mim logo de cara e depois não tinha mais como, pois não dividíamos mais algum espaço. Dessa forma, sem sofrer efeitos ruins, venci com 45 pontos, seguido pelo Jorge, com 29.

O Yedo mostrou um excelente jogo, cheio de tema e decisões relevantes, além de permitir um bom nível de interação entre os jogadores (nos leilões, na disputa por espaços de ação, no uso de cartas de ação, que tem diversos efeitos) e ser bem tranquilo de entender a dinâmica, mesmo envolvendo tantas coisas. É particularmente divertido cumprir as missões e ver o que as mesmas são, como sequestrar a filha do taverneiro, descobrir quem estará presente na cerimônia do chá, roubar armas do Mercado, e várias outras coisas que fazem sentido temático. O jogo é ainda todo lindo. Existe um bom nível de estratégia e também de tática, pois é preciso adaptar-se às exigências das missões. Os eventos podem, como ocorreu, ferrar com um ou outro, mas o jogo dá ferramentas para ter um bom controle sobre isso (ele permite, no Templo, ver os próximos eventos, e alguns têm seu efeito reduzido, ou anulado, se o jogador tiver um favor divino para gastar). O tempo da partida ficou em torno das 3 horas, mas que pese que quatro estavam aprendendo o jogo - não sei, no entanto, se já sabendo ficará tão mais rápido, pois não creio que houve muita enrolação de nossa parte, mas talvez uma meia hora a menos seja razoável (ficando ali pelos 150 minutos descritos no BGG). No geral achei o Yedo um sucesso completo (ainda mais porque fui bem!) e junta-se ao Ground Floor como outro jogo muito bom vindo do amigo secreto.

E foi isso!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Trentini em Seg Maio 19, 2014 12:02 pm

O que tenho a dizer sobre esse relato? O Hanabi foi ótimo, e a dica duvidosa foi um risco calculado sendo que eu realmente não tinha como dar uma dica melhor para nenhum dos dois envolvidos. Mesmo assim foi uma partida muito boa.

O Andor foi emocionante, esse cenário 3 já mostra um jogo bem mais desafiador e com um cenário bem variável. A comemoração final da derrota do Poderoso Troll foi compartilhada inclusive pelos espectadores.

O Yedo é um jogão, Fabiano faça um favor de levar ele mais vezes. Meu sentimento depois de ter jogado o Yedo é que ele é tudo o que eu esperava de um jogo de cumprir missões que o Lords of Waterdeep não conseguiu suprir com a mesma maestria. Longe de achar Lords of Waterdeep ruim, só não é tão bom quanto falam. As pessoas deviam experimentar o Yedo.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por doizinho em Seg Maio 19, 2014 12:05 pm

Achei que estaríamos em 4 e no fim mais gente apareceu, dando um caldo na noite de sexta. O que joguei foi:

Mascarade (eu, Marcos, Gustavo, Tânia, Sabrina, Cadu e Pê) - Foram 2 partidas, a primeira sem a Tânia. Não me perguntem como e nem os pontos porque não me lembro, mas venci a primeira e quase venci a segunda, vencida pela Tânia. A minha vitória foi uma coisa incrível, pois não consigo jogar jogos que dependem da memória. Na segunda partida fica o registro para a minha excepcional habilidade de adivinhação, no começo do jogo eu falava uma carta e ela estava na minha mão, simplesmente mágico.

Yedo (eu, Alexandre, Tiago, Marcos e Jorge) - O Tiago já explicou tudo e minha partida foi bem afetada pelo terremoto e também, um pouquinho, pela sorte. Eu não consegui pegar nenhuma missão que me desse mais do que 2 pontos de vitória, mesmo somando o bônus. Cumpri uma pilha de missões mas não fui muito adiante, pois a maioria eram missões como: roubar arma do mercado, descobrir o prato novo do menu da taverna e coisas menores desse tipo. Mesmo com a dificuldade inicial eu curti a partida e me diverti jogando.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3185
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 19, 2014 12:26 pm

@Trentini escreveu:O Yedo é um jogão, Fabiano faça um favor de levar ele mais vezes. Meu sentimento depois de ter jogado o Yedo é que ele é tudo o que eu esperava de um jogo de cumprir missões que o Lords of Waterdeep não conseguiu suprir com a mesma maestria. Longe de achar Lords of Waterdeep ruim, só não é tão bom quanto falam. As pessoas deviam experimentar o Yedo.

Concordo, o Yedo mostrou-se como um dos melhores jogos do ano, até aqui.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Pedro em Seg Maio 19, 2014 2:11 pm

Em breve teremos mais uma cópia entre nós...

Soube de fontes seguras que, no sábado, logo que acordou, o Trentini fez o pedido na Coolstuff.  Very Happy 

________________________________________________
avatar
Pedro
18XX (Admin)
18XX (Admin)

Mensagens : 1958
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 34
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.meeplehouse.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por doizinho em Seg Maio 19, 2014 2:15 pm

@Pedro escreveu:Em breve teremos mais uma cópia entre nós...

Soube de fontes seguras que, no sábado, logo que acordou, o Trentini fez o pedido na Coolstuff.  Very Happy 
Mas esse é o padrão não?!? Estranho seria pensar o contrário.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3185
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Trentini em Seg Maio 19, 2014 2:46 pm

@doizinho escreveu:
@Pedro escreveu:Em breve teremos mais uma cópia entre nós...

Soube de fontes seguras que, no sábado, logo que acordou, o Trentini fez o pedido na Coolstuff.  Very Happy 
Mas esse é o padrão não?!? Estranho seria pensar o contrário.
Olha que esse coloquei no Wishlist ein.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Trentini em Seg Maio 19, 2014 4:25 pm




________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Trentini em Seg Maio 19, 2014 4:35 pm


O momento da vitória


Se não vencêssemos o Gor teria entrado no castelo, foi na medida.

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3422
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 19, 2014 4:46 pm

@Trentini escreveu:Se não vencêssemos o Gor teria entrado no castelo, foi na medida.

Tinha dois para entrar! Verdadeira invasão. Mas ao estilo SdA, a terra se abriu e engoliu eles após o Poderoso Troll sucumbir.

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por lauripaulo em Seg Maio 19, 2014 5:43 pm

Curti muito o Legends of Andor. A partida foi tensa e ao mesmo tempo muito divertida. O grupo estava unido e trabalhou bem em conjunto. Vibração com os resultados dos dados contagiou até os expectadores!

Entrou para minha "wishlist".

Topo jogar novos cenários sempre que ele pintar nas sextas.

________________________________________________
avatar
lauripaulo
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 253
Data de inscrição : 31/07/2013
Idade : 39
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Anarkion em Seg Maio 19, 2014 9:20 pm

Yedo é um jogo muito bacana, com uma arte muito bonita. Preciso descobrir mais o seu deck de ações, no entanto. Pena que a partida começou tarde: na segunda parte do jogo, o sono já estava tirando minha concentração. Fora isso, até que tive um início bom, estava sempre em segundo na pontuação... mas aí o sono foi pegando... os sentinelas que eu achei que seriam mais ativos foram sendo esquecidos, e, quando vi, me ferrei sem volta. Não sou muito fã de esquema de leilão, mas nesse jogo até que não me incomodei muito com isso. Enfim, quem sabe na próxima!

________________________________________________
avatar
Anarkion
Battlestar Galactica
Battlestar Galactica

Mensagens : 298
Data de inscrição : 31/08/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 19, 2014 10:07 pm

@Anarkion escreveu:Não sou muito fã de esquema de leilão

Heresia!

 Fight 3 

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 6013
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 16/maio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum