Sexta - 09/maio

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sexta - 09/maio

Mensagem por tiagovip em Sab Maio 10, 2014 10:01 am

Olá, pessoas!

Nesta sexta ocorreu o nosso tradicional encontro. O que eu joguei foi:

- Scripts and Scribes: The Dice Game (Trentini, Lambda e eu) - foi a partida de aprendizado de ambos, mas como eu explico bem, ambos já começaram disputando pelos espaços. Diferente do que ocorreu em outras partidas que tive deste jogo, aqui ocorreram quatro leilões por todos os dados de recursos, e somente dois por ouro. Assim, mostrou-se ainda mais acertada a decisão do Trentini de avançar pela trilha do Abade, enquanto eu seguia na frente nos pergaminhos (vermelho), tomos (azul) e papéis (verde), e o Trentini mantinha-se adiante nas penas (laranja) e pigmentos (preto). O Lambda fazia um jogo curioso: optava pelo dado que mostrava dinheiro e subia pouco seus marcadores nas trilhas, porém valia-se do dado modificador sempre que tinha a oportunidade, fazendo o valor delas reduzir-se para quase nada, para meu grande desespero! Achei que ele fazia um jogo pelo prazer de ser canalha, mas que nada: as ações dele tinham propósito e, ao final, apenas a sorte tirou a vitória das mãos dele, pois viu-se obrigado a reduzir o valor em dois dados, fazendo todos marcarem 1 e, quando isto ocorre, todos os dados são devolvidos ao valor inicial de 3. Isso acabou com as chances dele, desse modo, após a contagem, a vitória ficou com o Trentini, com 56 dinheiros, seguido por mim com 48. O Lambda, com 31, teria vencido com pequena folga, caso todos os dados menos um ficassem no valor de 1 - foi uma estratégia interessantíssima que nunca vi aplicada antes e sequer a vi vindo!;

- Kingdom Builder (Pedro, Samuca, Rafaelfo, Trentini e eu) - somente o Rafael estava aprendendo e pegou rápido a ideia, tanto que, ali pela metade da partida, era fácil o que estava na frente - simplesmente todas as casas dele estavam marcado pontos. O Trentini sofria um bom tanto por tirar várias cartas com o terreno de deserto, o que limitava as opções dele e o levou a locais onde não iria pontuar. O Pedro começou numa posição que não era das melhores, mas logo alcançou as montanhas que a água (que pontuariam no final) e, com isso, começou a deixar sempre casas pontuando, às vezes dois pontos para cada. O Samuca iniciou num canto, longe da água e das montanhas, visando obter as peças de ações especiais, mesmo que isso reduzisse seu potencial de pontos, algo que ele esperava recuperar com as ações especiais. Eu parti de um local bem bom, cercado de água e, quando uma carta de terreno me permitiu, fui para outro canto, obtendo uma peça de ação especial que se mostraria a do tipo mais importante na partida: aquela que permite mover uma casa dois espaços em linha reta. Com essa habilidade, o Pedro, o Samuca e eu conseguimos aproveitar ao máximo o bônus por construir três casas em linha reta, e depois movê-las para posições que iriam pontuar no final (por terem ligação com água ou montanhas). A partida encerrou com quase todos ficando sem casas, exceto o Pedro com umas 4 ou 5, e o Rafael, com 1. As pontuações obtidas durante a partida pelo bônus da Família (3 casas construídas em linha reta) foi quase igual para todos. A pontuação das montanhas colocou o Rafael e o Samuca na frente (o Samuca rodeou sozinho duas montanhas!), mas ambos tiveram pontuações menores na proximidade da água, que foi onde o Pedro e eu tivemos as maiores pontuações. O Trentini, que perdeu várias casas sem pontuar no começo do jogo, por causa das várias cartas de deserto, ficou para trás, bem como o Samuca, que não conseguiu recuperar terreno, mesmo contanto com 5 peças de ações especiais. Após a pontuação das cidades, um final apertadíssimo: 54 pontos para mim, contra 53 do Pedro e 52 do Rafael! Vimos que, durante a partida, tanto o Rafael quanto, e principalmente, o Pedro, quase não usaram uma peça especial que tinham, o que certamente faria a diferença para eles, já que ela permitiria ao Pedro colocar as casas que acabaram ficando de fora. Mas como marcação de touca não vale pontos, terminei na frente.

Depois desses dois jogos, uma intensa sessão de nossa aventura na Terra-Média, onde os aventureiros chegaram ao Passo de Gram, encontraram, conversaram e negociaram com Corlagon, o Vermelho, o dragão que mantém guarda no passo entre as montanhas. Após isso, com um a menos no grupo - Garen, que ficara para trás como refém do dragão -, o grupo atravessou a cordilheira e chegou em Angmar, onde refugiaram-se numa mata de pinheiros e, a partir daqui, atacaram um par de carroças carregadas com madeira, a qual tomaram, após a morte dos condutores anteriores. Agora, munidos da carroça e de um plano ousado, seguirão viagem até Shedûn, a fortaleza norte dos orcs, e, dali, para ainda mais ao norte, talvez direto ao coração do mal que ameaça todo o sul com seus afligidos.

E foi isso!

Abs,


Última edição por tiagovip em Sab Maio 10, 2014 12:13 pm, editado 1 vez(es)

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5926
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 09/maio

Mensagem por Trentini em Sab Maio 10, 2014 11:44 am

Nessa sexta joguei bastante:

Scripts And Scribes: The Dice Game (Eu, Perretto e Henrique) - Como o Perretto relatou, foi uma partida de aprendizado para mim, me vali bastante dos leilões de ações, vencendo quase todos, alguns paguei bem caro também, porém a decisão foi acertada e o benefício se pagou. Mas a estratégia do Henrique foi realmente muito intrigante, eu jamais teria pensado em fazer o bônus dos outros diminuir ao invés de tentar subir minha própria pontuação, mas não de forma canalha pq ele fez isso com TODOS os dados. Teria dado certo se não fosse a regra de que se todos os dados fossem 1 resetava para 3.

Kingdom Builder (Pedro, Perretto, Rafael, Samuca e eu) - Não gostava muito do jogo, resolvi dar mais uma chance a ele, de fato ele tem várias decisões estratégicas e parte dele é muito bem pensada, porém a parte da sorte nesse jogo me chateia bastante, o começo só com os desertos me fez simplesmente não conseguir fazer quase nada, tantos poderes que eu queria ter pego e não conseguia me livrar dos desertos, o que conseqüentemente também me deixava com fronteiras em outras regiões em locais que não pontuavam muito, me obrigando a entrar nessas regiões. Talvez um erro de escolha no local inicial? É possível, mas 3 desertos SEGUIDOS realmente não me deixou com tanta escolha e isso me chateia nesse jogo.

The Resistance: Avalon (Eu, Tania, Leonardo, Samuca, Henrique Lambda, Gustavo Lambda e Kevin) - Foram duas partidas, todas foram rápidas e objetivas. Realmente esse é um jogo que depende de grupo para funcionar, não que o grupo não tivesse sinergia para o jogo, mas percebe-se a diferença entre a reação de cada um ao jogo. Na primeira partida a Tania, Leonardo e Henrique eram espiões, o Merlin Samuca ficou a salvo. Na segunda partida, os servos de Mordread eram eu, Leonardo e Kevin, teriamos perdido pela pontuação normal, a Resistência conseguiu descobrir os espiões rapidamente, ainda mais após uma manobra arriscadíssima do Kevin colocando em cheque a credibilidade das missões, por sorte ele estava corretíssimo em determinar quem era o Merlin e o Assassino Léo o matou, vitória para os espiões.

Dungeon Petz (Eu, Samuca, Leonardo e Kevin) - Devo confessar que as vezes aparecem alguns jogos na minha frente que eu nem sonhava em ter interesse em aprender, por sorte tenho amigos tão dedicados ao Hobbie que mostram algumas pérolas de vez em quando. Esse Dungeon Petz é um jogo bem interessante do Vlaada Chvatil que segundo o Léo, se passa no mesmo universo que o Dungeon Lords (que aliás me deu vontade de conhecer depois da partida do Dungeon Petz), basicamente os mestres do jogo anterior abandonaram os labirintos e quem asusmiu o controle foram os Minions, basicamente a brincadeira aqui é comprar pets para cuidar, expor e vender para possíveis compradores interessados, os pets são monstros que requerem necessidades diferentes e as necessidades aumentam conforme o monstro vai ficando mais velho, você consegue prever um pouco do comportamento do monstro que pretende criar, mas não totalmente, os traços de personalidade são individuais a cada um. Na partida fui o único que não conseguiu comprar nenhum Petz no primeiro turno, por sorte o primeiro turno não possui exibições e isso me deu a oportunidade de limpar as fezes da jaula vazia que eu já tinha. Então na segunda rodada optei pelo Petz rejeitado pelos outros na primeira rodada, era um fantasma, muito dependente de magia e um pouco de diversão, mas que precisava se alimentar pouco se necessário e era onívoro esse Petz foi muito bem cuidado em sua infância e juventude, vendi ele no final de sua vida quando ele começou a ter problemas com mutação e alguns sofrimentos, mas vendi bem pela bagatela de 21 pontos. Mas criei outros Petz com outras propriedades, um herbívoro que comia bastante e outro carnívoro que era bem agitado e nervoso, com isso consegui me destacar razoavelmente nas exibições de todas as rodadas e com a vneda desse Fantasma, consegui vencer o jogo. O Léo optou pela estratégia de vender seus petz de forma mais rápida, quando eles ainda eram mais jovens para poder ter alta rotatividade de seus petz sendo que ele tinha poucas gaiolas para conte-los. O Samuca teve muitos problemas com seus petz cagões, suas jaulas viviam sujas e ele não tinha muitos minions que limpavam as jaulas, chegou a pegar uma pá que permitia que ele limpasse a jaula mesmo com um pet dentro, porém não conseguiu se livrar dos dejetos a tempo, o Léo e o Samuca tiveram alguns problemas para conter alguns monstros bem nervosos e alguns minions acabaram indo parar no hospital. O Kevin se beneficiou muito com seu petz de propriedade mágica que tinha necessidades bem variadas e equilibradas, mas se beneficiou mais ainda por ter colecionado artefatos que davam poderes ao Kevin. Com isso no final vendeu o Petz quando estava adulto e estava em perfeito estado de conservação, além de ter vendido para o criador certo, sua venda resultou em 33 pontos. No final do jogo venci com 62 pontos, o Kevin em segundo com 58, Léo com 52 e Samuca com 43.



Terra Mystica (Eu, Leonardo e Kevin) - Joguei com os Gigantes, o Kevin foi com os Anões e o Léo foi com os Fakirs. Uma peculiaridade desse jogo em específico é que acho os Fakirs e os Anões com poderes bem parecidos, um escava e consegue pular um espaço quando constrói, quando faz isso ganha 4 pontos, o outro faz exatamente a mesma coisa, mas usando seu tapete voador, a diferença fica no custo do processo, um gasta padres e o outro trabalhadores, o Gigante, nunca jogado por mim, tem a propriedade de precisar de 2 pás para realizar qualquer terraformação. Logo na primeira rodada eu julguei ser interessante fazer o stronghold e me valer da habilidade que ele concedia de me dar 2 pás para terraformação. Com isso eu transformaria a desvantagem de precisar de 2 pás mesmo para terrenos próximos em uma vantagem, por poder terraformar qualquer terreno pelo menos uma vez por rodada, com isso abdiquei por um tempo no início do jogo pelos bônus das rodadas para poder me concentrar em um incomming melhor e uma situação melhor para pontuar melhor nas últimas rodadas. Consegui fazer 2 cidades, uma delas na rodada que valia ponto por construir cidade, com isso eu tive bastante êxito na última rodada em ligar minhas cidades pela navegação para garantir a segunda colocação na pontuação de área. O Léo não construiu nenhuma cidade, mas se espalhou pelo mapa como pôde, aproveitou bem sua habilidade de tapete mágico para minar pontos todo turno, especialmente no último que valia ponto por construir casa. Como ele tinha uma grande produção de padres, ele conseguiu também garantir-se bem na trilha religiosa, então mesmo sem nenhuma cidade, o desempenho foi muito bom. O Kevin teve dificuldade em gerir os recursos, queimou bastante poder o que no final fez falta, conseguiu construir uma cidade, apenas na última rodada, mas a cidade alavancou ele um pouco na religião, desbancando o Léo em algumas trilhas. O jogo estava bem equilibrado no final, o que fez a diferença foi a pontuação geral final pelas trilhas religiosas e pela maior área conectada. Nisso o Léo tirou bem a diferença, mas não o suficiente para vencer.

Eu - 110
Leonardo - 103
Kevin - 98





Love Letter (Eu, Kevin e Leonardo, com participação especial de Libonati) - Finalizamos com uma partida de Love Letter, na qual o Kevin logo disparou na frente, estando com 3 pontos contra 0 meus e do Léo. O Léo começou a tirar a diferença e ficou com 2 pontos, logo eu também consegui 2 pontos. Aí o Libonati resolveu entrar na brincadeira e jogamos mais uma rodada em 4, vencida pelo Kevin que chegou aos 4 pontos primeiro, vencendo o jogo.

Bonus Picture:



Última edição por Trentini em Seg Maio 12, 2014 8:30 am, editado 1 vez(es)

________________________________________________
Oh, sleep my child

avatar
Trentini
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3367
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 32
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://boardgamegeek.com/user/alepsycho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 09/maio

Mensagem por doizinho em Sab Maio 10, 2014 1:15 pm

Olha pessoal, eu gosto de jogos de tabuleiro, me divirto bastante com eles, MAS esse negócio chamado RPG é muito melhor viu. Ontem joguei apenas isso e não me arrependo. Comentarei depois na sessão certa do fórum alguns detalhes da sessão de ontem, mas já adianto que foi a primeira sessão que todos choraram de rir em algum momento.
Pra não perder o ritmo, semana que vem mestrarei a one shot do Dia D. Temos um grupo meio definido, mas os que tiverem interesse e não estiverem nesse grupo não se preocupem, falem comigo e rodamos essa aventura novamente com um novo grupo.

________________________________________________
avatar
doizinho
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 3135
Data de inscrição : 24/05/2013
Idade : 40
Localização : Curitiba - PR

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/doizinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 09/maio

Mensagem por libonati em Seg Maio 12, 2014 1:24 am

@doizinho escreveu:Olha pessoal, eu gosto de jogos de tabuleiro, me divirto bastante com eles, MAS esse negócio chamado RPG é muito melhor viu. Ontem joguei apenas isso e não me arrependo. Comentarei depois na sessão certa do fórum alguns detalhes da sessão de ontem, mas já adianto que foi a primeira sessão que todos choraram de rir em algum momento.

Board é muito legal, mas meu ópio mesmo é o RPG, ainda mais com um mestre parrudo e num grupo bom desses! todos sabem a hora de rir, a hora de falar sério, quando discutir, quando se aliar, quando brigar entre si e quando o fazer  com os outros!!! Espero sinceramente que encontremos fim nessa nossa estória, pq raras foram as vezes que um jogo meu teve um desfecho e essa é a coisa mais frustrante num RPG, porém não a única!

Ainda, depois da sessão, o Samuca apresentou, a mim e ao Pedro, o Guildhall... jogo de cartas semi-abstrato, em que pese a tentativa séria do Samuca em fazer as coisas terem tema nos contando a ambientação de duas linhas comum aos euros tradicionais (tem gente que fica brabo se não contar a historinha e acha realmente que isso facilita a compreensão das regras). Basicamente no jogo vc quer montar uma puta guilda de profissões (6 se não me engano), colecionando 5 profissionais daquele tipo cada um com uma cor distinta da qual você já tenha em seu capítulo (o set daqueles profissionais). Depois de juntar 5 de determinada profissão, um de cada cor, vc encerra o capítulo e troca por pontos de vitória. Cada profissão tem uma habilidade diferente, opcionalmente executada quando você joga (não baixa) uma carta daquela profissão. A coisa mais temática do jogo é o assassino matar e o trader trocar  Shocked! Bom, o jogo é bastante seco e matemático e a interação fica por conta dessas duas profissões que mencionei, que, por outro lado, dão um efeito meio munchkin... tipo o cara tem 4 dançarinas, vc vai lá e mata uma ou troca as 4 dele por 2 suas. para terminar minha análise superficial do jogo, ele tem uma mecânica que não me agrada muito, a de corrida pela vitória, ou seja, quem fizer tal coisa ante vence... sendo neste caso 20 pts. No final eu venci com exato 20 pts, seguido pelo Pedro com 13 e Samuca com 12 (se não me engano foi isso).
O jogo é legalzinho, não passando disso, mas ainda merece o respeito pelo efeito "caralho, como não pensei nisso antes", comum quando se joga os Knizia!  Embarassed

________________________________________________

libonati
Middle-earth Quest
Middle-earth Quest

Mensagens : 2975
Data de inscrição : 25/05/2013
Idade : 33
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.worldrpgfest.com.br/site

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 09/maio

Mensagem por tiagovip em Seg Maio 12, 2014 9:16 am

@libonati escreveu:
@doizinho escreveu:Olha pessoal, eu gosto de jogos de tabuleiro, me divirto bastante com eles, MAS esse negócio chamado RPG é muito melhor viu. Ontem joguei apenas isso e não me arrependo. Comentarei depois na sessão certa do fórum alguns detalhes da sessão de ontem, mas já adianto que foi a primeira sessão que todos choraram de rir em algum momento.

Board é muito legal, mas meu ópio mesmo é o RPG, ainda mais com um mestre parrudo e num grupo bom desses! todos sabem a hora de rir, a hora de falar sério, quando discutir, quando se aliar, quando brigar entre si e quando o fazer  com os outros!!! Espero sinceramente que encontremos fim nessa nossa estória, pq raras foram as vezes que um jogo meu teve um desfecho e essa é a coisa mais frustrante num RPG, porém não a única!

Também espero que consigamos chegar ao final da coisa toda. Igualmente tive diversas - muitas mesmo - aventuras que não tiveram conclusão, por N motivos. Mas esta parece-me que terá sim, em vista da dedicação por parte dos jogadores.

E alegra-me que estejam curtindo!

Abs,

________________________________________________
From even the greatest of horrors irony is seldom absent. -- H.P. Lovecraft
avatar
tiagovip
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes

Mensagens : 5926
Data de inscrição : 24/05/2013
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário http://www.boardgamegeek.com/user/tiagoVIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sexta - 09/maio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum